27 de mai de 2013

Estudo Astrológico sobre os Tsunamis - Os 5 Maiores Tsunamis da História


Nesse post vou analisar algumas questões astrológicas envolvendo os 5 maiores tsunamis que ocorreram desde 1755.

Esses tsunamis foram o de Lisboa (1755), o de Krakatoa (1883) do Chile (1960), o da Indonésia (2004) e o do Japão (2011), trarei o mapa de todos eles, com o horário local exato que ocorreram, para que não apenas seja feita uma análise individualizada de cada evento, mas para também permitir um comparativo entre aspectos astrológicos semelhantes entre esses eventos.

Utilizarei no estudo entorno de 10 itens ou posições para cada mapa, para facilitar as comparações, são esses itens: posição do nodo norte, posição do nodo sul (pois abordam diretamente resoluções kármicas), casa 06 (saúde), saturno (planetas dos limites, barreiras, provações), netuno e plutão (planetas transpessoais ligados a signos de água, no caso peixes e escorpião), posição dos signos de água e respectivamente a posição das casas 4,8,12, naturalmente referentes a Câncer, Escorpião e Peixes que são signos de água, ascendente, meio céu, lua e por fim os planetas em domínio/exaltação e os em falência/detrimento.

Tsunami de Lisboa
01 de novembro de 1755
9h40min (hora local)
Costa de Lisboa
9 na escala Richter, profundidade desconhecida



Foi um dos tsunamis mais devastadores da história, matando na época entorno de 50 a 90 mil pessoas e com ondas que invadiram o continente com mais de 10 metros de altura.

As posições astrológicas que chamam a atenção nesse mapa são: nodo sul em conjunção com urano retrógrado em peixes, marte em câncer, netuno na casa 08, sol junto com Vênus e o ponto da fortuna em conjunção conjunta (stelium) em escorpião, mercúrio e plutão na casa 12, além da lua em conjunção com o meio céu, os planetas, signos e casas ligados ao elemento água estão bem fortalecidos nesse mapa, sendo que o aspecto mais negativo do mapa é a quadratura entre netuno e o stelium formado por sol, Vênus e o ponto da fortuna, talvez o indicativo mais forte de que algo realmente negativo, através das águas, viesse a acontecer.
Ao olhar no mapa é possível observar que as linhas em vermelho traçam aspectos ou aspectações negativas (quadraturas por exemplo), quanto mais intensa for a linha vermelha, mais negativo é o aspecto devido a tensão envolvida, já as linhas azuis denotam bons aspectos, uma energia mais branda, tranqüila, enquanto as linhas verdes denotam certa tensão, mas não ao ponto das linhas vermelhas.

Ficha astrológica básica:
Nodo Lunar norte: virgem na casa 09
Nodo Lunar sul: peixes na casa 03 em conjunção com urano
Casa 06: vazia (feral)
Saturno: em domínio, em capricórnio na casa 02 fazendo oposição a marte em falência
Netuno: em leão na casa 08 (pior aspecto do mapa)
Plutão: em sagitário na casa 12 em conjunção com o ascendente
Posição signos de água (Câncer com Marte, Escorpião com Sol, Vênus e ponto da fortuna e Peixes com Urano)
Posição das casas ligadas ao elemento água (casa 04 vazia, casa 08 com netuno, casa 12 com mercúrio e plutão)
Ascendente: Sagitário
Meio Céu: em Libra, com Júpiter e Lua em conjunção
Lua: Próxima do nodo lunar norte, em conjunção com o meio céu em Libra
Domínio ou Exaltação: Saturno
Falência ou Detrimento: Marte, Vênus, Mercúrio   
Aspectos mais negativos: quadratura entre netuno e o stelium formado pelo Sol, Vênus e o ponto da fortuna. Saturno em domínio fazendo oposição a Marte em falência


Tsunami de Krakatoa
27 de agosto de 1883
5h30min (hora local)
Entre as ilhas de Sumatra e Java
Potência de 7 mil bombas atômicas (entorno de 8.5 na escala Richter, sem profundidade)



Em maio de 1883 o Krakatoa que estava adormecido a quase 200 anos entrou em atividades, produzindo erupções medianas entre maio e julho. Por volta de 13 horas do dia 26 de agosto veio a primeira mega explosão, que teve outras até o final do dia 27 de agosto. Foi, entretanto, próximo das 6 horas da manhã do dia 27 de agosto que ocorreu a maior explosão de todas, que gerou o colapso de boa parte da cadeia vulcânica e que gerou o primeiro tsunami mortal, de uma série, que produziu ondas superiores a 40 metros de altura chegando à costa de diversas localidades do pacífico. 

