4 de jun de 2015

Vulcão no Chile e Terremoto no Nepal - Ação dos Guardiões em Desencarnes Coletivos – Os Laboratórios de Magos Negros

vulcão, os terremotos e a ação de guardiões e magos negros


Recebi diversas perguntas sobre o motivo de tais eventos acontecerem sob o ponto de vista da Espiritualidade, em relação à ação dos guardiões e possíveis enfrentamentos contra magos negros.

Vale lembrar, que no auge da "profecia maia" quando muitos médiuns falaram em "inicio de nova era ou era de luz" ao final de 2012 eu esclareci, após uma projeção astral (publicada em dezembro de 2012 e detalhada no livro Brasil o Lírio das Américas) que não entraríamos em Era de Luz alguma em 2012 e que a partir daquele momento teríamos não apenas a aceleração de eventos de ordem natural e limpeza astral de algumas regiões utilizadas por magos negros se alimentando do sofrimento de alguns espíritos. Na época, Rússia e Eua estavam em paz e foi relatado que já estava acontecendo um conflito no astral entre as duas regiões, o que veio para o plano físico meses depois em forma de uma tensão presente entre esses dois países até os dias de hoje. O texto está aqui:


Vamos então analisar primeiro a questão da depuração energética que o próprio planeta realiza, com o auxilio dos Cristos Planetários. Falei sobre isso no vídeo feito em palestra ao final de 2013, entre os minutos 56 e 1 hora e 10 minutos (14 minutos de explicação):


Para assinar o canal do Youtube basta entrar no link abaixo: 



Com esses esclarecimentos, vamos às perguntas recebidas:

Pergunta: "Esses terremotos na Ásia e Oriente Médio por acaso são reflexos físicos de atividades de combate entre guardiões e dragões e magos negros? Abraço" (Pergunta enviada dia 26 de abril a fanpage)

Resposta: No caso da recente explosão do vulcão sim, inclusive quem leu o livro Brasil o Lírio das Américas vai entender porque a explosão aconteceu exatamente no dia de São Jorge. Apesar de em um primeiro momento parecer algo ruim (as cinzas e necessidade de evacuação próxima a região) é algo que evita danos maiores, pois nesse caso foi liberada muita energia geotérmica sem maiores danos diretos. Se essa energia não fosse liberada ela seria liberada através de algum forte terremoto que traria danos muito maiores.

Vale lembrar o que eu disse naquele texto de dezembro de 2012 que está no início deste post: "A terceira localidade era um vulcão que servia de entrada para uma colônia trevosa existente no território russo."

Ou seja, existem vulcões que são utilizados por algumas milícias umbralinas para testes, devido a grande quantidade de energia geotérmica gerada pela pressão do magma na Terra.

Já os recentes eventos no Nepal e região, que atingiram quase 5 milhões de pessoas estão entre os chamados eventos de desencarne coletivo, quando a espiritualidade superior organiza para que um determinado grupo de pessoas vivencie determinado evento e desencarne. Ao mesmo tempo tais eventos servem para motivar um maior sentimento de fraternidade entre as pessoas, na mobilização por uma ajuda física ou mesmo uma simples oração pelas pessoas que estão vivenciando os efeitos do evento.

Sobre os desencarnes coletivos eu expliquei nesse post aqui do blog:


Além de servir para liberar grande carga de energia negativa através de um evento natural (tsunami, terremoto, vulcanismo) e de muitas vezes agir para efetuar em um desencarne coletivo, esses eventos também servem, em alguns casos, para que equipes de guardiões destruam bases trevosas que cultivam sofrimento e tecnologia trevosa.

