26 de set de 2012

Os Outros Exílios, Além de Capella...

Anã branca em Alcyone

“Gostaria de sabe ou leu algo a respeito do período pós transição sobre a governadoria da terra e sobre quem será o tutor dos espíritos exilados no planeta primitivo. Te faço a pergunta, pois já li algo a respeito e alguém me perguntou algo sobre isso e fiquei sem respostas, mas falei a pessoa que nada se pode acreditar sem pesquisar e mesmo assim nunca temo todas as informações. Li sobre as plêiades em seu blog que colocaste a tempo atrás que tem fundamento, mas existem canalizações divulgadas na internet (observei com olhos críticos e estou ainda pesquisando) de seres pleidianos que falam em novo governo da terra por Francisco de Assis e que o mesmo e um ser pleidiano. Colocam que Jesus ira auxiliar os exilados ate eles voltarem.... Gostaria de saber algo a respeito para poder esclarecer. Sei que realmente foge de nossa moral espírita acreditar em algo assim, por isso preciso de mais informação. Muito Obrigado.” (Fábio)

Olá Fábio, essa é uma questão muito interessante, pois muito se ouve entre canalizadores esotéricos canalizações de “pleidianos”, “arcturianos” e outras coisas do gênero que soam estranho as pessoas que estão acostumadas ao estudo espírita.


Excluindo-se dessas canalizações bobagens do tipo “todos os pleidianos são brancos, altos e de olhos azuis” e outras informações que são trazidas por magos negros matreiros tentando inspirar as mesmas idéias que inspiraram na época do nazismo durante a segunda guerra, excluindo-se essas falsas canalizações, que sempre mostram “mestres” loiríssimos ou de porte ariano, podemos após passar esse filtro, perceber algumas informações interessantes sobre espíritos que vivem em outros orbes e estrelas do Universo e que atualmente ajudam a Terra.

Independente do nome que se dê (comando Ashtar, frota estelar) esses espíritos amigos vindos de outras paragens do Universo tentam divulgar novos conhecimentos sobre questões envolvendo a transição planetária e exílios anteriores que a humanidade terrestre enfrentou mas encontram imensas dificuldades com os médiuns disponíveis para trabalhar.

O mais bem sucedido nessa empreitada sem dúvida foi Ramatís, que trouxe informações valiosas sobre esse tema através do médium Norberto Peixoto mas mesmo assim encontrou algumas barreiras, sobretudo em questões relativas a conhecimentos astronômicos.

No meio espírita em geral a grande maioria dos médiuns acaba truncando qualquer informação mais aprofundada sobre esse tema e aqueles que abrem alguma brecha não tem, em grande maioria, a bagagem de conhecimentos astronômicos que necessitaria para conseguir passar essas informações com maior profundidade.

Já no meio esotérico o problema é outro: falta para a grande maioria dos canalizadores uma sólida formação mediúnica, ou seja, um curso de formação mediúnica amplo (não esses vendidos em sessões de final de semana, mas sim os gratuitos, feitos em centros, e que duram por vezes mais de 4 anos ininterruptos)  e justamente por essa falta na formação mediúnica muitos acabam dando mais asas a imaginação (leia-se animismo) e fascinação (leia-se dar espaço no campo mental pra asseclas de magos negros matreiros brincarem) criando também dificuldades para que os bons espíritos se aproximem e consigam passar informações de relevância.

Essa explicação se fez necessária para o que eu terei de explicar agora: quando alguém fala em “pleidianos” naturalmente muitos pensam que lá nas plêiades só tem “gente boa” como os “índigos” e outros chavões que foram massificados no meio espiritualista e até certo ponto no espiritismo.

Antes de mais nada, as pleiades são compostas por 7 estrelas, é um dos 2 aglomerados estelares mais importantes da constelação de Touro, o outro é o aglomerado das Híades, com 140 estrelas, entre elas Aldebaran (estrela mais brilhante da constelação de Touro e uma das que compõe o Hexágono de Inverno).

Dentre as 7 estrelas das Plêiades, temos Eta Tauri (Alcyone) como a mais brilhante, mas na verdade Alcyone não é uma única estrela, mas sim um sistema quádruplo de estrelas, tendo nesse sistema Alcyone A como a mais brilhante (uma gigante azul  1400 vezes mais brilhante que o Sol), duas anãs brancas (Alcyone B e C) que distam entre si, aproximadamente, a distância do Sol a Júpiter e distam de Alcyone A algo em torno de 3.500 vezes essa distância. Já Alcyone D está a aproximadamente 350 vezes a distância do Sol a Júpiter distante de Alcyone C. Temos, só na estrela Alcyone ou Eta Tauri, em verdade, 2 estrelas e duas anãs brancas.

Alcyone A, a gigante azul muito mais brilhante que o Sol, é lar de espíritos de grande evolução, uma evolução muitíssimo maior do que, por exemplo, os espíritos que vivem em Júpiter e Saturno. São espíritos livres de vaidades, grandes em conhecimento e amor, são almas que não tem a menor condição de encarnar na Terra pela tamanha potência energética que existe em seus espíritos.

Os chamados índigos são na verdade espíritos vindos exilados de Alcyone D e que tem a oportunidade de cultivar nobres valores morais no campo de batalhas de um mundo de expiação e provas como a Terra, são espíritos com amplo conhecimento da espiritualidade e com raciocínio privilegiado, mas com imensas dificuldades em aceitar normas, hierarquia e que encarnaram aqui na Terra pra desenvolver a humildade, estão longe de serem as almas eleitas que muitos textos espiritualistas e até mesmo espíritas andam alardeando por aí. São espíritos que terão de lutar muito para que possam permanecer na Nova Terra ou até mesmo retornar a Alcyone D, caso contrário serão novamente exilados pra mundos semelhantes ao que a Terra é hoje, já que possuem bagagem intelectual e moral relativamente superior a maioria dos futuros exilados (oriundos de Capella e outros orbes e estrelas) após a transição planetária.

