28 de mar de 2013

João XXIII, Parravicini e Nostradamus (Parte I) - A Eleição do Último Papa

Eleição de Francisco profecia

A partir de hoje é iniciada uma série de 6 textos com profecias de João XXIII, Parravicini e Nostradamus sobre a vinda do último Papa, o processo de queda do Vaticano, o surgimento do falso profeta, a invasão européia e o fim do papado antes do ápice da Tribulação. Os seis textos estarão assim nomeados:

1) A Eleição do Último Papa
2) A Morte do Papa
3) A Queda da Igreja
4) Muitos Pais antes do Ápice
5) Roma após a morte de Francisco
6) O Falso Profeta


Parravicini a eleição do papa argentino, papa argentum


A imagem é de uma clareza impressionante: são mostrados sete papas e o oitavo com a bandeira da argentina. A frase escrita confirma essa interpretação: “A Virgem elegerá a Argentina no caos”

Da mesma forma que João no Apocalipse nomeia a Igreja como “mulher”, Parravicini utiliza analogia semelhante, apontando que as forças positivas ligadas ao Cristianismo colocarão nos tempos finais um bom papa na Igreja para iniciar a correção dos erros seculares da Igreja.

João XXIII no livro “As Profecias do Papa João XXIII”, publicado em 1976 pela editora Difel, descreve na página 87 um impressionante texto sobre a eleição do papa argentino, que é o último papa, Pedro Romano da profecia de Malaquias. Colocarei o texto abaixo entre aspas e os comentários sem aspas para facilitar o entendimento da profecia:

“Bendito, bendito, bendito. Serão os jovens a aclamar-te, novo pai de uma Mãe que sorri. Os filhos dos santos de Milão”

Na cerimônia de entronização do papa, ocorrida dia 19 de março, foi observado pela imprensa o grande número de jovens que foram aclamar o papa durante sua entronização, sobretudo diante do imenso telão da praça de Maio, que transmitiu ao vivo a cerimônia. Os filhos dos santos de Milão ao que parece é uma referência a arquidiocese de Milão, a maior do planeta e que segundo a profecia parece que ajudará o atual papa dando apoio as reformas que ele pretende implementar. Além disso, o atual arcebispo de Milão é Angelo Scola, rival direto de Bertone no Conclave e na ideologia sobre como a Cúria deve ser conduzida; ele pode ser um importante aliado do papa na realização das mudanças na Cúria.

“Dezesseis te conterão. Manterão altas as suas mãos”

Segundo o “Corriere Della Sera”, o papa recebeu mais de 90 votos no Conclave. Se ele não votou em si mesmo e 16 foram contra sua eleição, ele recebeu 98 votos, portanto a explicação dessa frase ao que parece está exatamente no número de opositores no Conclave. Esses tentariam, figurativamente, impedir as ações do papa segurando suas mãos.

“Virgem Maria próxima. Virgem Maria que foi sacrificada”

A eklesia dos cristãos primitivos, a Igreja purificada, ao que parece é o significado de Virgem Maria, mulher pura, Igreja pura, seguindo a mesma figura de linguagem que João utiliza no Apocalipse ao comparar a Igreja a uma mulher. A eklesia durante as perseguições romanas foi sacrificada, parece estar aí o significado de Virgem Maria no texto de João XXIII.

 “Em suas palavras encontrarás a estrada, bendito, bendito, bendito”

Na pureza e simplicidade dos cristãos primitivos, o papa encontrará a estrada para guiar os fiéis católicos. A ênfase no termo “bendito” mostra claramente que será um ótimo papa.

“Serás pai de todos. Será difícil o início da estrada, caminhar para Roma em dias de sangue. Clarear as névoas e os seus sepulcros. Dar nome sagrado às coisas sagradas, dar nome profano às profanas.”

Uma Igreja para todos, sobretudo os pobres, ao que parece esse é o significado de tornar-se pai de todos. Ao mesmo tempo os primeiros anos do papado apontam para dificuldades em Roma, rebeliões e revoluções por causa da economia, período nublado (névoas) com muitas mortes (sepulcros). Esse conflito interno de origem econômica é que futuramente atingirá o Vaticano e suas riquezas, que serão alvo da cobiça do governo italiano, tentando salvar sua economia rocambolesca. Nomear o que é sagrado e o que é profano indica que os recentes escândalos encobertos pela Igreja serão postos as claras nesse processo de renovação, mostrando claramente o que pode ser feito na Igreja (sagrado) e o que não pode (profano).

“Receberás em tua casa um santo com os pés nus. E farás esperar os poderosos, as mãos desarmadas, suplicando-te. O santo falará por ti em cada lugar e eis do mundo as flores alvas que te envolverão.”

O santo com os pés nus é uma clara referência a Francisco de Assis. Mesmo sendo jesuíta, o papa mostra muito mais afinidades no modo de agir com os franciscanos. Esse homem descrito como “o santo dos pés nus” é um homem que aparecerá novamente em outro texto profético de João XXIII (que trarei nessa série de estudos) ao visitar o túmulo do papa já morto (a referência nesse texto é clara: “o túmulo do descalço”, ou seja, o túmulo do franciscano, o túmulo de Francisco). Ao que parece esse santo franciscano é um nobre homem, da Ordem dos Franciscanos que permanecerá vivo após a morte do papa e combaterá os desmandos que ocorrerão no Vaticano após a morte do papa: sem um papa e com perseguições aos católicos, sobretudo os jovens, contrários aos desmandos do governo e da ala mais tradicionalista da Igreja tentando voltar ao poder (nesse período nem terá se iniciado a invasão islâmica). Outra questão importante é que esse franciscano poderá colaborar no processo de descentralização do papado, pois ao que tudo indica nessa época ele será uma espécie de segundo papa em Roma, talvez alguém mais novo que será preparado pelo atual papa para lidar com as dificuldades que ocorrerão internamente em Roma e no Vaticano.

“Tua será a viagem da coragem, o grande desafio ao mundo e ao imundo príncipe do mundo”

“Imundo príncipe do mundo” é o falso profeta  que atuará durante o período tribulacional fomentando guerras e mortes (Apocalipse 16:13). A coragem para iniciar as mudanças será um desafio para o comodismo do mundo e aos objetivos do homem retratado como “príncipe imundo”, provavelmente alguma liderança de algum país diretamente envolvido nos conflitos da Tribulação. Ao longo dos seis textos dessa série a identidade dele será claramente mostrada.

“A quem te mandar soldados, oporás legiões. E nunca retirarás a palavra dada. E te descalçarás e caminharás com o santo descalço.”

Soldados do próprio governo italiano, provavelmente seja essa a referência, durante os anos finais do papado. A frase seguinte é enigmática quando fala que o papa ficará descalço e caminhará com o santo descalço. Pode representar tão somente a simplicidade do papa em não tentar defender as riquezas do Vaticano perante uma ação interna do governo italiano como também pode representar a extinção do cargo papal pelo próprio papa antes da sua morte.

“Quando de Maria Santíssima divulgares a palavra, tua única ferida se fechará. A mãe da Igreja será Mãe do mundo. Anjo serás dito, bendito.”

A profecia é encerrada com outra profecia: a única ferida do Cristianismo Primitivo é o Cristianismo Romano, representado na figura do Vaticano, mais precisamente na figura do papa, ou seja, ao fechar essa ferida o cargo de papa, único, centralizado como conhecemos hoje deixará de existir e assim a mãe (não mais o pai, papa) da Igreja, aquela que deu origem ao Cristianismo Primitivo, será a mãe do mundo. O fim do papado como o conhecemos hoje, a volta da simplicidade das eklesias e dos diversos líderes, apóstolos ao invés de uma liderança centralizada. 