Um desses casos foi narrado na retomada da pirâmide de Chichen Itza, descrita no livro Brasil o Lírio das Américas. Ante de relatar esse trecho do livro, é interessante relatar as experiências que vivenciei na madrugada do Brasil correspondente ao horário do terremoto que ocorreu no Nepal:

"O Budismo tem ensinamentos muito bons e motiva uma espiritualidade voltada para o equilíbrio interior, tanto isso é verdade que a equipe da Globo que está lá relatou exatamente isso: os nepaleses buscam manter o equilíbrio, evitar histeria ou complexo de coitados mesmo diante dessa tragédia, exatamente por esse equilíbrio interior e espiritual que eles cultivam na prática. Se há uma coisa que podemos tirar de aprendizado, tanto nesse evento como no recente tsunami no Japão é a postura dos sobreviventes diante da tragédia. Eu particularmente na madrugada do terremoto tive um sono muito agitado, acordei varias vezes a noite e muito "mole", sentindo que estava sem energia, enquanto ao mesmo tempo, durante os períodos de sono, tinha visões em forma de flash de muita confusão, gente correndo, até que ali pelas 5 da manhã me vi em um local, uma espécie de um túnel (daqueles por onde passam carros), em um tom entre o azul e o amarelo e bem iluminado por uma luz natural e caminhava, junto a alguns encarnados em projeção, junto a muitas pessoas que caminhavam em silêncio naquele túnel, todas em silencio, em oração.

A maioria que desencarnou estava preparada e em paz e recebeu pronto auxilio do povo do oriente (grupo espiritual que normalmente trabalha nessas tragédias formado por espíritos e médicos ligados ao milenar conhecimento orientalista). Fiquei com a impressão de que esse túnel é uma espécie de ligação, um portal, entre aquela região e uma colônia que existe nas imediações do Everest e que vai não apenas receber muitos dos desencarnados como também servir de ponto de apoio para as equipes espirituais que estão trabalhando na região. A estimativa deles é que entorno de 10 mil almas tenham desencarnado e segundo eu fiquei sabendo depois, quando acordei (que se tratava de um terremoto no Nepal) muita gente do Brasil foi convocada para trabalhar nesse dia (provavelmente algumas tiveram um sono agitado naquela madrugada ou alguma sensação de ter "sonhado" com alguma tragédia) , até porque muitas almas hoje encarnadas no Brasil têm íntima ligação e grande número de encarnações anteriores no Oriente."

No post que publiquei essas informações surgiram relatos de leitores que haviam vivenciado as mesmas sensações no sono naquela noite, mostrando que realmente ocorreu uma convocação coletiva de muitos amigos do Brasil para ajudar no outro lado do mundo.

Como mencionei anteriormente, no livro Brasil o Lírio das Américas é relatado um trabalho de limpeza na pirâmide de Chichen Itza, destruindo um bolsão de espíritos utilizado em um laboratório das sombras. Tal trabalho acontece também em locais onde existe uma grande oferta de ectoplasma ligada a baixa vibração (vícios, sexualidade desregrada, sofrimento), como por exemplo, em inferninhos ou locais que sejam feitos sacrifícios com sangue.

Tais locais, na sua contrapartida no mundo espiritual, são alvo de ações dos guardiões, principalmente quando existe o planejamento de utilizar tais energias densas em conflitos maiores. A ação dos guardiões nesse evento do Nepal, através de um ponto de apoio no Everest é exatamente evitar que os desencarnados sejam capturados em um bolsão de espíritos sofredores na região por milícias de magos negros, evitando que milícias umbralinas sejam fortalecidas na região e possam aumentar os conflitos astrais existentes em uma região próxima, na fronteira de China, Rússia e Kazaquistão, como descrevi no inicio de 2015 e que ainda está restrito a um confronto entre russos e ucranianos. Esse texto está aqui:   

Vamos entender agora como funcionam esses laboratórios que se utilizam do sofrimento de um bolsão de espíritos e como os guardiões agem nesses casos de desencarnes coletivos agindo de forma a impedir a ação de milícias trevosas sobre os espíritos que desencarnam nesses eventos coletivos.

