28 de abr de 2016

Catalepsia Projetiva (Paralisia do Sono), Sonhos e Viagem Astral

Dr. Estranho espiritualidade, viagem astral, projeção astral, catalepsia projetiva, paralisia do sono, chacras, formas pensamento, REM fase do sono, movimento rápido dos olhos, ondas cerebrais, estado vibracional, olve

Pergunta interessante que recebi no face: "José, toda vez que dormimos, saímos do corpo físico? Tipo, sempre? Ou seja, essa fenômeno da catalepsia (paralisia do sono) é um coisa biológica ou induzida pelos amigos espirituais? E porque alguns vêem vultos assustadores e outros, como eu, não vêem?" (enviada por Fabiana) 

Complementando o conteúdo abordado no post mais recente da fanpage:

Resposta: Sim Fabiana, toda vez que a pessoa dorme o seu espírito juntamente com o perispírito (conhecido como corpo espiritual ou corpo astral) e demais corpos inferiores (incluindo aí o duplo etéreo ou corpo vital) liberta-se temporariamente do corpo físico, possibilitando que processos de renovação energética ocorram no corpo físico a nível biológico (os ciclos do sono com mudanças no padrão de ondas cerebrais, liberação de hormônios, relaxamento muscular profundo entre outros) assim como a nível espiritual (maior renovação energética através dos chacras, seja pelo refazimento ou limpeza do excesso de energias densas, processo realizado pelos amigos espirituais através de equipes espirituais socorristas que de tempos em tempos realizam esse processo), inclusive em processos de depuração de formas pensamento através de sonhos (ou pesadelos), no qual a pessoa trabalha certos pensamentos, sentimentos que estão no subconsciente ou até mesmo no inconsciente através dos sonhos (ou pesadelos).

Nesse processo diário de libertação, na maioria das vezes e com a maioria das pessoas, ocorre do espírito ficar muito próximo ao corpo físico (orbitando acima da cama) em um processo de torpor semelhante ao corpo físico, ou seja, o espírito fica "dormindo" próximo do corpo físico.

Quando isso não acontece, o espírito vai à lugares no mundo espiritual o que depende do estado emocional e moral: pode perambular pelo astral intermediário (contrapartida astral da superfície terrestre), pode ir a locais no astral inferior (há diversas estruturas construídas nessa região, normalmente ligados energeticamente à bares, motéis, bocas de fumo, boates e outros locais que estimulam um comportamento mais instintivo e outros vícios) e em alguns casos pode presenciar aulas ou participar de estudos específicos junto ao anjo guardião e amigos espirituais.

Os amigos espirituais sempre atuam para ajudar na evolução dos encarnados, seja na busca por solucionar processos obsessivos, seja para ajudar no despertar para a realidade espiritual. Exatamente por esse motivo uma das ferramentas utilizadas cada vez mais pela espiritualidade é estimular experiências projetivas, ou seja, projeção astral semi consciente e consciente (já que todas as noites nos projetamos, mesmo que na maioria das vezes seja uma projeção inconsciente, sem a lembrança do que foi feito durante o período do sono).

Uma das etapas iniciais da projeção astral é exatamente a catalepsia projetiva ou paralisia do sono, quando a pessoa percebe que está dentro do corpo físico, mas a consciência ou foco da consciência não está plenamente acoplado ao cérebro físico, algo que dura alguns segundos, quando a pessoa pode eventualmente ter algumas percepções do mundo espiritual como ver vultos (espíritos ou ainda formas pensamento muito vívidas) ou simplesmente sentir melhor o seu perispírito, quando ele esta dentro do corpo físico buscando estimular o corpo físico. São experiências simples, porém muito impactantes a nível emocional e que mostram à pessoa a percepção de algo além do corpo físico e da realidade do plano material.

Dessa forma é que os amigos espirituais estimulam o fenômeno da catalepsia projetiva, que decorre de um fenômeno biológico. Como mostrado no vídeo abaixo, o sono possui diversas fases, entre elas a fase REM (movimento rápido dos olhos), fase na qual ocorre a catalepsia. Quando os amigos espirituais querem estimular o fenômeno da catalepsia eles ajudam no retorno do espírito ao corpo físico exatamente nessa fase, quando o relaxamento muscular é mais profundo e ao mesmo tempo a atividade do cérebro físico é a mais intensa (a fase do movimento rápido dos olhos, REM, quando ocorre a projeção astral). Ou seja, o fenômeno biológico dos ciclos do sono e da fase REM ocorre toda noite, mas quando os amigos espirituais querem estimular a catalepsia, eles trazem o espírito pra dentro do corpo exatamente nessa fase do sono.