Nostradamus também traz várias quadras sobre o último papa, devido a sua grande importância nos anos que precedem o ápice da Grande Tribulação. Vejamos essas quadras:

Centúria X Quadra 73

“Os tempos presentes junto com o passado
Serão julgados por um grande “Jovialiste”
O mundo tardio lhe será desanimador
E desleal para o jurista do clero” 

Nostradamus utiliza o nome “Jovialiste” em maiúsculas para definir o último papa. Mas qual seria o significado de Jovialiste? É o somatório de duas palavras: Jove (Júpiter) e est (leste, oriente). Júpiter na mitologia romana é o deus grego Zeus, pai de todos (papa) e segundo o meridiano de Greenwich, o Vaticano está exatamente no oriente. Zeus/Júpiter é o deus mitológico do trovão (lembram do raio caindo na basílica de São Pedro?) e filho de Saturno (2013 é um ano regido por Saturno). Ele é quem julgará, segundo a segunda e quarta linhas da quadra, toda a Igreja (clero), pois é o Jovialiste, o jurista clerical. A referência a “mundo tardio” certamente se refere a sua eleição em avançada idade (76 anos).

Vale ainda ressaltar que entre as palavras Jove e est está a palavra lis, referente à flor de lis, o lírio, que simboliza na Igreja a pureza da mãe de Jesus (citada por João XXIII como Virgem Santíssima). A flor de lis é um tradicional símbolo da França, sobretudo da monarquia e se repararmos que o nome do papa é Francisco (que significa “aquele que nasceu na França”), sendo assim o Jovialiste de Nostradamus está perfeitamente definido como o último papa, Francisco.

Outra curiosidade é que o seu primeiro dia completo como papa eleito foi 14 de março, que é o 73ª dia do ano, exatamente o número da quadra que fala do Jovialiste.

Parte II: AQUI  

Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:
https://www.facebook.com/josemaria.alencastro2036
  


21 de mar de 2013

Nostradamus e Parravicini: A Vinda do Papa e um Tsunami entre Março e Abril de 2013

luz violeta, evento 12 abril 2013

Em dezembro de 2010 eu publiquei a interpretação de uma quadra de Nostradamus, na época em que Bento XVI ainda era o papa. Em parte, realizei a interpretação correta ao associar o anagrama “Loing” com o papa da época (maiores explicações sobre esse  anagrama no link do post de 2010: AQUI 


Eis a profecia:

Centúria III, Quadra V

“Pres loing default de deux grands luminaires
Qui surviendra entre Avil et Mars
O qué cherté! Mais deux gran debonnaires
Par terre et mer secourrount toutes parts”

“Próximo a “Loing” a falta de dois grandes luminares
Que sobreviverá (surgirá) entre abril e março
O que penúria! Mas dois grandes de “bons ares”
Por terra e mar socorrerão todas as partes”


Vejamos a forma como eu interpretei essa quadra em 2010:

“Próximo a Bento XVI (Loing) a falta de João Paulo I e II (João e Paulo foram luminares do Cristianismo), que sobreviverá entre março e abril (a sobrevida diz respeito a avançada idade quando foi eleito papa em abril). O que penúria, mas dois grandes países unidos espiritualmente (a união de bons ares), por terra e mar socorrerão o mundo todo”

Sabemos hoje, em 2013, o significado exato dessa quadra que salta aos olhos pela clareza. Os dois grandes luminares são referências aos líderes da Igreja Católica: papa emérito Bento XVI, que interpretei corretamente como o personagem “Loing” e o atual papa Francisco que é o de Buenos Aires (bons ares)

Bento XVI realmente ganhou uma sobrevida entre março e abril, pois já no dia primeiro de março, após a renúncia oficial em 28 de fevereiro, deixou de ser papa, mas não pela via normal da morte, mas sim pela renúncia. Mas a profecia fala em “Abril e Março”, ou seja, os meses não estão em ordem cronológica, simplesmente porque o papa Bento XVI foi eleito em abril e depois dele o papa Francisco foi eleito em Março.

Mas a profecia vai ainda mais além, fala que entre esses dois meses (Março e Abril) haverá a falta de dois grandes luminares, uma clara referência aos dois papas que não estarão no Vaticano quando, possivelmente, ocorrerá um evento importante entre Março e Abril que é descrito na primeira linha como um evento que acontecerá próximo a “Loing” (Bento XVI), ou seja, próximo da época da sua renúncia e eleição do novo papa (Francisco).

E porque os dois papas não estarão no Vaticano? Bento XVI está no castelo Gandolfo, que fica em Roma, mas fora do Vaticano e o atual papa muito provavelmente estará socorrendo as vítimas do evento, ajudando in loco. Em virtude da sua postura franciscana isso é bem provável, que o papa ao invés de ficar no Vaticano vá diretamente ao local do evento para ajudar os necessitados. A última quadra dá uma pista de como será esse evento: fala em um socorro por terra e água, a nível global (“socorrerão todas as partes”), ou seja, algum evento envolvendo terra e água, provavelmente um terremoto em alguma zona costeira ocasionando um tsunami.

A frase “por terra e água” poderia em um primeiro momento dar a idéia de que seria um meio de locomoção, através da terra e da água, mas o sentido é outro, significa “por causa da terra e água”, um abalo sísmico marítimo muito grande, gerando um tsunami. 

Ao final de 2012 eu postei na fanpage um texto que falava sobre o aumento, dali em diante, de atividades vulcânicas na Rússia e nas Américas, sobretudo a mesoamérica e a America do sul e desde então, até os dias de hoje, a atividade tem sido muito intensa, acima do normal, exatamente como vi em projeção consciente, pois essas duas grandes regiões estão recebendo diversas missões de guardiões com o objetivo de retomar antigas colônias astrais desses locais e realizar um amplo saneamento nessas colônias astrais. 

Esse texto está aqui na fanpage: AQUI

Ocorre que desde o início do ano, a atividade sísmica está muito baixa (ao contrário da atividade vulcânica), ou seja, o acúmulo grande de energia entre as placas está ocorrendo e concomitantemente nas últimas semanas um verdadeiro “boom” de pequenos tremores na costa oeste americana, na conhecida falha de San Andreas. Acredito que esse evento global poderá ter um dos 3 gatilhos a seguir:

Um grande terremoto na costa oeste americana, que ainda não seria o big one, mas grande o suficiente para produzir um tsunami que chegasse ao sudeste da Rússia e nordeste da China.

A segunda possibilidade seria um tsunami provocado pelo Cumbre Vieja que atingiria as Américas, Europa e África. Essas são as duas maiores possibilidades, a terceira seria um tsunami provocado por um vulcão marítimo que existe ao sul do Atlântico, região que teve recente atividade dia 19 com um tremor bem ao sul de 6.1 e baixa profundidade (31 kilometros).

Em qualquer das três possibilidades, as Américas serão afetadas. Caso venha a acontecer nos Estados Unidos, acredito que será na região próxima a San Francisco, por ser a região da falha tectônica na costa oeste e por ter o mesmo nome do atual papa.

Fui então analisar astrologicamente se entre março e abril de 2013 teremos alguma data que tenha tensões energéticas intensas o suficiente para sinalizar a vinda de um evento desses e infelizmente eu encontrei uma data. Em 12 de abril de 2013 ( mais um dia de arcano 13), às 9 horas da manhã horário local de San Francisco (13 horas no Brasil) teremos um desenho explosivo nos céus americanos.  


Mapa astral san francisco em 12 abril 2013


Sol exaltado em Áries fazendo uma conjunção com Marte em domínio e com Vênus em detrimento todos na casa 11, que fala da comunidade, dos eventos em grupo, os três planetas fazem uma combinação explosiva, sobretudo Sol e Marte em Áries.

O ascendente está em um signo de Ar, que é Gêmeos, com Júpiter em detrimento ali posicionado, indicação de más notícias e uma combinação fogo e ar entre o signo solar o ascendente que tende a potencializar a posição do Sol junto a Marte, uma verdadeira combustão de energia destrutiva.

Saturno na casa 6 que fala entre outras coisas sobre a saúde está mal aspectado, retrógrado e junto da cabeça do dragão ao sul, o que indica karma a ser resgatado.

Dos 5 aspectos do Meio Céu (ponto mais elevado do mapa), quatro são ruins, sendo 3 quadraturas, muita energia em tensão.  

Netuno está em domínio em Peixes na casa 10, mostra o poder de realização e nesse cenário, muito provavelmente um evento através das águas como forma de despertar/choque interno a nível espiritual (energia de Peixes).

Plutão na casa 8 mostra as experiências coletivas como ferramenta de profunda catarse emocional, exatamente em Capricórnio mostrando algo físico, limitante, que exigirá disciplina rígida pra que seja superado.