A missão realizada no astral pelos guardiões na pirâmide de Chichen Itza página 208 a 213 do livro "Brasil o Lírio das Américas narra de forma bem detalhada como funcionam esses laboratórios das trevas e qual a sua importância para as milícias trevosas (e porque eles têm interesse em aprisionar um maior número de pessoas a situações de sofrimento e culpa). Eis a narrativa:

“Começamos a ouvir gritos no subsolo da pirâmide e antes que eu perguntasse o que era aquilo, o guerreiro xamã esclareceu-me:

– Trata-se de um enorme bolsão de espíritos sofredores presos abaixo da pirâmide, no astral inferior. A gigantesca estrutura egóica que foi destruída há poucos instantes também servia como poderosa prisão para milhares de espíritos, muitos deles presos mentalmente por séculos ao momento que foram sacrificados em nome do “deus” dos antigos. Os socorristas, índios e guardiões ajudarão na retirada de todos eles do bolsão/ prisão. Será um longo trabalho – Falou com o olhar entristecido diante de tamanha barbárie comandada ao longo de vários séculos pelo mago das sombras daquele local – Toda a energia mental de sofrimento produzida por essas almas, à semelhança de outros bolsões utilizados pelos magos da escuridão, serve para a produção de vibriões, formas pensamento enfermiças com grande vibração de dor, sofrimento e desespero que normalmente são vitalizadas com elementais ou em casos ainda mais graves, com espíritos humanos desencarnados em estágio de ovóide, quando o corpo espiritual atinge profunda degradação.

– Sim, eu tenho estudado sobre o tema, – respondi – algumas obras espiritualistas (*) mais recentes têm abordado a utilização dos vibriões em complexos processos obsessivos realizados de forma organizada e profissional por milícias trevosas em trabalhos de goécia, pois utilizam-se dessas formas enfermiças as acoplando em centros de força (chacras) das vítimas da obsessão organizada por esses grupos umbralinos

Com uma fisionomia preocupada, o xamã feiticeiro trouxe uma informação interessante sobre a tecnologia das sombras, mas ao mesmo tempo perturbadora:

– Os magos da escuridão têm utilizado esses vibriões ou larvas astrais, de aspecto enegrecido, úmido e gelatinoso dentro de pequenas e grandes aparelhagens eletrônicas que eles constroem no mundo espiritual, desde pequenos dispositivos acoplados no sistema nervoso de vítimas de obsessão até os sistemas eletrônicos de prédios e cidades inteiras, pois os vibriões ou larvas devido à própria sintonia vibratória conseguem mais facilmente captar a energia radioativa do Sol das Trevas e, ao mesmo tempo, receberem a programação dos magos trevosos, que transmitem comandos hipnóticos aos elementais ou espíritos em estado ovóide que vitalizam as larvas ou os vibriões utilizados nesses aparelhos eletrônicos.

– Isso é terrível! – exclamei

Prosseguindo com aqueles valiosos esclarecimentos, calmamente o guerreiro xamânico, acostumado a trabalhar com todo o tipo de magia no mundo espiritual concluiu:

– Os sistemas dos prédios e cidades umbralinas, verdadeiros feudos comandados pelos magos da escuridão utilizam-se dessa tecnologia que mistura eletrônica e vibriões para captar a radioatividade vinda do Sol das Trevas têm como objetivo principal possibilitar que todo o ectoplasma utilizado nas construções astrais (prédios, cidades) permaneça ativo, através da radiação do Sol das Trevas que mantém constantemente ativa a programação mental feita pelo mago trevoso sobre a construção criada por ele e ao mesmo tempo a circulação do ectoplasma sobre essa construção.