Em um vilarejo, por exemplo, onde viviam 3 mil pessoas somente duas pessoas sobreviveram, mesmo após terem buscado abrigo numa localidade que ficava a mais de 40 metros acima do nível do mar. Entorno de 40 a 50 mil pessoas morreram, a maioria em virtude das tsunamis produzida pela queda no mar de boa parte da cadeia vulcânica após a megaexplosão piroplástica. Fenômeno semelhante ocorreu no passado quando da destruição da ilha grega de Santorini e estima-se que algo parecido possa ocorrer caso a face ocidental do Cumbre Vieja desmorone no mar.

As posições astrológicas que chamam a atenção nesse mapa são: De cara é possível observar a configuração tigela ou berço, que ocorre quando os 10 planetas estão dispostos num espaço de até 180 graus, sendo que o primeiro e o último planeta se manifestam mais fortemente nesses casos. No caso do mapa acima, Netuno é o primeiro (visto que o movimento do zodíaco é antihorário), em conjunção com o meio céu e em quadratura com Vênus e o ascendente. Além disso, temos Marte em falência no signo de câncer (idêntico ao mapa de Lisboa), o nodo sul na casa 03 em um signo de água (igual ao evento de Lisboa), com a diferença que aqui ele está no signo de escorpião e em conjunção com o ponto da fortuna. Marte está em quadratura com a conjunção Mercúrio e Urano. Sol está em quadratura com o meio céu, saturno e plutão, lua em quadratura com urano e mercúrio, um mapa cheio de quadraturas e que forma uma espécie de “X” entre essas quadraturas exatamente sobre a casa 12 (domicilio natural de peixes) no signo de câncer, ambos signos de água. Novamente a casa 06 e a casa 04 aparecem vazias, a semelhança do evento de Lisboa.

Ficha astrológica básica:
Nodo Lunar norte: touro na casa 09
Nodo Lunar sul: escorpião na casa 03, em conjunção com o ponto da fortuna
Casa 06: vazia (feral)
Saturno: em gêmeos na casa 10 fazendo conjunção com plutão e kíron
Netuno: retrógrado, em touro na casa 09, dando início a configuração tigela e em quadratura com o ascendente e Venus em leão (no evento de Lisboa, quando Netuno tinha o pior aspecto do mapa, ele estava no signo de leão)
Plutão: na casa 10 em Gêmeos em conjunção com saturno e o meio céu (no evento de Lisboa, Plutão também estava em conjunção com um dos eixos do mapa)
Posição signos de água (Câncer com Marte e Júpiter, Escorpião com nodo lunar sul e ponto da fortuna e Peixes vazio)
Posição das casas ligadas ao elemento água (casa 04 vazia, casa 08 vazia, casa 12 com Júpiter)
Ascendente: leão (um signo de fogo assim como o evento de Lisboa)
Meio Céu: Touro (signo regido por Vênus, assim como no evento de Lisboa, quando o meio céu estava em Libra)
Lua: na casa 10 em Gêmeos (no evento de Lisboa a Lua estava em conjunção com o meio céu, que inicia a casa 10)
Domínio ou Exaltação: Júpiter e Mercúrio
Falência ou Detrimento: Marte
Aspectos mais negativos: Netuno em quadratura com Vênus e o ascendente, Lua em quadratura com Mercúrio e Urano, ambos em conjunção.


Tsunami do Chile
22 de maio de 1960
15h11min (hora local)
Lumaco/Valdívia
9.5 na escala Richter, 33km de profundidade



Esse é o sismo que atingiu a maior intensidade na escala Richter dentre todos os sismos que foram medidos e registrados cientificamente pela humanidade. Entorno de 6 mil pessoas morreram, 2 milhões ficaram feridas e tsunamis atingiram o Havaí e o Japão.

As posições astrológicas que chamam a atenção nesse mapa são: Num primeiro momento poderíamos supor que trata-se de um bom mapa, pois aparece bem visível um grande trígono entre Lua, Plutão e Júpiter, porém um olhar mais atento observa uma outra configuração, conhecida como Yod (o dedo de Deus), considerada tensa pela presença de dois quincúcios, formados por Mercúrio e Marte em sextil apontando para Netuno, ou seja, Netuno recebe essa tensão dos dois quincúcios e também está em oposição com a Lua. Outra questão interessante é a presença, novamente, do nodo lunar sul em um signo de água (Peixes). Marte está em domínio em áries, porém mal aspectado, fazendo quadratura com saturno, com júpiter, oposição ao ascendente, quadratura ao meio céu e quincucio a netuno.