De qualquer forma, a profecia de Nostradamus indica um grande evento que causará comoção global, entre março e abril e muito provavelmente através das águas, sendo o dia 12 de abril uma data de extrema tensão astrológica e que pode desencadear esse evento em solo americano. Muito provavelmente esse evento ocorrerá nas Américas, visto que um grande evento já ocorreu esse ano na Rússia.

Outra coisa que ficou claro e que eu não havia compreendido foi a razão dos guardiões iniciarem essa faxina justamente nas colônias astrais das Américas. A eleição do papa argentum veio responder a essa questão, a preparação para que possa florescer no Brasil e na Argentina um desejo de renovação do Cristianismo.
Infelizmente existe outra profecia de um profeta altamente confiável que fala sobre um terrível evento a nível global, confirmando essa profecia de Nostradamus. É uma profecia de Benjamin Parravicini feita em 1938:

Profecia Parravicini sobre tsunami em 2013, nostradamus 2013


O texto é intitulado de “Cataclismo” e tem um desenho acima bem semelhante ao utilizado por sites de medição de terremotos que marcam grandes eventos com um círculo que vai crescendo sobre o mapa que o evento ocorreu. Nessa época, 1938, vale lembrar que não existia nem computador.

Na parte inferior a direita aparece o desenho de uma garrafa escrito “Humanidade” dentro, boiando acima da água, a deriva e escrito abaixo “mar dos mares”, que pode ser uma referência ao mar mediterrâneo (maior mar do mundo) ou ao oceano pacífico (maior oceano do planeta). 

No primeiro caso, o evento seria iniciado pelo Cumbre Vieja, no segundo caso, por um evento na costa oeste dos Estados Unidos. No centro da imagem um rosto muito semelhante ao do atual papa acima de uma figura que lembra uma Igreja começando a envergar para a direita, ou seja, começando a mudar algumas coisas para o bem.

O texto da profecia diz o seguinte:

“O papado entre novas normas. O mal de ontem deixará de sê-lo. A missa será protestante sem ser e os protestantes serão católicos sem serem. O Papa se afastará do Vaticano em viagens e chegará à América, enquanto a humanidade cairá”

A profecia dá uma importante pista: o povo americano é conhecido pelo grande número de protestantes e, caso ocorra um grande evento que atinja o seu território e o papa for visitá-los, poderá rezar um missa dentro de uma Igreja protestante.

Na recente visita que fez ao papa, a presidente Cristina Kirchner pediu que o papa arranjasse um tempo em sua agenda para visitar a Argentina e ele respondeu que buscará um tempo em sua agenda para fazer essa viagem, que pode perfeitamente ocorrer até o final de abril. Sobre esse encontro pode ser lido AQUI 

Que todos nós tenhamos em mente muita força, e no coração muita serenidade, para compreender as provações que a nossa humanidade ainda precisa passar para o seu despertar moral.




Postado em 1ª de Maio de 2013

Chegamos ao final de abril e nenhum evento global aconteceu, como descrito nas profecias de Nostradamus e Parravicini. Estariam então ambos os profetas errados? Certamente não, o erro de interpretação foi de minha responsabilidade.

A profecia de Nostradamus, como mostrada no início desse texto postado em 21 de março, fala primeiramente de “Loing” que interpretei corretamente como uma referência a Bento XVI e fala que ela ganhará uma sobrevida, entre abril e março, pois mesmo não sendo mais papa oficial, Ratzinger tornou-se papa emérito e mais ainda, a profecia fala em dois (papas) e se refere a um como de “bons ares” (Buenos Aires) e fala sobre um evento global, pois diz que ambos os papas socorrerão o mundo por todas as partes (terra e água). Qual foi o erro que cometi então? Como bem observado nos comentários, a profecia poderia falar literalmente de abril a março, nessa ordem, ou seja, de abril de 2013 a março de 2014, período que o papa emérito Bento XVI teria uma sobrevida, pois já está em avançada idade.

Considerando a profecia dessa forma, haveria uma possibilidade maior da profecia de Parravicini se confirmar, pois ele fala de viagens do papa, em especial para a América. Sabemos hoje, pela agenda oficial do papa Francisco, que ele virá ao Brasil entre 23 e 28 de julho e no final do ano, em dezembro, na Argentina. Parravicini fala que, quando o papa vier a América, a humanidade cairá. Algum grande evento, portanto, pode acontecer em alguma dessas duas datas (julho ou dezembro), explicando assim a profecia de Nostradamus e Parravicini.

Mas e a possibilidade de um grande evento que foi prevista pro dia 12 de abril com base numa análise astrológica, foi um equivoco também?  Nesse caso não, pois próximo desse horário (aproximadamente 1 hora antes do que estava no mapa), os Estados Unidos entraram em Condição de Prontidão de Defesa nível 3 (o nível 1 é guerra nuclear), algo que só ocorreu antes durante a crise dos mísseis, a guerra do yom kippur e os atentados de 11 de setembro, isso pouquíssimo tempo depois do John Kerry dizer na Coréia do Sul que os americanos não iriam aceitar em hipótese alguma que a Coréia do Norte entre para o clube das potencias atômicas e logo em seguida a Coréia do Norte começar a fazer exercício militares na fronteira com a China. Ou seja, o mapa astrológico mostrou que realmente algo grande e incomum estava pra acontecer e realmente aconteceu, a nível político.
   
Desde março outros meios de comunicação têm levantado a hipótese de um grande terremoto em breve na costa oeste americana, ontem ocorreu um sismo próximo da superfície (14 km) nas Canárias com magnitude de praticamente 6 graus na escala Richter, mostrando que ali também na região próxima do Cumbre Vieja a atividade tem aumentado. A possibilidade de algo de ordem natural ocorrer existe, assim como de algum outro evento de ordem bélica, levando em conta o atual cenário das Coréias, da Síria e do recente atentado em Boston.

Peço desculpas aos leitores do blog pelo erro na interpretação, mas já que havia uma possibilidade de algo acontecer, pois os termos “abril e março” apareciam com sentido dúbio, eu preferi alertar os leitores de uma possibilidade que existia, assim como faço agora, já que também é possível que algo ocorra até março de 2014, em virtude dos indicativos proféticos, sobretudo a viagem do papa a América e a existência, ainda, de dois papas, como mencionado nas profecias de Nostradamus e Parravicini.

Acredito que seja preferível errar, tendo a boa intenção de alertar as pessoas de uma possibilidade que existia, do que simplesmente se omitir por temer colocar a credibilidade do blog, que foi conquistada nesses anos de trabalho, em risco, pois entre essas duas situações eu irei preferir sempre a primeira opção, de alertar mesmo errando e as vezes acertando, como fiz na divulgação astrológica correta do dia e hora da eleição do papa, mesmo errando o nome daquele que seria eleito, ao invés de simplesmente me omitir pelo receio de que algum erro pudesse comprometer a credibilidade do blog.

Como estudioso e médium estou sempre na busca por aperfeiçoar cada vez mais o estudo das profecias e as minhas próprias capacidades, errando e acertando, mas tentando sempre trazer informações que estejam cada vez mais próximas da verdade e possam auxiliar, de alguma forma os leitores, na motivação de uma maior busca pela espiritualidade e numa melhor preparação para os eventos futuros profetizados para a atual transição planetária, até o seu ápice, quando então a Terra deixará de ser o atual mundo vivendo a Era de expiação e provas, onde criminosos jogam bombas com pregos na multidão, gases químicos em guerras ou queimam pessoas indefesas a troco de algum dinheiro para que vivenciando o exílio planetário possa então entrar numa nova Era, a Era de Regeneração, quando os lobos serão separados dos cordeiros.

Até lá eu espero poder continuar contribuindo de alguma forma  na construção de um mundo melhor e da melhor forma que eu puder.      




Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:
https://www.facebook.com/josemaria.alencastro2036
  




15 de mar de 2013

Paracelso: O AntiPapa Argentum

Vaticano - praça São Pedro

Paracelso foi um grande alquimista, teólogo e profeta do seu tempo e entre suas profecias, duas delas são muito curiosas, pois falam sobre o último papa. Nelas, Paracelso mostra claramente a existência de um antipapa antes do último papa.