– Então o ectoplasma é como um combustível para tais construções? – Questionei

– Exatamente – Respondeu-me – As construções no astral são em essência de matéria astral, o princípio material em uma freqüência diferente daquela que existe no mundo físico. Ocorre que o ectoplasma é muito mais fácil de ser moldado através da energia mental, por isso os magos trevosos e milícias necessitam tanto dele para erguer seus impérios, pois o ectoplasma é o molde das criações mentais e a energia que alimenta os próprios moldes. Dentro desses moldes existe a matéria astral e enquanto o molde permanece ativo, ou seja, enquanto existe um fluxo de ectoplasma, a construção mental moldada permanece ativa. Caso toda a engenhosidade eletrônica utilizando os vibriões e a radiação do Sol das Trevas não estivesse disponível para esses magos trevosos, eles precisariam alimentar constantemente com a própria força mental suas criações mentais, sendo que com a matéria astral isso é muito mais difícil de ser feito do que com o ectoplasma, pois este tende a estabilizar mais facilmente qualquer forma mental criada.

Após meditar alguns segundos, o altivo índio prosseguiu com novos apontamentos, tentando dirimir as minhas dúvidas sobre o tema:

– A mesma tecnologia utilizada nas construções do astral inferior pelos magos trevosos e utilizada nos processos obsessivos mais complexos (goécia) é utilizada também para colher ectoplasma, seja colocando pequenos dispositivos eletrônicos, com uma larva ou vibrião ativo, conectado no sistema nervoso de uma pessoa que sofrerá um processo obsessivo ou ainda em locais no mundo físico que sejam propícios para “abastecer” de ectoplasma esses aparelhos, como por exemplo: os inferninhos, boates, motéis, que alimentam tanques de ectoplasma no astral intermediário desses locais. Esses tanques por sua vez são constantemente esvaziados pelas milícias trevosas que dominam tais localidades e levam o combustível produzido pelos encarnados, de tempos em tempos, para as colônias ou feudos umbralinos.

– Muito interessante – Ponderei sobre tantos ensinamentos avançados – Por esse motivo os guardiões necessitam dos encarnados em projeção para realizar as missões de desmantelamento dos feudos controlados pelos magos trevosos.

Quando eu imaginava que as novidades haviam terminado, o xamã Guará trouxe uma observação curiosa:

– Como eu mencionei há pouco, o ectoplasma é um combustível. Nos sistemas que os magos da escuridão utilizam, tanto a radiação do Sol das Trevas como os vibriões são criadas as condições que mantenham a estabilidade da substância ectoplasmática. Quando os guardiões utilizam o ectoplasma dos encarnados em projeção astral sobre o ectoplasma utilizado nas estruturas criadas pelos trevosos a estabilidade de todo o molde envolvendo a forma mental criada pelo mago é perdida, ocorrendo o fenômeno da explosão: a energia cinética no interior do sistema quebra as moléculas do ectoplasma, propagando energia numa reação em cadeia, na forma de luz e calor que explode toda a criação mental no plano astral, ainda que a sua matriz original mantenha-se ativa no plano mental, na mente do mago que criou a forma mental.

Enquanto um grande grupo de espíritos socorristas e de índios acompanhados pelos guardiões adentrava na pirâmide para retirar os espíritos presos no astral inferior da pirâmide em uma espécie de masmorra interligada ao tanque de ectoplasma e a uma outra sala muito escura na qual os vibriões eram cultivados, eu permanecia alguns momentos pensativo, tentando compreender toda aquela tecnologia sinistra baseada na dor e na falta de amor."

(*) Excelente obra que trata do tema é o livro “Senhores da Escuridão” de Robson Pinheiro, página 180 a 196

Com todas essas considerações sobre os recentes eventos do Chile e do Nepal espero colaborar no entendimento dos leitores não apenas sobre os processos de depuração energética do planeta através de vulcões e terremotos e de como os guardiões e socorristas atuam nos desencarnes coletivos como também o entendimento de que para as milícias trevosas um grande número de pessoas desencarnando ao mesmo tempo em um local é sempre um evento muito visado, exatamente pela existência desses laboratórios e bolsões. Por isso que tais locais, como também os cemitérios, que congregam grande número de recém desencarnados e centros hospitalares recebem essa atenção especial dos guardiões, como medida preventiva a eventuais investidas de milícias umbralinas.