Já as chamadas “crianças cristal” são também vindas de Alcyone, só que de Alcyone B e C, das anãs brancas que compõe Eta Tauri, são raríssimas no planeta Terra, se destacam pela grande inteligência desde tenra idade e pela preocupação com causas sociais, existem alguns exemplos conhecidos pelo mundo, acredito que menos de mil de espíritos desse nível tenham encarnado até agora na Terra, são verdadeiramente missionários e não exilados.

Sirius

Da mesma forma devemos analisar Capella  (Alpha Aurigae), a estrela mais brilhante da constelação de Auriga, uma gigante amarela um pouco maior que o Sol, mas que assim como Alcyone é na verdade um sistema quádruplo de estrelas , sendo duas delas amarelas e entorno de 80 vezes mais brilhantes que o Sol e outras duas anãs vermelhas (isso sem falar em outras 5 estrelas aprisionadas pela gravidade das duas gigantes amarelas).

Foi de uma dessas duas anãs vermelhas que vieram os chamados “exilados de Capella”, que viviam num plano ou dimensão semelhante ao que é o nosso astral inferior ou astral mais denso, pois em Capella não existem planetas nem a menor chance de existência de vida na dimensão física visto que as formações estelares de Capella em virtude do seu comportamento orbital inviabilizam a presença de planetas. Vale ressaltar que as anãs vermelhas de Capella possuem tamanho semelhante ao da Terra.


De outras constelações, não apenas de Auriga onde está Capela, vieram exilados para a Terra em épocas diferentes, muitos inclusive em épocas anteriores a Capela. Num dos posts do blog eu falei sobre Capela e Sirius em representações dos sumérios e egípcios: AQUI

Nesse post eu falo do hexágono de inverno, composto pelas constelações de Órion ( estrelas Riguel e Betelgeuse), Taurus ( estrela Aldebaran), Auriga (estrela Capella), Gemini (estrela Pollux), Canis Major (estrela Sírius) e Canis Minor (Procyon). De cada uma dessas constelações, vieram espíritos exilados.



Em outro post, que eu falo sobre os ciclos planetários, eu conto quando a Esfinge e as pirâmides egípcias foram construídas. Esse post está AQUI


Antes do exílio de Capella ocorrido a aproximadamente 12 mil anos, vieram os exilados da constelação de Órion, a aproximadamente 80 mil anos, mais precisamente das “três marias” (mintaka, alnilan e alnitaka) conhecidas também como cinturão de órion.

Aqui é outro caso interessante, pois no meio esotérico e espiritualista muita gente também acha que no cinturão de Órion só tem "gente boa" também e não é o caso.

Mintaka (delta orionis) é na verdade constituído por 3 estrelas, sendo que uma delas, uma estrela de classe O e baixíssima magnitude foi de onde vieram alguns dos exilados de Órion, a galera mais “barra pesada” por assim dizer e que causaram o penúltimo afundamento da Atlântida

Alnilam (épsilon orionis) é uma supergigante azul branca e quarta estrela mais brilhante da constelação de Órion

Alnitak (zeta orionis)  é um sistema triplo assim como delta orionis, sendo constituída por um sistema duplo principal (zeta orionis  Aa que é uma super gigante azul  vinte vezes maior que o Sol e zeta orionis B) além de zeta orionis Ab.

Próximo desse sistema triplo existe a Nebulosa do Cavalo (Barnard 33) de onde também veio uma galera afim de confusão exilada pra Terra e que participou ativamente do afundamento da Atlântida há 80 mil anos atrás.

De Órion também vieram alguns instrutores pra Terra nessa época, pra ajudar no processo de construção da grande pirâmide egípcia e atlanteana pelos idos de 54 mil antes de cristo, alguns encarnados e outros na esfera astral, prioritariamente de Alnilam (que representa das três pirâmides a grande pirâmide de Gizé), Rigel, Betelgeuse, Belatrix e Thabit ( esta última de onde encarnaram muitos espíritos nessa época)

Seguindo essa linha de estudo não poderia deixar de falar de Sírius, a estrela mais brilhante da constelação do cão maior. Espiritualistas e esotéricos falam muito sobre ela: “constelação de Sirius” (não existe, é uma estrela que está na constelação do Cão Maior), “sol central da galáxia”( além de não estar no centro da galáxia é muito nova para ser o sol primordial da nossa galáxia que é a Via Látea, só a nível de comparação, Sirius tem pouco menos de 250 milhões de anos enquanto que o Sol tem mais de 4 bilhões de anos), excluindo-se essas besteiras que são ditas sobre Sírius, é importante dizer que realmente vieram muitos exilados da constelação do Cão Maior, encarnando desde 40 mil anos atrás nas bandas do Oriente (Índia, China, Oriente Médio) e alguns grupos de espíritos na Atlântida, que posteriormente tiveram papel importante (sobretudo os mais rebeldes) no conflito entre vermelho e brancos que culminou com o afundamento final da Atlântida a 12 mil anos.

Nenhum desses exilados, assim como os espíritos encarnados atualmente na Terra são de Sírius, mas sim de estrelas da constelação do Cão Maior banhadas pela luz azul de Sirius, da mesma forma que muitos mentores e instrutores vieram também de estrelas dessa constelação. 