Antipapa:

“Tu tens reunido frequentemente com aquele que um tempo foi inimigo. Perceberás que todas as coisas são inúteis. Terás de superar sozinho as dificuldades e terá de refletir sobre quem és. Sentarás na cadeira de Pedro e dela cairás”

A profecia é clara: o atual papa enfrentou diretamente no conclave anterior Bento XVI, o que explica o termo “inimigo” explicado pelo dicionário Aurélio como “Que se opõe, contrário, de facção oposta” e hoje, como o atual papa, já deixou claro que irá buscar aconselhamento com o bispo emérito Ratzinger. A segunda frase é emblemática: “perceber que todas as coisas são inúteis”, ou seja, não adianta tentar mudar aquilo que já está profetizado: o fim de Roma e do Vaticano.

A frase seguinte também mostra claramente a referência ao atual papa eleito “terá de superar sozinho as dificuldades”, ou seja, em algum momento o papa não terá mais o apoio de Bento XVI que provavelmente desencarnará antes, fazendo com que não existam mais dois papas e sim apenas um. A frase final mostra que alguma força fará com que o atual papa seja retirado (algo parecido com JP I? ou algum acontecimento ainda indecifrável), pois mostra um motivo abrupto, além da vontade que causará a queda do atual papa. Curiosamente o papa quase caiu hoje

Papa quase caindo, papa Francisco, papa Jorge Bergoglio, papa chico bento

Provavelmente a referência de Paracelso ao atual papa como “antipapa” seja em virtude da tentativa da Igreja em mudar o curso natural dos acontecimentos proféticos, pois o último papa só deveria vir após a morte de Bento XVI. Ao renunciar e permitir a vinda de um papa por meios não naturais, o tempo do penúltimo papa foi “esticado”, pois provavelmente Francisco viverá mais tempo do que Bento XVI viveria, adiando assim a vinda do verdadeiro último papa.

E sobre o último papa, vejamos o que diz Paracelso:

“Estás predestinado a ser rodeado por muitas adversidades. Tens o nome de uma pedra e és uma pedra larga e delgada. Cairás sob o castigou que quebrou todos os impérios. E a tua sabedoria, no final dos tempos, será definida como loucura”

Essa profecia mostra algo muito curioso: o nome Pedro ou pedra, que aparece na profecia de Malaquias pode ser uma referência a alguém com nome de alguma pedra e não Pedro. “Larga” significa com grande extensão, vasta, de grande alcance e “Delgada” como magra, de pouco diâmetro. Ou seja, um papa com nome de batismo, ou papal, de uma pedra e de aparência alta e magra, características que não se enquadram no atual papa. Além disso, o último papa será alguém sábio, mas que será visto como louco pelos próprios fiéis em virtude das atitudes que tomar durante os ataques à Europa, profetizados também por Dom Bosco e que atingirão Roma e o Vaticano, talvez uma atitude de fuga para outro país, só o futuro poderá dizer.

Jorge Mario Bergoglio, sem a menor dúvida, não é o último papa, pois não apresenta as características descritas por Malaquias sobre Pedro Romano. Malaquias foi muito cristalino nas referências proféticas aos futuros papas, normalmente com pistas claras no próprio nome ou nascimento do pontífice ou com relação ao nome adotado pelo papa.

JPI por exemplo foi chamado de "a meia lua", pois em seu nome de batismo está "da luz branca" (Luciani), ou seja, a luz branca vem da meia lua e quando assumiu o pontificado era dia de lua crescente, ou meia lua.

JP II foi chamado de "o trabalho do Sol", nasceu exatamente no dia de um eclipse solar

Bento XVI foi chamado de "gloria da oliveira" uma referência ao símbolo dos beneditinos (a oliveira) que foi o nome adotado por Bento XVI.

São referências cristalinas quanto ao nome, nascimento ou insígnia e em nenhuma delas Jorge Mario ou papa Francisco se enquadram em Pedro Romano. Os pais de Jorge Mario são de Turim, cidade italiana assim como Roma que é outra cidade.

Não adianta torcer a profecia, italiano não é sinônimo de romano e mesmo que os pais dele fossem romanos (e não são), ele nasceu argentino, fez seus estudos teológicos na Alemanha, é tão romano quanto qualquer cardeal da cúria, ou seja, nada que o identifique especificamente como Romano, no seu nome não tem nem algarismo romano. E quanto à Francisco de Assis, o próprio nome diz: de Assis, ou seja, não de Roma.

Levando-se em conta o ponto de vista, a meu ver bem interessante, da profecia de Paracelso, o atual papa só seria Pedro Romano se englobasse todas as características previstas para o último papa: alguém novo (Nostradamus), mas ele já tem avançada idade, alguém com clara ligação com Roma (Malaquias e Monge Pádua) algo que ele não possui antes de ter se tornado cardeal. Ele tem alguns indícios, mas não todos, o que não o colocaria como Pedro Romano.

A referência a Pedro que muitos especularam com relação a Francisco de Assis é fraca, em realidade a referência a Pedro é aquela dita por Paracelso: o nome de uma pedra

Bergoglio nasceu na Argentina, nomenclatura que deriva do latim argentum ou simplesmente prata, elemento que pode ser considerado uma pedra. Mas mesmo assim ele não estaria adequado a profecia de Paracelso, pois não é delgado (magro) nem largo (alto, ampliado) e nem à de Malaquias, pois não apresenta uma característica clara que o identifique como "Romano".

Bergoglio, portanto, estaria na definição de antipapa nas profecias de Paracelso e o próximo depois dele seria realmente o último, Pedro Romano.  

Quem quiser conhecer um pouco mais da obra de Paracelso, entre nesse link: AQUI 



Postado em 18/03/13

Esse texto sobre a profecia de Paracelso foi postado dois dias após a eleição do papa, entretanto apresenta um erro que pude perceber apenas no dia seguinte: que, ao contrário do que informa o texto, o atual papa eleito Francisco é realmente Pedro Romano. Não apenas o papa descrito por Paracelso como também o antipapa, pois será considerado ao final do seu papado como alguém que diminuiu drasticamente o poder concentrado na figura do papa, algo que para os mais tradicionalistas será visto como um papa que foi contra o papado (antipapa).

Aproximadamente 8 horas antes da eleição do papa, ainda no conclave, eu publiquei um texto no facebook informando que naquele dia 13, às 19h pelo horário do Vaticano, seria eleito o novo papa (errei por 7 minutos a previsão). Esse post está AQUI  

E como eu poderia saber disso? Simplesmente porque aproximadamente 2 dias antes, presenciei uma cerimônia ocorrida no astral, exatamente no Vaticano e patrocinada por entidades trevosas com o interesse de impedir que o papa profetizado por Malaquias, Pedro Romano, fosse eleito. Dentro do Vaticano esse movimento para impedir a eleição do último papa foi patrocinado pela ala conversadora, tradicionalista. O primeiro movimento dessas energias trevosas foi impulsionar o papa a renunciar exatamente no dia 13 para que 13 dias depois o ritual fosse concretizado. Ao enxergar todos os cardeais presentes em tal cerimônia, julguei que o intento havia se concretizado e o papa eleito representasse a execução do planejamento trevoso para o adiamento da profecia. Ledo engano da minha parte.

Pouco tempo depois de postar o texto no blog “Porque o novo papa não é Pedro Romano” uma das entidades amigas que me acompanham esclareceu o acontecido. Muitos dos cardeais foram levados a participar de tal cerimônia para tomarem conhecimento do que estava sendo feito e decidirem se deixariam aquilo se concretizar ou se tentariam mudar os rumos da Igreja, elegendo um bom papa que pudesse executar as mudanças necessárias e o enfraquecimento das forças trevosas que influenciam a Igreja e colaboram para os escândalos que recentemente foram divulgados na mídia.