Ficha astrológica básica:
Nodo Lunar norte: virgem na casa 12
Nodo Lunar sul: peixes na casa 06 (signo de água como nos eventos de Lisboa e Krakatoa)
Casa 06: vazia (sem planetas, conta apenas com a presença do asteróide kiron que está muito mal aspectado, em oposição a plutão e em quadratura com sol, mercúrio e Venus)
Saturno: em domínio no signo de capricórnio (posição idêntica ao evento de Lisboa), a diferença é que aqui está na casa 04
Netuno: na casa 01 em Escorpião, a semelhança dos dois outros eventos é peça chave de um aspecto ou configuração mais importante no mapa: no evento de Lisboa estava com o pior aspecto de todos, no de krakatoa iniciava a configuração tigela e aqui no evento do Chile aparece sendo apontado pela configuração tensa yod (dedo de Deus) 
Plutão: na casa 12 em Virgem (a mesma casa do evento de Lisboa)
Posição signos de água (Câncer no meio céu, Escorpião com netuno e Peixes com kíron)
Posição das casas ligadas ao elemento água (casa 04 com Saturno, casa 08 com Vênus, Sol e Mercúrio, casa 12 com plutão, ponto da fortuna e nodo lunar norte)
Ascendente: Libra (dessa vez um signo regido por Vênus está no ascendente e não no meio céu, como nos eventos de Lisboa e Krakatoa)
Meio Céu: Câncer
Lua: em touro na casa 07
Domínio ou Exaltação: Saturno, Marte, Vênus, Mercúrio, Lua
Falência ou Detrimento: Urano e Júpiter     
Aspectos mais negativos: Netuno sofrendo a ação do dedo de Deus (dois quincucios formados por mercúrio e por marte) e ainda uma oposição em relação a Lua


Tsunami da Indonésia
26 de dezembro de 2004
7h59min (hora local)
Sumatra
9.1 na escala Richter, 30km de profundidade



Um dos tsunamis mais mortais da história vitimou 250 mil pessoas, deixou entorno de 1 milhão e 500 mil desabrigadas, é considerado o terceiro maior tremor sísmico da história.

As posições astrológicas que chamam a atenção nesse mapa são: Comparando com os outros 3 eventos surge um padrão interessante em relação ao eixo nodo lunar sul e nodo lunar norte: nos outros 3 eventos (Lisboa, Krakatoa e Chile) o nodo sul estava em um signo de água e o nodo norte em um signo de terra, dessa vez o nodo sul está em um signo de terra e o nodo norte em um signo de água, sendo que dos 4 eventos em 3 deles o nodo sul estava na casa 03 (ligada a questões de viagem e comunicação). Outra questão interessante é observar que nesse evento Netuno não é o principal planeta ou o mais mal aspectado, entretanto o signo regido por ele, Peixes, está com o planeta (Urano) mais mal aspectado do mapa, fazendo quadratura com Mercúrio, Vênus e Marte, dessa forma nos 4 eventos tivemos ou Netuno ou o signo regido por ele (Peixes) muito mal aspectado em destaque no mapa. Outro padrão interessante é a posição de Sol e Vênus: nos 3 eventos anteriores ambos estavam em conjunção e numa mesma casa astrológica, no evento da Indonésia não estavam em conjunção mas estavam na mesma casa astrológica.

Ficha astrológica básica:
Nodo Lunar norte: escorpião na casa 09
Nodo Lunar sul: touro na casa 03
Casa 06: com Lilith, ponto da fortuna e Saturno, todos mal aspectados, demonstrando um padrão interessante: nos grandes eventos abordados até aqui, a casa 06 ou aparece vazia ou com planetas/pontos muito mal aspectados
Saturno: em câncer na casa 06
Netuno: em aquário na casa 01
Plutão: em sagitário na casa 11
Posição signos de água (Câncer com Lilith Saturno e ponto da fortuna , Escorpião no meio céu e Peixes com urano)
Posição das casas ligadas ao elemento água (casa 04 vazia, casa 08 vazia, casa 12 com kíron)
Ascendente: Aquário
Meio Céu: escorpião
Lua: em Gêmeos na casa 05
Domínio ou Exaltação: nenhum
Falência ou Detrimento: Mercúrio e Saturno   
Aspecto mais negativo: Urano em quadratura com a conjunção Mercúrio/Vênus