Os exílios das constelações de Gemini e do Cão Menor foram posteriores ao exílio de Capela, contribuindo substancialmente para o aumento no número da população de espíritos no astral do planeta e posteriormente no plano físico. Inclusive na época dos faraós havia um grande número de exilados do Cão Menor e do Cão Maior, encarnados no Egito junto aos exilados de Capella, o que explica a grande importância que os egípcios davam a Sírius naquela época, da mesma forma que associavam essas duas constelações a eventos negativos (óbvio, afinal foram expulsos de lá)

Tudo isso mostra que desde tempos imemoriais a Terra é auxiliada por um número enorme de espíritos de outros orbes e constelações que tem grande interesse no processo evolutivo terrestre em virtude da trajetória que muitos de seus “filhos” exilados percorreram e alguns bilhões ainda percorrem aqui no planeta azul.

Quanto ao futuro governo da Terra é importante, antes de mais nada esclarecer uma lenda muito disseminada no meio esotérico e espiritualista. A lenda afirma que o mundo de origem de Jesus seria Sírius o suposto “Sol central” da Via Látea.

Buraco negro centro da galáxia

Segundo informações que tive acesso nos anos 90 quando ainda era adolescente e presenciava semanalmente as reuniões com o Dr.Fritz que aconteciam na minha casa todas as sexta feiras, quando ele incorporava no meu pai, o mundo de origem de Jesus se encontra no centro da Via Látea, ou seja, na constelação de Sagitário (e não na constelação do Cão Maior onde está Sírius) e não é um mundo físico pois existe apenas no astral, por estar onde é um imenso buraco negro supermassivo (na verdade o principal centro de força da nossa galáxia) conhecido pela ciência como Sagitarius A, composto de três elementos sobrepostos: uma supernova, uma espiral e uma compacta fonte de rádio.

Segundo o Dr.Fritz esse local é um sistema, composto por um único mundo e 24 luas de diferentes cores que orbitam esse mundo. Esse planeta é a moradia não apenas do atual governador da Terra (Jesus) como de todos os espíritos que exercem cargo semelhante nos demais planetas e estrelas da Via Látea e justamente por isso o centro da mais poderosa egrégora energética que sustenta a engrenagem da nossa galáxia (justamente por isso está em um buraco negro). Não foi coincidência que no nascimento de Jesus (o seu mapa astral está num dos posts do blog) o ponto mais alto do mapa (M.C) estava exatamente em Sagitário

O próximo governador da Terra não será apenas um espírito, serão dois. Um deles já é bem comentado, trata-se de Saint Germain, que foi o pai de Jesus (José) e também o maior responsável pela organização da Revolução Francesa, que possibilitou as bases para o enfraquecimento da Igreja Romana e o surgimento do Espiritismo. Saint Germain será o responsável pelo desenvolvimento no campo intelectual da humanidade na Era de Regeneração que virá após 2036.

O outro espírito que exercerá esse mesmo papel será Maria Madalena, a rabi e esposa de Jesus, a essênia que veio da escola de Fílon e escandalizou a sociedade hebréia da época de Jesus pelas suas roupas modernas e coloridas típicas dos gregos (e que para os mais puritanos da época eram roupas de uma cortesã), a mulher que retornou com Jesus após sua longa peregrinação, viu o batizado do Messias no Jordão feito pelo primo João Batista, tornou-se esposa do Rabi nas bodas de Caná dias depois do batismo e depois tornou-se Rabi tendo Yeshua como professor. Ela será a responsável pelo desenvolvimento emocional da humanidade terrena durante a Era de Regeneração, trazendo certos conhecimentos confiados apenas a ela por Jesus quando encarnado (o que causou ciumeira em alguns apóstolos mais rústicos, como Pedro, que não entendiam essa atitude de Jesus) e que serão um complemento ao evangelho do Messias, será ela  que trará a terceira revelação aos corações dos homens (e mulheres) e Saint Germain auxiliará na plena compreensão.

Algumas correntes esotéricas e espiritualistas acreditaram (ou quiseram acreditar) que Francisco de Assis seria o futuro governador da Terra talvez pela simpatia e defesa que fazem da alimentação vegetariana e justamente por isso nada melhor do que simbolizar essa defesa na figura de Francisco de Assis (conhecido como protetor dos animais e padroeiro da ecologia), mas não será ele o futuro governador da Terra, apesar de que terá uma missão muito importante nos próximos séculos: auxiliar diretamente Jesus no processo exilatório das próximas décadas e futuramente, nos próximos séculos, preparar o astral do planeta Terra para a gradativa mudança vibratória que ocorrerá no planeta em aproximadamente mil anos, quando a existência da humanidade terrena deixará de existir no plano físico e passará a ocorrer totalmente no astral mais denso.

Francisco de Assis, aquele que encarnou como o discípulo amado (João Evangelista) e posteriormente como o apóstolo da caridade (Chico Xavier) e atualmente é o governador de Nosso Lar terá essas atribuições, não menos importantes do que os dois futuros governadores e dos demais espíritos que compõe o Grande Conselho que tem como líder máximo o Cristo Planetário e seus prepostos arcangélicos, regendo esse Grande Conselho de espíritos angélicos, como Jesus (atual governador do Grande Conselho), Saint Germain, Maria, Maria Madalena o próprio João Evangelista entre outros.

Acredito que esse estudo possa colaborar pra esclarecer algumas dúvidas ou pelo menos estimular novos estudos e comparações sobre esses assuntos. Tenho confiança na modernização do Espiritismo no Brasil, a cada dia que passa a ala dos ortodoxos vai perdendo força, soube inclusive por esses dias que no curso de formação de médiuns da Federação espírita de SP já estão sendo ensinados conceitos como o estudo da aura, dos raios, enfim, modernizações e novos horizontes que só tendem a levar progresso a doutrina codificada por Kardec há quase 160 anos.     


Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:
http://www.facebook.com/josemaria.alencastro2036

20 de set de 2012

A Profecia em 24 de Abril de 2036

Profecias em 2036, apophis, apocalipse, asteroide


Abaixo uma série de quase 50 links que explicam em pormenores todas as questões sobre esse estudo profético com a data do ápice dos eventos da “Grande Tribulação” também conhecido como auge da Transição Planetária ou exílio planetário. Os links já estão organizados em ordem de leitura:


 A arte de estudar profecias: AQUI 

1) Edgard Cayce e a profecia para 2036: AQUI 

2) A restauração de Jerusalém: AQUI 

3) A profecia dos 70 períodos de Daniel: AQUI 

4) O dia e a hora ninguém sabe? AQUI 

5) Palestra em vídeo do livro "A Bíblia no 3º Milênio" AQUI 

6) Compreendendo os selos, trombetas e taças: AQUI 

7) Os 4 animais do Apocalipse diante do trono: AQUI 

8) O anjo Gabriel e o Apocalipse: AQUI

9) João XXIII e a profecia para 2036: AQUI

10) A profecia de Kardec para 2036: AQUI

11) A profecia no Apocalipse para o 11 de setembro e 2036: AQUI

12) O sistema solar NÃO orbita Alcyone (metade final do post): AQUI

13) 2012, Nova Era, cinturão de fótons e o Apophis (parte I): AQUI

14) 2012, Nova Era, cinturão de fótons e o Apophis (parte II): AQUI

15) Dom Bosco e a profecia do fim dos tempos: AQUI

16) A verticalização da Terra: AQUI

17) Afinal, o que é o cinturão de fótons?: AQUI

18) 24 de abril de 2036, meio dia em Israel: o ápice da tribulação: AQUI

19) 2036, o ano do dragão de fogo: AQUI




20) 2036 e a profecia na nota de um dólar: AQUI

21) Apophis, sua ação no exílio planetário: AQUI

22) A grande cidade e a grande babilônia: AQUI

23) A profecia no Codex de Dresden e a “volta de Jesus” (Parte I): AQUI

24) A profecia no Codex de Dresden e a “volta de Jesus” (Parte II): AQUI

25) A profecia no Codex de Dresden e a “volta de Jesus” (Parte III): AQUI

26) Transição planetária, a caridade e a salvação: AQUI

27) O Apophis e a Páscoa: AQUI

28) 666, os 7 principais significados: AQUI

29) 666: a revelação do dia, mês e ano da grande tribulação: AQUI

30) Rússia afirma, Apophis irá se chocar contra a Terra: AQUI

31) Rússia novamente demonstra preocupação com o Apophis: AQUI

32) O fim do Sol negro: AQUI

33) Nostradamus e a profecia sobre os dois sóis: AQUI

34) Os 7 selos do Apocalipse: os 4 cavaleiros: AQUI

35) Os 7 selos do Apocalipse: os 3 “ais” da grande tribulação: AQUI

36) Profecia para 2019??: AQUI

37) 666: o Sol e a besta: AQUI

38) As 4 bestas do apocalipse (parte I): AQUI

39) As 4 bestas do apocalipse (parte II): AQUI

40) Nostradamus: a terceira guerra e os pássaros de aço: AQUI

41) A profecia Apophis-Sodoma: AQUI

42) 2036 – numerologia Vênus-Sol-Bíblia: AQUI

43) O exílio planetário em 3 perguntas: AQUI

44) “O astro intruso” versus “Mensagens do Astral”: AQUI

45) Benjamin Solari e a profecia do “grande relógio” para 2036: AQUI

46) Transição planetária em 3 perguntas: AQUI

47) O que acontecerá em 21 de dezembro de 2012 (Parte I de II): AQUI

48) O que acontecerá em 21 de dezembro de 2012 (Parte II / Final): AQUI 

49) O Grande Terremoto previsto por Jesus e o início de uma nova era: AQUI 

50) Nibiru não existe: AQUI

51) O Fim das Lendas: 21/12/12: AQUI

52) A Nova Era em 2057: AQUI

53) As Eras (3 partes): AQUI 

54) Apophis - Queda em 22 anos: AQUI

55) Lua de Sangue e Sinais Proféticos: AQUI 

56) A vinda de Francisco e o Armagedon: AQUI 

57) O Falso Profeta: AQUI 


58) Os 3 sinais do Apocalipse - A Lua de Sangue: AQUI 



Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook: 

Fórum Profecias 2036:
http://www.profecias2036.com.br/forum/ 


13 de set de 2012

Edgard Cayce, Apocalipse e o Fim do Milênio

Mapa da Terra após o apocalipse em 2036 com a Atlantida
    Clique no mapa para ampliar

Questão interessante que foi enviada por email: 

José, O que vc pode nós dizer de Edgar Cayce ? Dizem que no ultimo livro do Robson Pinheiro "O Fim da Escuridão" ele prediz algumas grandes catástrofes.” (Alexandre)

Olá Alexandre. No recente livro "O Fim da Escuridão" existe sim a previsão de alguns eventos, algumas do Cayce outras não, sobretudo no final do livro no que tange a uma interpretação, no meu ponto de vista equivocada, do capítulo 20 do Apocalipse.