Como complemento a todo esse estudo, deixo o recente texto da fanpage sobre a ação das fraternidades e seus xamãs e pretos velhos no socorro às vítimas desses bolsões controlados por magos negros:





Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:

Fórum Profecias 2036:
http://www.profecias2036.com.br/forum/  

Para receber os textos novos do blog diretamente no seu email: 
Enter your email address:

Delivered by FeedBurner


12 comentários:

edy-in-sanno disse...

como sempre José ótimo texto explicativo sobre a realidade desse mundo e do outro também. Que Deus o ilumine sempre.

Renato Bulhoes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fã club Vivi Black disse...

Tenho uma duvida, se diz que o povo egípcio era o mais evoluído, por isso após a construção das pirâmides retornaram ao sistema de capela, mas como evoluído um povo que escravizou o seu semelhante impondo trabalhos forçados e que praticavam o sacrifício humano em adoração aos seus Deuses? Essa idéia vai contra tudo aquilo que considero evolução, existem algumas coisas que simplesmente não batem. Abraço.

igor disse...

Só pra constar, arrumaram um cometa sem nome, sem código, sem eira nem beira, que supostamente vai se chocar com a terra segundo aos teóricos da bíblia, mesmo a Nasa dizendo que não... Acho que merecia um post

José Alencastro disse...

Olá Igor. É exatamente a mesma história da época do Elenin, apenas requentada: um cometa ou asteroide vindo, a mesma historia de exercicios militares, caixoes da fema, tudo que eu ja falei no blog que não daria em nada.

A bola da vez é a profecia da shemita, que expliquei no link abaixo que não é para 2015-2016 mas sim 2035-2036, segundo as profecias biblicas

http://profeciasoapiceem2036.blogspot.com.br/2015/04/shemita-tsunami-em-2015-luas-de-sangue.html

O curioso é que essa "profecia" se disseminou nos EUA por causa dos protestantes que acreditam na teoria da shemita, que alias é bem interessante (os ciclos de 7 anos). O problema é que se esquecem da profecia de Daniel (70 anos da restauração de Jerusalém) e não percebem que a shemita verdadeira do auge dos eventos da tribulação é a de 2035-2036, até porque essa agora de setembro não teremos a Lua aos pes da constelaçao de virgem, um dos sinais do Apocalipse, além é claros dos demais sinais (eclipse lunar e solar muito proximos em um mesmo mes)

O mais curioso é que os teóricos podem ter atirado no que viram e acertaram no que não viram, pois existe uma profecia do Parravicini para um grande evento enquanto o papa estivesse em viagem as Americas e ele estará em viagem as americas em julho e em setembro. Ou seja, pode ocorrer algo, mas nao será fim do mundo ou auge do Apocalipse, mas a possibilidade de um evento significativo de alcance mundial (minha aposta é algo ligado ao Cumbre Vieja)

Ou seja, "chutaram" na ideia da shemita em 2015, de uma conspiraçao do exercito e de um asteroide que ninguem sabe ninguem viu, mas acertaram o mes que remete a uma possibilidade real de um grande profeta, o Parravicini, que fala em um evento quando o papa estivese em viagem as Americas

Aguardemos....

Vaticio va disse...

Esta profecia foi retirada do livro Os grandes Profetas de Renzo Baschera de 1985.

A monja de Dresden foi uma religiosa Alemã que viveu entre o final do Século XVII e inicio do Século XVIII em um convento na mesma cidade.
Segue a profecia, Eu queria a sua opinião, ela estaria se referindo ao papa Francisco?:

A Clemente XI(papa, que se chamava Giovanni Francesco Albani, que pontificou de 1700 a 1721), Vigário na terra de Nosso Senhor. Jesus, Nosso Salvador, quis um novo Francisco à sua mesa porque toda a Igreja necessita ser lavada e purificada. Faz, ó novo Pastor, com que tua tiara seja a pobreza, e o manto a humildade. E não estendas jamais a mão para a mão que tenha maldade. O teu papado será santo e terá o número invertidos dos Apóstolos(ou seja, 21. Dezena que pode significar o ano 2021). E depois de ti descerá do céu aquele Bendito(JESUS) que selará os tempos e continuará a semeadura. E depois haverá o anjo que encontrará Jesus na terra dos lírios, enquanto o lírio morrerá miseravelmente no meio das águas.
Mas o último carro(século) será o mais pesados.
Será puxado pelos cavalos do Apocalipse aos pares e atingirá a montanha, onde estarão a esperá-lo os três anjos da guarda do vale de Josafá. A esses anjos serão entregues as chaves de Pedro. Assim será fechada para sempre a casa milenar, sobre a qual triunfará o Justo que sobre o Calvário derramou seu Sangue Preciosíssimo.
Vejo os cavalos do último carro e o cocheiro que já enlouqueceu. Vejo os cavalos um por um, e o lugar deles é o seguinte:
Cavalo Branco, com o sinal do Leão(Papa Leão XIII).
Cavalo Preto, com sinal da Piedade(Papa Pio X).
Cavalo Amarelo, com o sinal da Bênção(Bento XV).
Cavalo Vermelho, com o sinal da Piedade(Pio XI).
Cavalo Amarelo, com o sinal da Piedade(Pio XII).
Cavalo Vermelho, com o sinal do Precursor(João XXIII).
Cavalo Preto, com o sinal de Benjamim(Paulo VI).
Cavalo Branco, com o sinal da Piedade(João Paulo I).
Anjo Mestre de Josafá, com o sinal dos Doze(João Paulo II).
Anjo Guia de Josafá, com o sinal da Glória(Bento XVI, glória das oliveiras segundo São Malaquias).
Anjo da Piedade, com o sinal do Martírio(Francisco).
É o que viram os meus olhos. E a voz do vale de Cedron revelou-me coisas terríveis.
A idade do Nosso Salvador se fechará sobre a terra no fim do nosso milênio, depois haverá o milênio do Êxtase do Espírito Santo.

Três são os últimos anos do Pântano: 1914(I Guerra), 1942(II Guerra) e 1981(Atentado à vida do papa João Paulo II).
Três(guerras) são as chagas que ensanguentarão a terra.
E a última ensanguentará as vestes do Sumo Pontífice.
O primeiro Anjo de Josafá aparecerá em Roma após um terremoto pavoroso e será aprisionado(Aqui ela errou pois o papa João PauloII não foi aprisionado).
O segundo Anjo de Josafá chegará a Roma para ser trucidado. E o ouro, os poderes e as vestes de César serão dispersados.
Haverá carnificina na corte. E a carnificina dos cortesãos, porque irmãos falsos entrarão na terra com as foices e ceifarão a verdade. Judas estará entre eles e portará as insígnias de Pedro. Assim me disse a voz;

Robert Garcia Rodrigues disse...

Gostei dessa profecia. Vejo que tem coisas que se encaixam com o que o José descreve em seus textos também. Muito obrigado por compartilhar amigo.

Renato Bulhoes disse...

Tem alguma informação sobre o possível choque do asteróide Eros contra a lua IO do planeta Júpiter e a repercussão na Terra ? (Editei o comentário que eu havia redigido errado.)

Marcos disse...

Yellowstone está com pressão maior que o normal e foi evacuado. Será esse o evento desse ano?

Geraldo Luiz disse...

Olá José Alencastro, sou novo no seu blog e hoje li algo que me chamou a atenção, os vibriões usados em processos obsessivos, de aspecto negro, úmido e gelatinoso. A forma como você os descreve é exatamente algo que costumo ver em meu quarto à noite, quando acordo de terríveis pesadelos, ou quando simplesmente acordo em pânico sem nenhum motivo aparente e eu vejo este tipo de coisa se afastando de mim.
Sempre fui muito cético com o que estava vendo achando se tratar de alguma ilusão de ótica, mas depois do que li fiquei curioso. Será que sou vítima destes vibriões por algum motivo? Você poderia falar mais a respeito e me ajudar? Como me proteger?
Obrigado.