E porque a Alta Espiritualidade permitiria que um ritual desses, simbolizado pelo pentagrama 13 ou “a morte em todas as direções” fosse realizado? Justamente para que as próprias entidades trevosas iniciassem o próprio processo de destruição da velha Igreja. Tentaram, durante o ritual, alienar quase todos os cardeais, dizendo que a profecia de Malaquias, conhecida por todos eles, seria cumprida apenas se Tarcisio Bertone, nascido em Romano, localidade da Itália, fosse eleito, para que assim todo o poder, tradição e status quo da Igreja permanecesse. O ritual que tais entidades realizaram acabou por iniciar, sem que eles imaginassem, o próprio processo de morte da Velha Igreja de luxo e riquezas, o que tanto temiam muitos membros da Cúria, reformas inevitáveis que serão levadas a cabo pelo atual papa, Pedro Romano, a pedra prateada (argentum) representada na figura do papa argentino e que colocará fim ao papado como o conhecemos hoje.

Sendo assim, as interpretações das profecias de Paracelso ficam dessa forma:

“Tu tens reunido frequentemente com aquele que um tempo foi inimigo (Bento XVI, aquele que foi adversário de Bergoglio no conclave anterior). Perceberás que todas as coisas são inúteis (será impossível salvar o Vaticano da destruição). Terás de superar sozinho as dificuldades e terá de refletir sobre quem és (a função solitária do papado e refletir sobre como ela deve ser mudada). Sentarás na cadeira de Pedro e dela cairás (o entendimento de que a saída do papado não será de forma natural)”    

“Estás predestinado a ser rodeado por muitas adversidades (sobre isso falarei mais nas profecias de João XXIII). Tens o nome de uma pedra (é argentino, vem de argentum que significa prata, que é tirada do rochedo, pois pedra é aquilo que se retira do rochedo)  e és uma pedra larga e delgada ( como dito em um dos comentários, o formato do território argentino). Cairás sob o castigo que quebrou todos os impérios (guerra). E a tua sabedoria, no final dos tempos, será definida como loucura (o enfraquecimento do papado, muitos acharão loucura e o chamarão de antipapa)”




Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:
https://www.facebook.com/josemaria.alencastro2036


13 de mar de 2013

E o Novo Papa Não é Pedro Romano....


Muito se especulou nos últimos dias, desde a renúncia do atual papa emérito Bento XVI sobre quem seria o futuro papa. Na mídia, os favoritos surgiram entre os nomes que estavam sintonizados com as profecias, sobretudo as de Malaquias, sobre um papa que seria conhecido como Pedro Romano

Três dos considerados favoritos a eleição tem Pedro no seu nome: Odilo Pedro Scherer, Peter Turkson e Peter Erdo, sem falar no camerlengo Tarciso Pietro Bertone.

A força de Bertone prevaleceu. O novo papa, Jorge Mario havia ficado em segundo na eleição de Bento XVI,  o papa emérito que sofreu forte oposição de Bertone sobretudo nos último meses do seu pontificado.

Não irei divulgar algumas experiências espirituais que tive nos últimos dois dias, uma delas inclusive indo ao próprio Vaticano e vendo realmente quem é o chefão atualmente por lá, o cardeal Tarciso Bertone que lidera a ala conservadora da Cúria Romana. Hoje pela manhã, após as primeiras duas votações, tudo ficou muito claro e postei o seguinte texto no facebook, horas antes da eleição do papa:

"O Novo Papa deve ser eleito hoje. Hoje é dia do arcano 13, dia 13 de um ano 13. Provavelmente o papa será escolhido hoje". 

O texto pode ser visto na fanpage e os comentários atestam que foi feito quase 8 horas antes da escolha do novo papa. Inclusive pela manhã vi que o horário astrológico mais provável seria as 19 horas do Vaticano pela conjuntura astrológica e o papa foi eleito as 19h e 07 minutos. Hoje ficou tudo muito claro, a Igreja pela sua sobrevivência tentou matar a profecia, mudar a história do seu futuro vista séculos atrás por Malaquias, que acertara todo os papas até o dia de hoje e teria acertado novamente, caso a Igreja não tentasse mudar o jogo no minuto final, no que seria o último papa profetizado antes do seu fim, também profetizado

Bento XVI renunciou oficialmente no último dia de fevereiro, último dia do calendário anual maçônico, a partir do dia primeiro de março, 1/3 pelo calendário e ano novo maçônico a Igreja ficou sem papa. Após 13 dias o papa é eleito, em um dia 13, de um ano 13 em um dia de arcano 13 (1+3+0+3+2+0+1+3 = 13). 

Se fosse um único 13 nesse evento poderia se levar a conta da coincidência, mas cinco vezes o número 13 no mesmo evento, o arcano que representa a Morte, a ampla mudança, realmente é porque tudo foi programado. A mídia apontando os papas favoritos sintonizados com a profecia de Malaquias, a vinda iminente do último papa, o prenúncio histórico do fim  e numa cartada desesperada, a luta para salvar a Igreja e mudar a história e literalmente matar a profecia e mudar a história, colocando cinco vezes o 13 no mesmo evento.

A eleição de Jorge Mario e a escolha de seu nome como Francisco I em nada tem haver com a profecia de Malaquias ou com a profecia do Apocalipse capítulo 17, que aponta o último papa adotando o nome de um dos seus sete antecessores, as duas profecias mais conhecidas de toda a mídia e obviamente dos próprios cardeais. Foi eleito aquele que já deveria ter sido eleito quando do conclave que elegeu Bento XVI, o argentino havia sido o segundo.  

Nostradamus profetizou a vinda de um papa negro e realmente acertou, pois o líder dos jesuítas é conhecido como papa negro, em virtude das suas vestes negras e o papa eleito é da ordem dos jesuítas, entretanto nessa profecia Nostradamus não fala que o papa negro seria o último papa.

De qualquer forma, mais um capítulo da história foi escrito hoje e eu acredito sinceramente, que esse papa, que deveria ter sido eleito no conclave anterior e agora assumirá o vaticano com outro papa ainda vivo pode dar um novo sentido a centúria de Nostradamus, ao falar de alguém próximo a Loing (Bento XVI) de "bons ares" (buenos aires, capital da Argentina) e dois homens juntos, ou seja, dois papas ao mesmo tempo na Igreja. 

Dessa forma, ao que tudo indica, o último papa, o verdadeiro Pedro Romano, ainda está por vir.


Postado em 18/03/13


O Papa eleito, Jorge Mario Bergoglio é realmente Pedro Romano, o último papa da profecia de Malaquias. Como relatado no texto o ritual do pentagrama 13 aconteceu, mas não conseguiu influenciar a escolha dos cardeais que escolheram a pedra, o argentum (prata), o papa argentino para tornar-se a prata, a pedra dos romanos.

Fui alertado sobre esse ritual e alertei sobre a sua execução. Aproximadamente 8 horas antes da eleição do papa, ainda no conclave, eu publiquei um texto no facebook informando que naquele dia 13, às 19h pelo horário do Vaticano, seria eleito o novo papa (errei por 7 minutos a previsão). Esse post está AQUI 

Quando observei que a informação estava correta,  que o ritual havia se concretizado, acreditei que ele tivesse obtido êxito e eleito um papa que não era o da profecia.

Aproximadamente 2 dias antes da eleição, presenciei uma cerimônia ocorrida no astral, exatamente no Vaticano e patrocinada por entidades trevosas com o interesse de impedir que o papa profetizado por Malaquias, Pedro Romano, fosse eleito. Dentro do Vaticano esse movimento para impedir a eleição do último papa foi patrocinado pela ala conversadora, tradicionalista. O primeiro movimento dessas energias trevosas foi impulsionar o papa a renunciar exatamente no dia 13 para que 13 dias depois o ritual fosse concretizado. Ao enxergar todos os cardeais presentes em tal cerimônia, julguei que o intento havia se concretizado e o papa eleito representasse a execução do planejamento trevoso para o adiamento da profecia. Ledo engano da minha parte.

Pouco tempo depois de postar o texto no blog “Porque o novo papa não é Pedro Romano” uma das entidades amigas que me acompanham esclareceu o acontecido. Muitos dos cardeais foram levados a participar de tal cerimônia para tomarem conhecimento do que estava sendo feito e decidirem se deixariam aquilo se concretizar ou se tentariam mudar os rumos da Igreja, elegendo um bom papa que pudesse executar as mudanças necessárias e o enfraquecimento das forças trevosas que influenciam a Igreja e colaboram para os escândalos que recentemente foram divulgados na mídia.