Antes de mostrar o estudo abaixo, que mostra meu ponto de vista discordante ao que está no livro “O Fim de Escuridão” sobre esse assunto específico, é importante frisar a minha admiração pelo trabalho do Róbson, sobretudo na abordagem sobre a Umbanda e o plano astral, em livros como “Tambores de Angola” e trilogia “Reino das Sombras”

Essa admiração, entretanto, não impede que eu analise o tema exposto; não como fã, mas com a postura de estudioso do assunto, até porque existem concordâncias e discordâncias em qualquer obra que se leia. 

Na própria trilogia “Reino das Sombras”, no terceiro volume “A Marca da Besta” é informado que o Cristo e Jesus são o mesmo ser, quando  Ramatís, pela mediunidade de Hercílio Maes nos informa (e acredito que seja essa a visão mais correta) de que o Cristo é uma entidade arcangélica, sem forma humana, enquanto Jesus é uma entidade angélica, diferente e muito menos evoluída que o Cristo Planetário.

Da mesma forma, na obra “Mulheres do Evangelho” existe a afirmação de que o apóstolo Pedro foi uma das encarnações de Kardec, quando o espírito Conde de Rochester já havia afirmado pela médium Maria Gertrudes que naqueles tempos de Jesus, Kardec estaria encarnado como o centurião Quintus Cornélius (visão que também compartilho) e que foi confirmada na obra "Herculanum", também de Rochester, só que pela psicografia da médium Vera Kriajanovskaia. 

Dito isso, é preciso deixar claro que o objetivo do estudo abaixo é tão somente mostrar com estudos e argumentos uma visão diferente da que é exposta no livro, a cerca de algumas questões proféticas que foram ali levantadas, pois é através da comparação construtiva de entendimentos diferentes, com argumentos, que podemos formular um entendimento mais amplo sobre determinado assunto. 

Feitas essas considerações, segue o estudo abaixo:

Edgard Cayce previsões, o fim da escuridao, profeta adormecido


Especificamente através de Cayce o livro não traz muitas interpretações, até porque em vida Cayce demarcou o período final de reconstrução da Terra após os grandes eventos da tribulação até os idos de 2100 e profetizou que a Rússia se tornaria o berço de uma nova ordem social após esses conflitos, o que segundo o profeta em suas profecias levaria alguns anos e não séculos.


A interpretação de parte do capítulo 20 do Apocalipse assim como a explicação de como devemos estudar profecias, levando em conta a busca de um foco comum entre os profetas mais confiáveis do mundo, está totalmente explicada nesse post do blog: AQUI


Segundo nos esclarece O Evangelho Segundo o Espiritismo, capítulo 3, item 17, nos mundos regenerados "a humanidade está livre das paixões desordenadas, do orgulho que faz calar o coração, da inveja que tortura, do ódio que sufoca, a palavra amor está escrita sobre todas as frontes, todos tentando ir a Deus e seguindo suas leis". Esse relato deixa claro que não existe a menor possibilidade de existir um mundo regenerado com espíritos da estirpe dos dragões presos a esfera terrestre. Ou seja, enquanto existirem seres como os dragões, mesmo que presos nas zonas inferiores da Terra, não teremos uma Era de regeneraçao iniciada.

Da mesma forma as profecias e o estudo mostrado no link acima demonstram que a Bíblia expõe claramente que até 2100, concordando com as profecias de Edgard Cayce encarnado, a Terra será um mundo de regeneração, ou seja, até lá não teremos nenhum dragão preso a esfera terrestre ou qualquer outro espírito que não tenha condição moral de permanecer em um mundo de Regeneração.

Da mesma forma, baluartes do Espiritismo como Chico Xavier e Divaldo Franco acentuam que já pelos idos da década de 2050 a Terra poderá sentir as mudanças próprias de uma Era de Regeneração, ou seja, relatam que o período denominado "Transição Planetária" ou numa linguagem bíblica "o ápice da Grande Tribulação" já terá passado, confirmando sem sombra de dúvida os estudos do blog Profecias o Ápice em 2036, que apontam 2036 como o ápice desses eventos transformadores.

Em virtude desses argumentos e dessa análise aqui demonstrada e através do link que deixei, sou obrigado a discordar da análise profética que foi apresentada ao final do livro "O Fim da Escuridão"(páginas 349 a 353), mesmo que admirando o trabalho que o Robson realizou em livros como Tambores de Angola e na trilogia Reino das Sombras, onde traz importantes informações a respeito da Umbanda e também da realidade do plano astral.

A questão do capítulo 20 do Apocalipse é até simples de ser compreendida:

No versículo segundo é dito que o Dragão será preso por mil anos, no versículo terceiro é dito que após esses mil anos ele será solto por um pouco de tempo. No versículo oitavo é dito que Gog e Magog se reunirão para o confronto logo após a soltura do dragão.

Ou seja, aqui está claro que os mil anos de prisão são ANTERIORES ao confronto entre Gog e Magog.

O confronto entre Gog e Magog é amplamente descrito já no Velho Testamento, no livro de Ezequiel capítulos 38 e 39, um conflito que retrata a completa destruição de Israel por um povo estrangeiro vindo do norte.

Esse mesmo conflito é retratado no livro de Daniel, na profecia dos 70 períodos, onde o profeta relata um número exato de anos desde a restauração de Jerusalém até o fim do confronto, quando sobre as “asas” das abominações (asa pois vem do céu) virá o devastador (destruidor, apep, apophis, o asteróide) a semelhança de Apocalipse 20:9 que fala em um “fogo devorador vindo dos céus” (um asteróide caindo em chamas) atingindo as nações inimigas mais numerosas que grãos de areia de uma praia.

Um asteróide caindo do céu é exatamente como um fogo devorador, destruidor. 