Tsunami do Japão
11 de março de 2011
14h46min (hora local)
Sendai
8.9 na escala Richter, 25km de profundidade



 Dos grandes tsunamis esse foi o mais recente e o mais bem documentado, inclusive após o alerta de tsunami diversos helicópteros de tvs do Japão filmaram a chega das ondas que adentraram mais de 10 km costa a dentro, com altura variando de 4 metros a 10 metros de altura. Entorno de 20 mil pessoas morreram e um grande desastre na usina nuclear de Fukushima deixou parte da região ao redor da usina, incluindo a água, contaminada até os dias de hoje. As posições astrológicas que chamam a atenção nesse mapa são: um mapa sem dúvida muito tenso, recheado de quadraturas, inclusive com uma configuração de quadratura formada pela oposição Júpiter-Saturno ambos em quadratura com plutão, que também está em quadratura com urano e mercúrio. Netuno faz uma conjunção com Kíron em peixes, potencializando uma quadratura com a Lua.

Nesse mapa mal aspectado, todos os planetas de água (Lua, Plutão e Netuno) estão muito mal aspectados e apesar desse mapa não contar com Netuno ou Peixes com o pior aspecto (perdem para Plutão), ele mostra todos os planetas em água mal aspectados e Netuno como a segunda pior aspectação do mapa.

Outro dado interessante é que nos 5 eventos em 4 deles tivemos uma oposição, e em todas elas ou Saturno ou a Lua estavam presentes como um dos planetas fazendo a oposição.

O nodo sul apareceu nesse mapa nos últimos graus de Sagitário, já entrando em um signo de terra, da mesma forma o nodo norte já estava adentrando um signo de água, o que demonstra que na eclosão e nos minutos seguintes aos eventos quando começam a ser sentidos, o eixo nodo lunar norte-sul está sempre no eixo água-terra. Por fim, a casa 06 repetiu o padrão dos demais eventos: ou estaria vazia ou com um planeta ou ponto muito mal aspectado, no caso do evento do Japão é o planeta mais mal aspectado do mapa (Plutão).

Após analisarmos essa última ficha astrológica, mostrarei o cruzamento de dados que encontrou diversos padrões interessantes entre esses 5 mapas.

Ficha astrológica básica:
Nodo Lunar norte: nos últimos graus de Gêmeos na casa 11 (já entrando em Câncer)
Nodo Lunar sul: nos últimos graus de Sagitário na casa 05, a 1 grau e meio de Capricórnio
Casa 06: com Plutão, o planeta mais mal aspectado do mapa
Saturno: na casa 03 em Libra
Netuno: no último grau de Aquário, já adentrando em Peixes na casa 08
Plutão: na casa 06 em Capricórnio
Posição signos de água (Câncer vazia, Escorpião vazia e Peixes com Marte, Kíron, Sol em tensão e Lilith)
Posição das casas ligadas ao elemento água (casa 04 vazia, casa 08 com Netuno, Kiron, Marte, Sol e Lilith, casa 12 vazia)
Ascendente: Leão
Meio Céu: Áries
Lua: Gêmeos
Domínio ou Exaltação: Saturno
Falência ou Detrimento: nenhum    
Aspecto mais negativo: Configuração quadratura em T envolvendo Plutão

 Vamos agora fazer um comparativo desses dados, cruzando as informações aqui levantadas:

*Dos 5 eventos com tsunami, 3 deles (60%) apresentaram configurações astrológicas, todas elas tensas (um yod, uma quadratura em T e uma tigela concentrando muita energia num ponto do mapa), em todas elas o planeta mais importante ou mais tenso era de um signo de água, 2 vezes Netuno (rege Peixes) e uma vez Plutão (rege Escorpião)

*Sol e Vênus sempre próximos, em 3 vezes (60%) em conjunção, em 4 vezes na mesma casa (80%) ou com distância de no máximo 30/31 graus

*Em 4 dos eventos com tsunami ocorreu uma oposição (80%) e em todas elas ou a Lua ou Saturno esteve presente como um dos orbes.

*Em todos os 5 eventos (100%) o planeta mais mal aspectado era de um signo de água: Netuno 2 vezes, Plutão 1 vez e Lua 2 vezes

*Casa 06 (que fala da saúde e da rotina) ou vazia ou muito mal aspectada (planetas nessa casa em mau aspecto) nos 5 eventos: 3 vezes (60%) muito mal aspectada, 2 vezes (40%) vazia.