José Alencastro disse...

Olá Geraldo

Podem ser duas coisas: ou formas pensamento plasmadas no seu quarto em virtude de algum grande stress ou trauma emocional mantido por muito tempo ou em um segundo caso, algum local que você possa ter ido no astral e ao acordar trouxe a lembrança do que viu, enxergando como se estivesse no seu quarto. Essas formas pensamento são parecidas com vibriões mas são, na verdade, os miasmas ou larvas astrais, pois não possuem a "maturação" de um vibrião. A criação de vibriões depende de locais que não recebam luz solar, que haja constante vibração mental de sofrimento ou desequilibrio emocional e que não recebam qualquer tipo de limpeza com agua (ou agua e sal), por isso é rarissimo, mesmo nos inferninhos, boates e moteis se encontrar vibriões, pois são locais que normalmente não apresentam a condição ideal para tal formação, sendo mais comum a presença de larvas astrais ou miasmas nesses recintos, enquanto que a produção de vibriões se restringe a locais especificos no plano astral inferior e em rarissimos no astral intermediário

Considerando essas informações é importante manter com certa regularidade a entrada de luz solar no quarto, bem como o cultivo de formas pensamento positivas dentro do ambiente (leitura do evangelho, trabalho positivo das energias como por exemplo o EV ou estado vibracional) pois tudo isso produz um padrão de energia mental que inviabiliza a presença de miasmas e evita brechas que permitam a sintonia com sentimentos e pensamentos de baixa vibração. A limpeza com agua e sal grosso bem como defumações (de preferencia com os ingredientes das sete ervas) também ajudam. Tudo isso potencializa positivamente a identidade energética da pessoa, atraindo ou afastando determinados espiritos, essa é base por exemplo, da utilização de algumas ervas ou outros elementos em banhos ou defumações.

Quando se usa determinadas rosas, mel ou fragrancias que trazem a lembrança de algo bonito, feminino, tais banhos ajudam a pessoa a entrar em uma sintonia com esse arquétipo (beleza, amor, feminilidade, sentimento, maternidade) e mais ainda: permite que o cheiro e aquelas energias ao impregnarem a aura da pessoa que fez o banho, também influenciem as pessoas próximas. Por isso que alguns chamam certos banhos de "pega marido" ou "abre caminhos" no amor. No astral os cheiros e vibrações energéticas de ervas, rosas e certos alimentos são muito mais fortes, por isso que sua utilização impregnada sobre a aura de uma pessoa pode atrair ou afastar um espirito.

Elementos como a cebola roxa, de forte cheiro e acidez, no astral agem como um verdadeiro "espanta obsessor", pois os fluidos etéricos que ela libera sobre o ambiente agem queimando literalmente vibrações nocivas ou muito ligadas ao plano fisico. De forma semelhante vemos isso na arruda e na guiné pipi. O sal por sua vez desfaz qualquer tipo de energia ou assentamento energético, por isso que mediuns que se utilizam de assentamentos com ervas não tomam banho de sal grosso nos chacras superiores, pois isso iria desfazer imediatamente os assentamentos energéticos no chacra, mas nos casos de desobsessão ou desligamento de determinada egrégora ou casa espritualista, é necessario o banho de sal grosso de cabeça exatamente para desfazer qualquer ligação com a egregora ou casa

Dito tudo isso, é importante manter um trabalho interno de equilibrio energético e emocional, sendo interessante dependendo do que estiver sentindo, buscar um apoio com passes em um centro ou ainda colocar os pés no verde (grama), tomar sol, abraçar um arvore, descarregar stress ou energia acumulada na natureza. Tudo isso ajuda a evitar brechas para a ação de espirtos sintonizados com vibrações negativas.

Geraldo Luiz disse...

Muito obrigado José, muito esclarecedora sua resposta.