Não bastasse falar sobre esse confronto mundial no capítulo 9, Daniel cita novamente no capítulo 11 ao falar do conflito entre “norte” e “sul”, repetindo o que é dito nas profecias de Ezequiel e Jeremias sobre uma invasão a Israel vinda de exércitos do norte (ou seja ao norte de Israel)

Jeremias inclusive deixa isso claro no capítulo 25, versículo 26 ao falar em um conflito que envolverá todas as nações do mundo, a mesma referência do capítulo 20 de Apocalipse ao falar de Gog e Magog como a representação de todas as nações do mundo em um conflito mundial e decisivo, antes que seja instalada a Era de Regeneração que aparece simbolicamente como “o novo céu e a nova terra” ou “a nova Jerusalém” logo no início do capítulo 21 do Apocalipse.

Fica fácil compreender que esse conflito mundial entre norte e sul, gog e magog, é o auge da grande tribulação, que será finalizado nos 70 períodos de Daniel, até porque Jesus cita essa profecia no sermão profético (Mateus capítulo 24) ao falar dos tempos finais da tribulação.  Temos, portanto, os eventos do Apocalipse 20 assim divididos cronologicamente segundo o relato do próprio capítulo 20 do Apocalipse:

1)      Prisão por mil anos do dragão
2)      Em seguida sua libertação pra que só então se inicie o confronto entre Gog e Magog
3)      Gog e Magog ao se confrontarem demarcam o auge da grande tribulação

Tanto Daniel como Jeremias explicam claramente como calcular de forma exata QUANDO ocorrerá a grande tribulação: são 70 anos (Jeremias 25:11)

Daniel relembra essa passagem em Daniel 9:2 pra dizer que o número de cada um dos 70 períodos é em anos, ou seja, são 70 anos.

As traduções para o português cometeram o erro de traduzir o termo “períodos” (shavuim) como “semanas”, que em hebraico se escreve shavua. Em Daniel 9:24-27 quando a profecia dos 70 períodos é feita, a palavra utilizada no hebraico é shavuim, sendo que no capítulo 10, versículo 2, aí sim aparece a palavra “shavua” indicando que naquele versículo a medida temporal era em semanas.

Sendo assim, nunca houve “profecia de 70 semanas ou 490 anos”, mas sim uma profecia de 70 períodos de um ano, ou seja, 70 anos,  tema esclarecido em Daniel 9:2 e obviamente por uma simples tradução correta do hebraico para o português.

Daniel informa que esses 70 anos começam a ser contados a partir da RESTAURAÇÃO DE JERUSALÉM (ou seja, quando a cidade de Jerusalém fosse restaurada ao domínio dos judeus). 

Aqui o entendimento começa a ficar interessante, pois Jesus no sermão profético fala que isso ocorreria no futuro (ou seja, após sua morte na cruz) , quando o cristianismo fosse conhecido no mundo inteiro, ou seja, essa restauração só poderia ter ocorrido DEPOIS de Jesus ter feito o sermão profético e mais ainda, depois de Brasil e Austrália terem sido descobertos, pois foi quando o cristianismo chegou ao conhecimento de todas as terras do mundo. 

As contas mirabolantes de 490 anos que começam segundo alguns intérpretes  bem antes do nascimento de Jesus não fazem, portanto, o menor sentido (pelo menos pra quem leu com atenção o sermão profético e conhece o mínimo da história da humanidade nos últimos 2 mil anos)

Falta saber quando ocorreu a restauração de Jerusalém. A CRIAÇÃO do estado judeu ocorreu em 1948, entretanto nessa época os judeus não tinham o controle de toda a Jerusalém, pois a cidade velha (Jerusalém oriental) não estava sob domínio judeu, algo que só aconteceu em 1967 com a guerra dos seis dias.

Se contarmos a partir de 1967 (quando a Jerusalém do tempo de Canaã foi restaurada aos judeus) os 70 períodos, chegaremos exatamente ao ano de 2036, quando Daniel cita que “nas asas da abominação virá o devastador”, assolador, destruidor, todos sinônimos para a palavra grega Apophis, ou então no próprio capítulo 20 do Apocalipse que fala de “um fogo devorador descendo dos céus” qual a figura de um dragão cuspindo fogo, o mesmo dragão que é chamado de “primitiva serpente” (Apocalipse 12:9), primitiva serpente essa que era conhecida na antiguidade como Apep, o ser em forma de serpente gigante e primitiva que vivia no abismo, que tinha como nomes Apolion/Abadon ou simplesmente no seu sinônimo mais conhecido, Apophis, um asteróide descendo do céu no formato de uma grande serpente voadora, com uma “cauda” e trazendo um fogo devorador.

Exército em formação


Dessa forma, o auge dos eventos da tribulação será em 2036, o ponto culminante do conflito descrito por Jeremias, Ezequiel, Daniel e Apocalipse como “Gog e Magog” ou a luta de todas as nações do mundo representadas pela invasão de uma nação do norte ao solo de Israel, evento que, como deixa claro Apocalipse 20, ocorre DEPOIS da prisão do dragão por mil anos, sendo assim o Apocalipse capítulo 20 não fala em prisão alguma de dragão em 2012.

Além de tudo isso, o auge dos eventos da grande tribulação em 2036 se alinha perfeitamente com os relatos de Chico Xavier e Divaldo Franco (apontando para a década de 2050 uma Terra já visivelmente em regeneração, ou seja, após os eventos finais da grande tribulação e da era de expiação e provas) e também do próprio Edgard Cayce que em vida apontou o processo de reconstrução das cidades americanas incluindo aí Nova York pelos idos de 2100.

Mas fica então a pergunta: quando afinal começou a serem contados esses mil anos de prisão? 