*Eixo Nodo lunar norte e sul sempre no eixo água-terra quando da eclosão dos eventos ou no início das conseqüências minutos depois. Em 3 vezes (60%) o nodo sul estava em um signo de água e em 3 vezes (60%) o nodo sul estava na casa 03 (que fala das viagens, comunicações)

*Em 3 dos 5 eventos (60%) a Lua estava no signo de Gêmeos, nos outros 2 eventos (40%) estava em signos regidos por Vênus (Touro e Libra)

*Em 4 dos 5 eventos (80%) a casa 02 (segurança, autoestima, estabilidade material) estava sem planetas, somente no evento de Lisboa ela contava com um único planeta (Saturno)

*Em 4 dos 5 eventos (80%) o Sol estava ou na casa 11 ou na casa 08

*Em 4 dos 5 eventos (80%) a casa 04 estava vazia, somente em um dos eventos (Chile) ela contava com um único planeta (Saturno)

*Em 4 dos 5 eventos (80%) Mercúrio e Saturno aparecem fortalecidos ou enfraquecidos, em apenas um evento Mercúrio aparece com energia normal e em apenas um evento Saturno aparece com a energia normal. Em todos os eventos ou Saturno ou Mercúrio aparecem com a energia alterada de alguma forma, seja fortalecida ou enfraquecida

Desse cruzamento encontrei as 11 similaridades fortes entre os 5 mapas descritas a pouco. Além dessas similaridades, encontrei 9 posicionamentos importantes que não apareceram em momento algum nos 5 mapas, vejamos abaixo:

Nunca nos 5 eventos:

*Sol distante mais de 40 graus de Vênus e vice versa (a distância máxima entre ambos em qualquer mapa é de 48 graus)
*Eixo do nodo lunar norte e sul no eixo dos signos fogo-ar
*O planeta com o pior aspecto não era Lua, Netuno ou Plutão e ao mesmo tempo não estava em um signo de água (Peixes, Câncer, Escorpião)
* A casa 03 estava vazia
*A Lua estava em um signo de água ou fogo
*O Sol ou o signo de Leão estavam nas casas 03, 04 e 05
*O Sol estava em um signo de fogo
*A Lua, o Sol ou Netuno aparecem em falência ou detrimento
*O Sol ou Netuno aparecem em domínio ou exaltação

Com base nesse estudo, eu acredito que o próximo grande evento com tsunami terá, pelo menos, 8 das 11 similaridades encontradas e pelo menos 7 dos 9 itens que nunca apareceram nos 5 mapas, ou seja, 15 dos 20 itens (75%) encontrados pelo cruzamento de dados, pois como o número de grandes eventos analisados não foi muito extenso, existe a possibilidade de que o próximo evento contenha novas referências que não apareceram claramente nesses 5 eventos.


No próximo post eu farei uma análise astrológica sobre o período que o papa estará em visita no Brasil (julho) e ao final do ano na Argentina, já que existe uma grande possibilidade, segundo as profecias de Nostradamus e Parravicini de que algo importante envolvendo tsunami ocorra até março de 2014 no período em que o papa estiver em visita às Américas.

O texto sobre essa profecia está AQUI 

Além disso, também analisarei o mapa do dia 24 de abril de 2036 pra ver se 15 ou mais desses dados em comum encontrados no cruzamento de informações dos 5 eventos aparecem no mapa astrológico desse dia, que segundo as profecias será o dia da queda do asteróide Apophis, o dia do juízo final, a separação definitiva dos lobos e dos cordeiros.

Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:


6 comentários:

Paulo André disse...

Alô José,

Belo estudo astrológico sobre tsunamis. Gostei do seu comparativo entre os mapas, de modo a procurar entender o que era coerente entre eles. Estudo astrologia e vou ler com mais calma este seu post. Por agora, noto apenas um engano, no que se refere a distância em graus entre o sol e vênus. Estes dois astros ficam no máximo a 48 graus entre eles. Por isso a coincidência que você apontou, não é uma coincidência entre os mapas, mas sim, algo obrigatório. Quanto aos demais aspectos, não olhei com o devido cuidado, mas chamou-me a atenção as coincidências dos nodos norte e sul. Muito legal. Abç.

José Alencastro disse...

Então Paulo André, certamente a distância de 48 graus máximos (limite) não é a coincidencia, a coincidencia é a presença próxima entre eles ou em conjunção ou numa distância máxima de 30/31 graus, o que ocorreu em 4 dos 5 casos. Abraço

ANDREL L disse...