As pessoas que treinam projeção astral, normalmente trabalhando o movimento das energias (estado vibracional ou OLVE, ver material da Nancy Trivelato) nada mais fazem do que preparar o perispírito, sensibilizando este para o fluxo das energias e melhorando o tônus energético para que possam aproveitar a fase REM do sono para realizar a projeção mais consciente. Outro ponto, muito realçado pelo Wagner Borges é a necessidade de manter a calma na catalepsia, para evitar a descarga de adrenalina que acaba arrastando o espírito para o corpo físico ao invés de permitir a sua liberação consciente nessa fase (que inclui as sensações de balonamento, zumbido no ouvido entre outras). 

Falei disso também no livro "Brasil o Lírio das Américas", inclusive explicando como exércitos de algumas nações estão desenvolvendo a tecnologia dos soldados com visão remota (projetores profissionais) estudando exatamente os efeitos do sono REM, das ondas cerebrais e do líquido azulado produzido pela glândula pineal durante as experiências psíquicas (mediúnicas e paranormais) tanto na projeção como em outras situações (tema que também foi abordado no livro "Armagedoom 2036")

Filmes como "Matrix" (o primeiro), "A Origem" e agora o filme que vai sair em novembro da Marvel sobre o "Dr. Estranho" falam exatamente dessas situações, quando a mente livre do corpo físico adquire uma percepção da realidade além do mundo físico. É um assunto que cada vez mais as pessoas começarão a compreender à medida que o estudo da vida espiritual ganhar mais espaço no meio científico e acadêmico, procurando explicar as experiências místicas de um ponto de vista mais lógico e racional, exatamente o que Kardec preconizava quando desenvolveu o estudo da Codificação.

viagem astral, projeção astral, catalepsia projetiva, paralisia do sono, chacras, formas pensamento, REM fase do sono, movimento rápido dos olhos, ondas cerebrais, estado vibracional, olve

Sobre os sonhos (ou pesadelos) eles também possuem uma função terapêutica. Os sonhos são lembranças que estão no subconsciente ou ainda mais profundas, no inconsciente, que vem a tona quando a pessoa dorme e então o cérebro físico pode acessar este conteúdo, (que está no cérebro perispiritual) devido à mudança dos padrões de ondas cerebrais, algo que também é conseguido em certos tipos de meditação e em processo de TVP induzido por um especialista.

No caso do sonho enquanto a pessoa dorme, ele pode trazer diversos tipos de conteúdo: desde a reverberação de formas pensamento (pensamentos, sentimentos) alimentadas durante o dia ou alguma situação em especial que a pessoa vivenciou ou vem vivenciando e que surge na forma do sonho para que o consciente trabalhe tais pensamentos ou sentimentos.

Muitas vezes os sonhos servem para trabalhar certos sentimentos mal resolvidos e isso normalmente é conduzido pelos amigos espirituais. Um exemplo bem interessante acontece quando no seio familiar uma pessoa tem brigado muito com um parente ou se afastado por alguma mágoa. Normalmente nesses casos a pessoa sonha que esse parente sofreu um grave acidente ou que morreu, não que isso vá acontecer, mas sim para motivar uma reconciliação e ao mesmo tempo trabalhar de forma consciente sentimentos destrutivos através da manifestação criativa de um determinado pensamento através do sonho

Nessa parte mais onírica temos também as representações através de certas imagens criadas pelo cérebro físico como forma de manifestar pensamentos e sentimentos do subconsciente, como por exemplo, sonhar com dentes quebrados, mar ou cores muito escuras, manifestações simbólicas que indicam respectivamente perda de vitalidade, necessidade de transformação interna e tristeza emocional (luto)

Os sonhos mais vívidos normalmente indicam alguma espécie de acesso á lembranças de encarnações pretéritas, ainda que possa existir certa dose de onirismo (fantasia, criatividade) do cérebro para realçar determinada situação ou permitir seu entendimento do subsconsciente para o consciente. Em outros casos tais sonhos representam lembranças semi conscientes de atividades que o espírito realizou enquanto o corpo dormia, são as projeções semi conscientes

No caso da projeção consciente é possível detectar algumas diferenças em relação ao sonho, pois na projeção a consciência e a lucidez são ampliadas em relação à realidade física, ou seja, a pessoa fica muito mais dona do seu livre arbítrio e das percepções ao redor, diferentemente do sonho ou do onirismo, no qual normalmente é levada pelo desenrolar dos acontecimentos, como se estivesse dentro de uma história.