O próprio Apocalipse capítulo 20 descreve que um anjo, que tem a chave do abismo prendeu a primitiva serpente, a representação mitológica de Apep, a serpente que vive no abismo e citada em outras partes do Apocalipse. 

Essa serpente primitiva, que figurativamente ora representa o asteróide Apophis (Apep em grego), ora representa a entidade draconiana descrita nas obras do Róbson Pinheiro, JÁ ESTAVA NO ABISMO, ela foi apenas acorrentada por esse anjo que tem a chave do abismo, para que ficasse presa por mil anos. Outra passagem bíblica fala de espíritos em prisão desde os tempos de Noé, são estes os seguidores da serpente primitiva (1 Pedro 3:18-19) e para eles Jesus foi pregar assim que desencarnou na cruz, e também,bem como descrito no Apocalipse 20 acorrentar o dragão, restringir ainda mais sua ação por mil anos, o que permitiu o crescimento espantoso do Cristianismo primitivo mesmo frente a opressão romana.

Notemos que após essa soltura (um pouco antes de 1054 quando ocorreu a cisma da Igreja e já havia passado os mil anos, em 1033, quando se iniciou uma ação mais livre do dragão livre de sua prisão e que dividiu a Igreja, para que seu poder de atuação se espalhasse pelo mundo) é dito em Apocalipse capítulo 20 que o dragão deveria ser solto por um pouco de tempo (ou seja, entre 1033 e 2036). 

Mas mil anos é um pouco de tempo? A Bíblia esclarece que sim, exatamente em 2Pedro 3:8 que diz literalmente “Mas há uma coisa caríssimos que não deveis esquecer: um dia diante do Senhor é como mil anos e mil anos como um dia”. Considerando que os dragões foram exilados para a Terra a centenas de milhares de anos, realmente mil anos é um pouco de tempo para eles. 

A partir da soltura desse ser que teve mais liberdade para influenciar a humanidade, vimos o auge da  Idade das Trevas (no período após 1033 até 1500 chamada de Alta Idade Média) , com a cisma da Igreja em 1054, as cruzadas poucas décadas depois e posteriormente o início da Inquisição, bem como é a época do senhoralismo e do feudalismo.

Temos portanto, interpretando todos esses eventos pela lógica apresentada nos diversos textos bíblicos:

33 – desencarne de Jesus, vai pregar ao espíritos em prisão e acorrentar a primitiva serpente (que já estava no abismo) por mil anos pra limitar sua ação nefasta sobre a humanidade

1033 – a serpente primitiva é libertada por um curto espaço de tempo (2 Pedro 3:8) para que exerça com mais intensidade seu primitivismo nos séculos finais de Era de expiação e provas, esse curto período é de 1033 a 2036.

2033 - 2036 – Os 3 "ais" do Apocalipse (grande evento vulcânico que abrirá as portas da Europa para uma invasão,  o confronto entre "norte" e "sul" ou "gog" e "magog" e por fim o terceiro "ai" que representa o grande terremoto em virtude da queda do asteróide Apophis. 

2036 – A queda do Apophis, auge do exílio planetário, o ápice da Grande Tribulação descrita na profecia dos 70 períodos de Daniel e citada no sermão profético de Jesus

2050 – Segundo os relatos de Chico Xavier e Divaldo Franco, nessa década já poderemos sentir a Era de Regeneração, processo final de reconstrução das áreas terrestres atingidas pelos 3 “ais” que compõe o auge da grande Tribulação, processo que prolonga até os idos de 2100 segundo os relatos do profeta Edgard Cayce. Segundo recentes previsões do renomado astrofísico Neil de Grasse Tyson, o Apophis deve cair no mar a poucos kilometros da costa de Malibu, o que explicaria que o território americano remanescente seria o mais atingido nesse evento e portanto o que demoraria mais para finalizar seu processo de reconstrução.  

Juntando esse amplo estudo de diversas fontes proféticas confiáveis em um foco comum, fica evidente que o auge da tribulação está muito próximo (menos de 25 anos), assim como o início da Era de Regeneração que virá logo em seguida após esses eventos e não daqui a mil anos

Mais sobre a cronologia desses eventos : AQUI 

Interpretação completa, versículo por versículo da profecia dos 70 períodos e suas referências no sermão profético de Jesus: AQUI


Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:
http://www.facebook.com/josemaria.alencastro2036


7 de set de 2012

Dicas de Livros

Livro formato coração


A pedidos, vou disponibilizar a indicação de alguns livros sobre temas variados, obras que considero de valor nos assuntos aos quais estão indicadas. Os temas estão em azul, em ordem alfabética, a lista de livros dentro de cada tema está por ordem de importância, ou seja, o leitor interessado no tema deve buscar ler os primeiros livros antes de ler os últimos de cada lista dentro do tema. Por fim, os livros disponíveis em pdf na internet estão com um asterisco (*) e estão no 4shared pra quem tiver interesse em baixar ou por algum motivo não puder comprar todos os livros.Deixarei ao final do texto o link para o 4shared e também o link para o site da estante virtual, um excelente local pra comprar livros mais antigos ou difíceis de achar nas livrarias 

Segue abaixo os temas em ordem alfabética:


Apometria:
Espírito/Matéria: Novos Horizontes para a Medicina - José Lacerda de Azevedo *
Energia e Espírito - José Lacerda de Azevedo *
Evolução no Planeta Azul - Norberto Peixoto pelo espírito de Ramatís e Vovó Maria Conga *
Jardim do Orixás - Norberto Peixoto pelo espírito de Ramatís *
Vozes de Aruanda - Norberto Peixoto pelo espírito de Ramatís e Babajiananda *
Consciência - Róbson Pinheiro