E porque a Alta Espiritualidade permitiria que um ritual desses, simbolizado pelo pentagrama 13 ou “a morte em todas as direções” fosse realizado? Justamente para que as próprias entidades trevosas iniciassem o próprio processo de destruição da velha Igreja.

Tentaram, durante o ritual, alienar quase todos os cardeais, dizendo que a profecia de Malaquias, conhecida por todos eles, seria cumprida apenas se Tarcisio Bertone, nascido em Romano, localidade da Itália, fosse eleito, para que assim todo o poder, tradição e status quo da Igreja permanecesse. O ritual que tais entidades realizaram acabou por iniciar, sem que eles imaginassem, o próprio processo de morte da Velha Igreja de luxo e riquezas, o que tanto temiam muitos membros da Cúria, reformas inevitáveis que serão levadas a cabo pelo atual papa, Pedro Romano, a pedra prateada (argentum) representada na figura do papa argentino e que colocará fim ao papado como o conhecemos hoje.

Dessa forma, peço desculpas pelo erro de análise e por ter demorado para interpretar corretamente os rumos do acontecimento, pois demorei para perceber a ligação do papa argentino com a definição de “pedra” ou “Pedro” citada por Malaquias. O objetivo dos estudos proféticos do blog é sempre o de buscar interpretações e respostas mais amplas aos acontecimentos proféticos e com erros e acertos, acredito que o resultado esteja sendo positivo.



Paracelso - O AntiPapa "Argentum": AQUI

O Papa Negro: AQUI 

Os dois de "bons ares": AQUI  

Apocalipse capítulo 17: AQUI 


Fanpage Profecias o Ápice em 2036:
https://www.facebook.com/josemaria.alencastro2036


9 de mar de 2013

Orichalco e o Futuro da Humanidade

Atlantida e o orichalco


Pergunta que recebi nos comentários do post : AQUI 


“José, muito bom texto!!! Mas fiquei com uma dúvida aqui: "quando a humanidade redescobrir o conhecimento atlante, em boa parte guardado no subsolo das areias egípcias entre a Esfinge e a pirâmide de Khufu, aí sim novamente o orichalco, o ouro atlante, será materializado” Bom, eu imagino que apenas seremos capazes de encontrar após a passagem do apophis não é? mas se após o apophis nós vamos ter uma sociedade mais voltada para o lado espiritual, qual seria a utilidade disso nesses tempos? Plus: Uma coisa levou a outra aqui, seria interessante um texto que falasse como ficará o mundo após 2036 até a regeneração, mas seria interessante principalmente falar o que nos aguarda no ponto de vista fora da espiritualidade, essa questão do orichalco me fez querer saber como será as relações interpessoais dai pra frente, ainda teremos comércio e industrias a todo vapor até a subida energética? Bom, fica aí uma sugestão de texto pra página, se for possível é claro!” (Bruno)

Então Bruno, a ciência que os chamados “magos brancos” ou “magos da luz” desenvolveram na Atlântida, e que foi responsável por várias Eras de Ouro ao longo do último milhão de anos naquelas terras do Atlântico que afundaram a aproximadamente 12 mil anos, era baseada não apenas na criação de equipamentos tecnológicos, mas sobretudo em formas de desenvolver as capacidades mentais e energéticas das pessoas, integrando essas capacidades com as energias disponíveis naturalmente no planeta, sobretudo no plano astral e mental, e dessa forma toda a aparelhagem que fosse construída não respondia apenas a estímulos mecânicos ou físicos, mas sim a estímulos que aproveitassem mais a capacidade mental e energética da pessoa, assim como a capacidade energética disponível em planos superiores ao físico.

Esse era o diferencial da tecnologia atlante e que serviu de modelo para a tecnologia que temos hoje. A internet, por exemplo, é uma grande egrégora digital, alimentada e acessada por milhares de pessoas, os computadores utilizam cristais como o silício em seus processadores e já existem cientistas que ao observarem o funcionamento das moléculas do DNA, que é semelhante aos processadores dos computadores, pretendem criar no futuro computadores com processadores de DNA e não mais de silício.

Na Atlântida isso já existia, não era necessário um computador físico, a própria pessoa ‘tinha” um computador dentro de si, não era necessário telefone celular, a comunicação era mental, a internet era o próprio Akasha e as potencialidades biológicas, como anular o campo de gravidade ao redor da aura (campo eletromagnético humano) eram plenamente conhecidas, apesar de hoje existirem alguns estudos orientalistas que mostram palidamente esse potencial, através do Qi Jong e do estudo do Chi.

O que está escondido nas areias egípcias são tratados a esse respeito que foram feitos pelos próprios atlantes. Pequenos pedaços de cristal vítreo que se fossem encontrados hoje seriam inacessíveis para a tecnologia que temos hoje, mas que guardam informações de todas as ciências atlantes ao longo dos éons, que estão escondidos ao longo de várias salas subterrâneas, com alguns papiros de origem egípcia que nada mais são do que estudos que os egípcios fizeram baseados nesse conhecimento e uma forma de disfarçar o verdadeiro conhecimento, que não está nos papiros, mas sim nos cristais.

A função do Apophis e da Grande tribulação em 2036 é realizar o exílio planetário, a separação dos lobos e dos cordeiros, permitindo que a Terra deixe de ser o mundo expiatório que é hoje e possa adentrar numa nova era de regeneração e luz, que só virá após esse exílio. Essa tecnologia será herdada apenas pelos mansos e pacíficos e potencializará a capacidade de perceber e sentir a realidade espiritual dos que reencarnarem na Terra na era de Regeneração.

Sobre a Terra do futuro: falei um pouco sobre esse assunto em alguns textos do blog sobre a Transição Planetária. O grande problema não está no sistema econômico e político, seja capitalismo ou socialismo, parlamentarismo ou presidencialismo. Uma pessoa justa, honesta e correta quando cercada de outras pessoas justas e honestas sempre fará um bom governo, independente do sistema que se utilize, da mesma forma o sistema econômico, tanto o capitalismo como o socialismo tem seus pontos positivos, mas que acabam sendo usados de forma negativa pela atual civilização em processo de expiação, pois em sua grande maioria se preocupam com o pessoal e não com o coletivo.

O capitalismo, por exemplo, na teoria é ótimo: quando mais se produz, mais se consome, e assim existe cada vez mais emprego e mais riqueza, mas na prática quanto mais se consome mais os preços aumentam ao invés da produção aumentar (a “lei” da oferta e da procura), se inicia o processo inflacionário e de recessão, com o governo “ajudando” ao cobrar impostos altos, exagerar nos gastos com pessoal e permitindo que a corrupção desvie os recursos do seu real destino, não por culpa de um partido, mas porque coletivamente muitas pessoas envolvidas no processo permitem e compactuam com a corrupção. Se todas as pessoas fossem realmente honestas, bem intencionadas, não aceitassem corrupção, independente do sistema de governo, a própria população regularia o bom uso e gestão desses recursos, tendo o governo como um espelho das suas próprias intenções.

Não adianta criar regras de mercado (capitalismo) ou controle estatal (socialismo) se em essência a sociedade não possui evolução moral para progredir coletivamente, com pensamento no crescimento coletivo ao invés do crescimento individual em primeiro lugar, pois uma sociedade que pensa no progresso sabe que é impossível haver equilíbrio quando existem milhões de miseráveis e uma pequena elite abastada, da mesma forma que não há como existir progresso se alguém ganha um salário ou rendimentos mensais mil vezes maior do que outra pessoa, pois não existe serviço ou atividade que valha mil vezes mais do que outra.

A sociedade do futuro, após a reconstrução física, política e social a nível mundial após os eventos do ápice da Tribulação, progredirá para um sistema mais justo e equilibrado, refletindo o padrão dos novos moradores, mais interessados no aprendizado, no crescimento interior pela espiritualidade e busca de conhecimento nas diversas áreas do conhecimento humano, como ciências e artes por exemplo. Os serviços serão cada vez mais realizados pelas máquinas, enquanto que os bens e serviços para a população serão cada vez mais voltados para o coletivo, acabando com a propriedade privada em muitos casos, como por exemplo, na questão do transporte, no futuro ninguém mais terá o próprio carro, ou a própria moto, avião ou helicóptero, os serviços serão coletivos e suficientes pra todos, inclusive com clubes gratuitos pra quem quiser passear especificamente com um veículo, o mesmo ocorrerá com educação e saúde, as pessoas trabalharão não pelo salário, pois um valor padrão será garantido pra todos e um extra para atividades diferenciadas, que mesmo assim não será mais do que 5 vezes o valor padrão, as próprias estruturas comerciais terão como objetivo garantir uma produção cada vez maior, que gere mais riqueza pra coletividade.