As repercussões energéticas no corpo físico equivalem à natureza da experiência vivida, seja ela uma lembrança, uma projeção ou um onirismo: se é algo intenso, desafiador ou que causa grande impressão emocional, tende a superexcitar o sistema nervoso causando espasmos, suores e tensões que limitam a função reparadora do sono. Em um texto futuro do blog eu retornarei a esse assunto dos sonhos e sua ligação com formas pensamento e egrégoras de forma mais detalhada e explicativa.

.

  
Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:

Fórum Profecias 2036:

Grupo Profecias 2036 no Facebook:

7 comentários:

Gustavo bueno disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thiago Raphael disse...

Umas vez aconteceu de eu estar dormindo de bruços, quarto fechado e luz apagada, e de repente sentir o quarto todo iluminado e a sensação nítida de algumas pessoas dentro do quarto, uma delas bem próxima do meu corpo colocava sua mão sobre ele mas sem encostar e eu senti como se estivesse sendo retirado de meu próprio corpo. Sem entender o que acontecia ou quem eram as pessoas e também sem conseguir me mexer, eu forcei o máximo que eu pude para não ser retirado de meu corpo, acordei e estava sozinho no quarto escuro, voltei a dormir normalmente depois.
Ocorre que eu havia sido convidado na mesma semana por uma amiga para visitar um centro de umbanda que ela frequentava e acabei indo no dia seguinte a essa noite, quando passei pela limpeza de um preto velho ele sorriu e disse mais ou menos isso: “Fio esperto, sentiu nóis ontem junto a ti de noite, deu trabaio pu que num queria sair do corpo, mas nóis cunseguimo ti tirá e fazer um trabaio de limpeza”.

Edson Siqueira disse...

Zé poderia falar mais sobre que tipos de substâncias ou outras formas os especialistas do serviço secreto usam para forçar os soldados psíquicos a atingirem uma projeção consciente usam remédios, ervas, algum aparelho específico e algum dia esses aparelhos e métodos vão estar ao alcance das pessoas comuns

Geraldo Luiz disse...

Uma vez tive um sonho mais ou menos lúcido, no qual ainda estava no meu quarto deitado na minha cama mas sem conseguir me mexer, e ouvia uma voz dizendo que na minha vida passada eu fui um romano que havia mandado queimar minha mulher e meus filhos por eles terem se tornado cristãos. Parece que tenho um carma pesado pra resgatar nessa vida hein...

Christian Nunes disse...

José tenho uma dúvida que me atormenta, com relação aos vulgos " dragões " como é que se dá o processo encarnativo de tais consciências, visto que as mesmas são tóxicas ao extremo, mesmo em um mundo primitivo ( um novo exílio ) gestar tais criaturas seriam morte na certa, tanto para o feto, tanto para a mãe. Eles ficam pulando de mundo em mundo, exílio em exílio protelando as encarnações a gosto e revelia ? Penso que forçar um encarne de uma consciência dessa seja quase impossível não?

Leo Barrachi disse...

Eu já tive paralisia do sono e eu antes de acordar travado havia sonhado que a figura da morte havia passado em uma carruagem a uns 50 metros à minha frente em uma estrada num campo parecido com lavoura de trigo, e depois vi perto de mim uma placa escrito 2010 e em 2010 eu voltei pra minha cidade natal. Ao acordar ouvi uma risada macabra e não conseguia me mexer, mas logo pedi a Deus e voltei a poder me mexer.

Wendson disse...

Na minha experiência com catalepsia entendi outra forma que pode ajudar a entrar nesse estado: o adormecimento instantâneo do corpo. Como se tivesse acabado de tomar uma injeção 💉 de um anestésico fortíssimo.

No meu caso, eu dormia à tarde, havia um copo com água no meu quarto. Acordei com cede, bebi e me deitei rapidamente. No mesmo instante o corpo dormiu, senti os olhos fechando sem controle meu, e vi imagens como que raios brancos através das pálpebras fechadas. Depois a sensação de choque sem dor. E senti literalmente me "descolar" do corpo. A partir daí um arrepio que descia de forma regular do crânio à base da coluna.

O que tiro disso é que as técnicas que incentivam para que as pessoas acordem na madrugada e comecem a fazer O OLVE talvez se aproveitem também do estado cansado do corpo nesse período.