Astrologia:
A Prática da Astrologia - Dane Rudhyar *
A Magia das Estrelas - Chiang Sing
Conhecimento da Astrologia - Anna Maria Costa Ribeiro *

Atlântida:
O Fim da Atlântida - Otto Muck *
Atlântida, o Oitavo Continente - Charles Berlitz *
Atlântida e Lemúria: Continentes Perdidos - William Scott Elliot *
Baratzil - Roger Feraudy
A Terra das Araras Vermelhas - Roger Feraudy
Terra dos Ay-Mhorés - Maria Teodora Ribeiro
Haiawatha - Roger Feraudy

Cabala:
A Força - Ian Meckler
O Poder de Realização da Cabala - Ian Meckler
A Cabala e a Arte de ser Feliz - Ian Meckler
A Cabala Mística - Dion Fortune *

Cristais:
Os Cristais - José Laércio

Espiritismo:
O Evangelho Segundo o Espiritismo - Allan Kardec *
O Livro dos Espíritos - Allan Kardec *
O Livro dos Médiuns - Allan Kardec *

Estudos Bíblicos:
Analisando as Traduções Bíblicas - Severino Celestino
O Sermão do Monte - Severino Celestino
A Face Oculta das Religiões - José Reis Chaves
A Bíblia a Moda da Casa - Paulo Neto
Padrões Evangélicos - Paulo Alves Godoy *
Sabedoria do Evangelho (os 8 volumes) - Carlos Torres Pastorino *

Filosóficos:
I - Ching, o Livro das Mutações - Richard Wilhelm *
A Arte Cavalheiresca do Arqueiro Zen - Eugen Herrigel *
A Arte da Guerra - Sun Tzu *
O Peregrino - John Bunyan *
Bhagavad Gita - Ramananda Prasad *

História da Terra:
A Caminho da Luz - Chico Xavier *
Exilados de Capela - Edgard Armond *
Erg - Roger Feraudy
Os Filhos das Estrelas - Maria Teodora Ribeiro

Jesus (Vida e História):
O Caminho dos Essênios - Anne Meurois Givaudan e Daniel Meurois Givaudan *
O Evangelho Aquariano - Levi Dowling
O Sublime Peregrino - Hercílio Maes pelo espírito de Ramatís *
A Boa Nova - Chico Xavier pelo espírito de Humberto de Campos (Irmão X) *

Magia:
Magia de Redenção - Hercílio Maes pelo espírito de Ramatís *
Chama Crística - Norberto Peixoto pelo espírito de Ramatís *
Ataque e Defesa Astral - Marcelo Ramos Mota *
Autodefesa Psíquica - Dion Fortune *
Dogma e Ritual de Alta Magia - Eliphas Levi *
A Magia da Franco-Maçonaria - Arthur Powell *

Passes Energéticos:
Passes e Radiações - Edgard Armond *
O Passe - Jacob Melo *
O Manual do Passista - Jacob Melo

Profecias:
Mensagens do Astral - Hercílio Maes pelo espírito de Ramatís *
As Profecias do Papa João XXIII - Pier Carpi
O Terceiro Milênio - Alcor Fayard pelo espírito de Humberto de Campos (Irmão X) *
Transição Planetária de A a Z - Norberto Peixoto pelo espírito de Ramatís

Psicologia e Espiritismo (série escrita por Dilvado Franco pelo espírito de Joana de Ângelis) :
Jesus e Atualidade
O Homem Integral
Plenitude
Momentos de Saúde
O Ser Consciente
Desperte e Seja Feliz
Vida: Desafios e Soluções
Amor, Imbatível Amor
O Despertar do Espírito
Jesus e o Evangelho à Lua da Psicologia Profunda
Triunfo Pessoal
Autodescobrimento: Uma Busca Interior

Romances Espíritas:
Exilados por Amor - Sandra Carneiro pelo espírito de Lucius *
Jornada dos Anjos - Sandra Carneiro pelo espírito de Lucius *
Dezoito Primaveras - Andrelina Silva pelo espírito de Clevellon

RosaCruz:
Conceito RosaCruz do Cosmos - Max Heindel *
O Evangelho dos Doze Santos - Gideon Jasper Ouseley *

Teosofia
O Corpo Astral - Arthur Powell *
O Duplo Etérico - Arthur Powell *
O Corpo Mental - Arthur Powell *
Os Chacras - Charles Leadbeater *
Auxiliares Invisíveis - Charles Leadbeater *
A Consciência do Átomo - Alice Bailey *
Formas de Pensamento - Anie Besant e Charles Leadbeater *
Do Recinto Externo ao Santuário Interno - Anie Besant *
Aos Pés do Mestre - Jiddu Krishnamurti *

Umbanda:
Tambores de Angola - Róbson Pinheiro *
Aruanda - Róbson Pinheiro *
Segredos da Magia de Umbanda e Quimbanda - W.W. da Mata e Silva
Umbanda de Todos Nós - W.W. da Mata e Silva

Umbral / Astral Inferior:
O Guardião da Meia Noite - Rubens Saraceni *
Legião - Róbson Pinheiro *
Senhores da Escuridão - Róbson Pinheiro *
A Marca da Besta - Róbson Pinheiro *
O Abismo - Ranieri pelo espírito de André Luiz *

Vida após a Morte:
Nosso Lar - Chico Xavier pelo espírito de André Luiz *
A Vida Além da Sepultura - Hercílio Maes pelo espírito de Ramatís *


Site do 4shared: AQUI

Site da Estante Virtual: AQUI


Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook: 
http://www.facebook.com/josemaria.alencastro2036