Não haverá mais barreiras alfandegárias, pois a produção será planetária para atender as demandas mundiais e não de um estado ou país. É algo muito diferente do que vemos hoje, pois certos desajustes morais e desequilíbrios não irão mais existir, permitindo que a sociedade tenha um novo entendimento sobre o que é progresso e coletividade. São mudanças inviáveis no atual momento, pois entorno de 2 terços da humanidade não está apta pra se adequar a essa nova realidade, por isso a necessidade do exílio planetário.

Nesse cenário futuro, o orichalco terá importância fundamental, pois ele é um elemento que potencializa as características do ouro e dentre essas características está a de captar de forma inimaginável para a nossa atual civilização, a energia solar.

No futuro, uma fina camada de ouro com orichalco existirá em todas as casas e prédios do planeta, não será mais necessário energia elétrica ou atômica, a energia será gratuita e limpa, vinda diretamente do Sol. Da mesma forma o homem descobrirá os grandes chacras planetários da Terra, bem como as chamadas “linhas ley” que interligam energeticamente todo o planeta, usando essa energia em diversos processos, que no início proporcionarão o aceleramento da produção de alimentos (permitindo que no futuro a humanidade aumente consideravelmente sua população antes de ascender por completo ao plano astral, num processo que levará entorno de mil anos), assim como de elementos, como água e elementos atômicos ainda desconhecidos, até tecnologias de teletransporte, primeiramente entre pontos que liguem continentes diferentes e num momento mais avançado, permitindo que pessoas encarnadas possam viajar para colônias no astral e até mesmo outros planetas, pois a nova tecnologia trará o aprendizado de como criar portais com a energia dessas “linhas de transmissão” naturais que existem no planeta.

Se pelos idos de 1920 não era possível imaginar as gigantescas mudanças que aconteceriam 100 anos depois, da mesma forma a humanidade do futuro, daqui a 100, 150 anos, olhará para a história e verá como a nossa tecnologia atual era atrasada, pois pouco ou quase nada explorava o verdadeiro potencial mental das pessoas e o potencial energético do planeta, das energias sutis que o homem ainda hoje pouco conhece.


Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:
https://www.facebook.com/josemaria.alencastro2036



8 de mar de 2013

A Kamea Solar e a Ciência


Sacerdotisa atlante da luz azul


O estudo das kameas é um dos pilares da Cabala. Uma kamea é simplesmente um quadrado mágico, com número equivalente de casas (quadrados) verticais e horizontais, número esse que representa um astro. São 7 kameas, que representam 7 astros: Saturno (3x3), Júpiter (4x4), Marte (5x5), Sol (6x6), Vênus (7x7), Mercúrio (8x8) e Lua (9x9), todos estes 7 astros estão também representados na Arvore das Vidas, sendo que o Sol está no centro da Arvore da Vida representado pela esfera Tipheret.

A kamea solar apresenta 3 números importantes: 36 (número total de quadrados da kamea solar, pois são 6 na horizontal por 6 na vertical), 111 (soma dos números de cada linha e coluna da kamea) e 666 (soma dos números de 1 a 36 contidos nos 36 quadrados da kamea).

As kameas apresentam amplos significados, já mostrei em outro tópico a ligação da kamea de Vênus com o Novo Testamento AQUI


Mostrarei nesse tópico alguns significados dos números ligados a kamea solar e que estão intimamente ligados à ciência. Como mostrado acima, os números da kamea solar são 36, 111 e 666.

Mas antes vamos a algumas curiosidades: 99,3% do corpo humano são formados basicamente por 4 átomos: hidrogênio, carbono, nitrogênio e oxigênio, todos eles com número atômico inferior a 36 e somando o número atômico deles temos exatamente 22, que é o número dos Arcanos Maiores presentes nas ligações entre as esferas da Árvore das Vidas.

Dos 27 elementos químicos essenciais a vida humana, 25 deles estão nos elementos de número atômico entre 1 e 36 (incluindo aí todos os 11 majoritários) a exceção do Iodo e do Molibidênio que aparecem no corpo humano, segundo a ordem de abundância, na forma de pequenos traços (microtraços) considerando seu percentual na composição do organismo humano.

As kameas são 7, exatamente o mesmo número de períodos que compõe toda a tabela periódica. Da mesma forma que a esfera solar na Arvore das Vidas, Tipheret (que representa a kamea solar), aparece no meio da Árvore, o quarto período da tabela periódica que representa a quarta kamea (kamea solar) também aparece no meio da tabela, sendo que o último elemento desse período é exatamente o elemento Crípton, que possui número atômico 36.  

Uma curiosidade: um novo elemento químico foi descoberto em laboratório e recentemente adicionado à Tabela Periódica, trata-se do Ununpêntio com número atômico 115. No blog eu venho divulgando que o Apophis chegará a Terra em 24 de abril de 2036, dia 115 do ano (por ser um ano bisexto). A curiosidade é que tanto a descoberta desse elemento químico como a descoberta do Apophis por astrônomos ocorreu exatamente no início de 2004.

Mas vamos analisar os 3 números da kamea solar dentro da tabela periódica. Temos dois números (36 e 111) que equivalem a dois elementos químicos que possuem número atômico 36 e 111.

Como informado algumas linhas antes, o elemento Crípton possui número atômico 36 Esse elemento pertence ao grupo dos gases nobres, possui uma coloração verde muito brilhante, podendo chegar ao vermelho alaranjado, sendo encontrado em diversos minerais em quantidades muito pequenas. Sua principal aplicação é para lâmpadas incandescentes (trazer luz) e utilizado em laser para cirurgia de retina (corrigir defeitos de visão).

Curiosamente esse elemento químico apresenta o mesmo nome da Criptonita, popular nos gibis do Super Homem, que na história em quadrinhos ao chegar na Terra após seu planeta ter explodido acaba atraindo resíduos do seu planeta natal, que caem na Terra na forma de meteoritos de criptonita. Um meteoro vindo pra Terra em 2036 atingir os exilados de Capela.... e pequenos meteoritos de criptonita (o número atômico do crípton é 36) que também vieram na ficção pra atingir um exilado, deve ser coincidência mesmo....

O elemento químico com número 111 é o Rontgênio, é um elemento que não se encontra presente na natureza, ele foi sintetizado em laboratório ao final de 1994 por um grupo de cientistas da Alemanha em um Acelerador Linear. É um elemento intensamente radioativo e com características muito semelhantes ao ouro, tanto que seu nome originalmente era “eka-ouro”(semelhante ao ouro). Esse elemento é a essência daquilo que o homem um dia conheceu num passado remoto como orichalco, mas atualmente não dispomos de tecnologia pra materializar esse elemento na sua forma sólida e muito menos controlar sua radioatividade, mas no futuro, quando a humanidade redescobrir o conhecimento atlante, em boa parte guardado no subsolo das areias egípcias entre a Esfinge e a pirâmide de Khufu, aí sim novamente o orichalco, o ouro atlante, será materializado.

Faltou o 666, mas não temos nenhum elemento químico com esse número atômico, pois a tabela vai só até 118.

Tabela Periódica 2036, kamea solar


















Ah, mas faltou mencionar que a Tabela Periódica possui 18 grupos, sendo que esse número equivale a 6+6+6. Ora, devemos lembrar que na descrição do Apocalipse, João informou que o 666 era número de homem e também o número da Besta, ou seja, uma representação de todos os atos animalescos e primitivos que a humanidade perpetrou nesses séculos. Considerando essa afirmativa do discípulo amado, podemos ver que a Tabela Periódica representando o 666 e as 7 kameas/esferas da Arvore das Vidas representa também essa afirmativa, pois da mesma forma que traz todos os elementos químicos presentes na composição física do homem (por isso é número de homem) traz também os elementos químicos que foram utilizados nas mais terríveis guerras e atrocidades que o homem perpetrou, os atos da Besta (que aparece como thérion, que significa animal feroz, intelecto primitivo, primitiva serpente) como, por exemplo, o uso da bomba atômica, do ferro, do cobre e várias outras composições químicas para atos bestiais. 