Parece que o papa virá ao brasil em julho 2013, cais acontecimentos podem acontecer???

Erika Ka disse...

Olá José, saudações de saúde e prosperidade para você.
Namastê !

Quero te fazer uma pergunta complexa, no caso se não responder entenderei...se bem que você já falou de quase tudo em seu lindo blog,
creio que este assunto não seria tão " tabu " ou ofensor a quem quer que seja, precisamos da verdade e do conhecimento e não de ilusoes
concorda? por isso amo teu trabalho e estou sempre lendo o q vc com carinho escreve.

Vamos lá.

José esses missionários, pastores, bispos, recebem realmente o espírito santo ?
Na minha grande ignorância eu tenho a tese de que , para receber o espírito santo sagrado, precisa ser uma pessoa quase santa, uma pessoa
livre de pecados, de pensamentos ruins, dedesejos e que esteja desligado totalmente da matéria carnal e desejos mundanos.
Até porque nesse meio sempre tem um ex-, ex drogado, ex traficante, ex bandido, ex estuprador, ex , ex, e ex e repare que sempre
é um ex que foi do mal prejudicando a si e os outros.

No meu pensamento creio que em terra quem recebeu o espirito santo foi JESUS CRISTO, apenas ele, não sei se vc concorda.

Mas essas línguas que eles falam parece mais uma manifestação espiritual de uma entidade e por os mesmos não acreditarem nessa linha
dizem ser a manifestação do espirito santo, sim é uma manifestação ESPIRITUAL mas vai saber q espírito se do bem ou do mal, um de luz ou
um zombeiro e obsessor ...creio eu..

o que acha dessa minha idéia, me esclareça por favor, eles falam em linguas mas eu não entendo nada do que eles falam, talvez
seja por isso que rotulam uma manifestação sagrada, pessoas se colocam abaixo disso, dizendo que não são merecedores de receber
o espirito santo somente aquele enviado de DEUS o " homem de Deus ", oras....se um ex algo pode pq os outros não podem? tsc , tsc.

abraços José

paz e luz.

José Alencastro disse...

Então Érika, na verdade todos os seres humanos possuem o Espírito Santo dentro de si, é a centelha espiritual, a partícula divina que Deus concede a cada um dos espíritos criados por Ele, é essa partícula, esse Espírito, que torna o homem a imagem e semelhança de Deus e impulsiona a evolução da alma, ainda imperfeita que exerce o livre arbitrio e a medida que a alma evolui, mais o seu livre arbitrio entra em harmonia com essa partícula, esse Espírito. Essa idéia, inclusive, existia na Igreja antes do processo de divinização de Jesus, nos primórdios do Cristianismo Romano, processo esse que tenta ensinar que somente Jesus tem essa essência, sendo por isso segundo essa teoria igual em substancia a Deus, o que é totalmente contrário ao proprio ensinamento de Jesus, que se coloca como um irmão de cada ser humano e que ora ao mesmo Pai que os humanos oram, afirmando inclusive que o reino de Deus está dentro de cada um, ou seja, o Espírito, a Graça, o dom gratuito que possibilita amar.

O que muitos religiosos recebem nas Igrejas neopentecostais é a manifestação de espiritos, as vezes obsessores em processos de desobsessao coletiva, as vezes espiritos amigos que buscam auxiliar esses irmãos encarnados em busca de uma mudança moral para abandonar a "velha" vida que tinham antes, mas como não compreendem a dinâmica da comunicação com os desencarnados e os processos que nela existem, resumindo tudo ao "Espirito Santo" ou a "demônios", acabam muitas vezes apenas exercendo o chamado choque anímico nos processos desobsessivos e em alguns casos mais raros, quando existe algum religioso mais bem preparado e com a mediunidade um pouco mais desenvolvida, os bons espiritos conseguem se aproximar e inspirar boas mensagens.

A espiritualidade trabalha da forma que é possível e nesses casos pouco importa para os amigos espirituais se o crente entende que tal espírito é uma manifestação do Espirito Santo ou que o espirito rebelde e vingativo é um demonio, o que importa é realizar o processo, muitas vezes anímico, para aliviar os efeitos negativos e dar início, mesmo que aos trancos e barrancos, a um processo de reforma moral. A espiritualidade não se preocupa com a forma, mas sim com os resultados e tenta da maneira que é possivel trabalhar para conseguir os melhores resultados possíveis, mesmo com as limitações dos médiuns ou dos crentes diante das suas manifestações.

Abraço

Erika Ka disse...

Muito Grata José

vc é showw !!

:)