Dessa forma podemos concluir que a soma dos 36 números da kamea solar (666) equivalem quando somados entre si ao número de grupos da Tabela Periódica (6+6+6 = 18), ou seja, todos os números da kamea solar equivalem a todos os elementos da Tabela Periódica de forma representativa.    

Pra conhecer os significados do 666, os dois links abaixo do blog são bem informativos:

Os sete significados do 666: AQUI

666: O Sol e a Besta: AQUI

Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:  http://www.facebook.com/josemaria.alencastro2036  

3 de mar de 2013

Um Ano de Vida da Fanpage Profecias o Ápice em 2036

Mapa astral um ano fanpage profecias 2036




A Fanpage Profecias o Ápice em 2036 completa neste dia 3/3 de 2013, as 18h:54m, exatos 12 meses de existência, exatamente em um dia de arcano 12. Abaixo uma breve análise astrológica dos principais elementos deste mapa de aniversário:

É possível perceber logo de cara uma quadratura em T (o grande triângulo em vermelho visível no mapa) composta por Lua (cravada em Escorpião – Sagitário) na casa 03, Júpiter em Gêmeos na casa 09 e Vênus exaltado em Peixes na casa 06 (fazendo conjunção com Netuno que é o planeta regente de Peixes), o signo mais forte do mapa com 5 planetas, sendo 3 deles na casa 06 que fala sobre o trabalho, as habilidades técnicas, a disciplina no labor como instrumento de purificação interna, além de 2 planetas na casa 07 (Mercúrio e Marte) que fala das relações sociais, afetivas e profissionais. Quando essa casa está muito cheia, indica pessoa ou atividade muito ligada ao contato com o público.
    
Vamos então analisar os planetas na casa 06 antes de analisar a quadratura:

Sol: Quando o Sol aparece numa casa 06 significa que o trabalho sempre estará muito ligado a saúde, normalmente grandes terapeutas, médiuns curadores e profissionais da saúde tem o Sol na casa 06.  Em virtude da presença no signo de Peixes isso ocorre com forte intuição e mediunidade, pois Peixes representa a energia emocional se manifestando no mental, por isso mesmo favorecendo as artes, a intuição e a mediunidade, no caso desse mapa voltado pra ajuda a nível de saúde, física e emocional das pessoas.

Vênus: quando aparece na casa 06 indica que um trabalho só terá êxito se aquele que realiza-lo realmente amar aquilo que estiver fazendo, ou seja, realizar o aspecto artístico, mediúnico e intuitivo com gosto, com o desejo real no processo de realização, tendo amor sincero pelo trabalho.

Netuno: na casa 06 em Peixes (o signo que Netuno rege) favorece dons humanitários e do estudo da mente humana. Proporciona também grande sensibilidade pra atuar em processos de cura, uma constante busca pela harmonia espiritual, o equilíbrio entre a emoção e a razão. A conjunção com Vênus favorece essa ação através do amor por essas atividades, com grande visibilidade e contato com o público, em virtude de 3 planetas estarem na casa 07 (Mercúrio e Marte em Peixes e Urano em Áries)

Marte na casa 07 indica envolvimento ativo com o publico, de forma ativa e enérgica para que se crie método e ordem, pois essa combinação ativa a energia de muitas pessoas para um mesmo propósito, ligado a energia pisciniana regendo Marte: busca pelo equilíbrio espiritual e ações humanitárias. Marte em Peixes também indica trabalhos secretos, de pesquisa, que visam desvendar mistérios

Mercúrio na casa 07 indica  energia voltada para a comunicação com o público, habilidades no campo mental e psicológico, é uma energia que em suma favorece a troca intelectual, regida pelo aspecto pisciniano: voltada para espiritualidade, intuição, mediunidade, atraindo pessoas com sensibilidade, afetivas, sonhadoras, criativas.

Urano na casa 07 em Áries – Essa combinação pode ser resumida em 3 palavras: autenticidade, simplificada, imprevisibilidade. Indica uma energia de muita segurança e fortes opiniões, buscando inovar, modificar, modernizar tudo aquilo que estiver no campo de estudos e pesquisas, com o jeito ariano: de forma corajosa, incontrolável, sem jamais desistir, com muita inteligência e arrojo.

Quadratura em T:

Netuno em domínio e Vênus exaltado fazendo conjunção no signo mais forte do mapa (Peixes), uma verdadeira explosão de energia pisciana voltada para o trabalho metódico espiritual no “topo” do triangulo (quadratura em T) tendo nas suas bases Júpiter na casa 09 (a casa da cultura e sabedoria) em Gêmeos, combinação que expressa a capacidade de ensinar, os dons proféticos, do jeito geminiano: muitas vezes aprendendo e ensinando mais de um assunto ao mesmo tempo, mas sempre buscando entendimento, profundidade, novas respostas. 

Na outra base do triangulo está a Lua, na casa 03 (a casa da comunicação) que mostra talento para as artes e uma inteligência mais emocional, intuitiva, até certo ponto mediúnica. Por estar cravada entre os signos de Escorpião e Sagitário, essa Lua é a chamada “Rei de Bastões” que simboliza a força de vontade para criar algo novo (voltado para as artes, baseado na emoção, intuição), dinamismo, uma busca por sentir como funciona a mente das pessoas próximas, seus anseios, dúvidas. Perfil de pesquisadores, educadores e professores, é uma combinação presente no mapa de Júlio Verne. Dessa forma, os 3 vértices do triangulo falam de disciplina metódica no labor (casa 06) regendo a cultura e sabedoria (casa 09) e a comunicação (casa 03), ou seja, regendo a forma de como realizar a comunicação da cultura e sabedoria.

A Quadratura em T energiza o mapa em função da sua necessidade frenética de agir e influenciar, sobretudo  a área de vida indicada pelo planeta central, que no caso é Vênus regendo a disciplina metódica na realização do trabalho (vale notar que a casa 06 é naturalmente regida por Virgem, que possui esses atributos de ordem, organização metódica e justamente por isso na edificação dos principais prédios de Washington, o mapa natal sempre colocava a caput draconis em Virgem, para que essas características regessem astralmente o trabalho que seria realizado a partir dali. Da mesma forma o ponto central da quadratura T age como uma caput draconis da quadratura, regendo o principal aspecto energético que influencia esse mapa, apesar da caput draconis “original” estar no mapa na casa 2 em Escorpião e sua cauda na casa 08 em Touro).

Profecias o Apice em 2036

A Quadratura em T traz uma energia que impele para a ação, para uma mudança em si mesmo, para avançar em busca de crescimento, desde que a razão ou motivo seja nobre, o resultado almejado é obtido com a superação de obstáculos através de uma energia de recomeço que traduz bem o objetivo da fanpage, ligada a energia do número 36, que fala da reconstrução de algo novo (menadel), que por sinal pertence as 6 emanações divinas da Cabala ligadas ao signo de Virgem (31ª anjo ao 36ª), mesmo signo do ascendente do mapa astral e mesmo signo que rege a casa mais forte do mapa, a sexta, regida por Virgem, onde está o ápice do triangulo. Ou seja, a energia da reconstrução constante, metódica, organizada.

Aproveito a oportunidade pra me desculpar com os amigos leitores pela demora no lançamento do livro, que venho divulgando desde o ano passado. Apesar de já estar em processo final de revisão, com capa e título já definidos, os amigos da espiritualidade já estipularam uma data e me explicaram porque lançar exatamente nessa data, explicação que transmitirei aos leitores do blog em breve. É algo realmente impressionante, que eu sinceramente não esperava, mas ao mesmo tempo maravilhoso e tenho certeza impressionará também os leitores que acompanham os textos aqui do blog e da fanpage. Meus sinceros agradecimentos a todos aqueles, que de alguma forma, colaboraram nessa jornada do primeiro ano da fanpage.

Fanpage Profecias o Ápice em 2036:
https://www.facebook.com/josemaria.alencastro2036