26 de set de 2012

Os Outros Exílios, Além de Capella...

Anã branca em Alcyone

“Gostaria de sabe ou leu algo a respeito do período pós transição sobre a governadoria da terra e sobre quem será o tutor dos espíritos exilados no planeta primitivo. Te faço a pergunta, pois já li algo a respeito e alguém me perguntou algo sobre isso e fiquei sem respostas, mas falei a pessoa que nada se pode acreditar sem pesquisar e mesmo assim nunca temo todas as informações. Li sobre as plêiades em seu blog que colocaste a tempo atrás que tem fundamento, mas existem canalizações divulgadas na internet (observei com olhos críticos e estou ainda pesquisando) de seres pleidianos que falam em novo governo da terra por Francisco de Assis e que o mesmo e um ser pleidiano. Colocam que Jesus ira auxiliar os exilados ate eles voltarem.... Gostaria de saber algo a respeito para poder esclarecer. Sei que realmente foge de nossa moral espírita acreditar em algo assim, por isso preciso de mais informação. Muito Obrigado.” (Fábio)

Olá Fábio, essa é uma questão muito interessante, pois muito se ouve entre canalizadores esotéricos canalizações de “pleidianos”, “arcturianos” e outras coisas do gênero que soam estranho as pessoas que estão acostumadas ao estudo espírita.


Excluindo-se dessas canalizações bobagens do tipo “todos os pleidianos são brancos, altos e de olhos azuis” e outras informações que são trazidas por magos negros matreiros tentando inspirar as mesmas idéias que inspiraram na época do nazismo durante a segunda guerra, excluindo-se essas falsas canalizações, que sempre mostram “mestres” loiríssimos ou de porte ariano, podemos após passar esse filtro, perceber algumas informações interessantes sobre espíritos que vivem em outros orbes e estrelas do Universo e que atualmente ajudam a Terra.

Independente do nome que se dê (comando Ashtar, frota estelar) esses espíritos amigos vindos de outras paragens do Universo tentam divulgar novos conhecimentos sobre questões envolvendo a transição planetária e exílios anteriores que a humanidade terrestre enfrentou mas encontram imensas dificuldades com os médiuns disponíveis para trabalhar.

O mais bem sucedido nessa empreitada sem dúvida foi Ramatís, que trouxe informações valiosas sobre esse tema através do médium Norberto Peixoto mas mesmo assim encontrou algumas barreiras, sobretudo em questões relativas a conhecimentos astronômicos.

No meio espírita em geral a grande maioria dos médiuns acaba truncando qualquer informação mais aprofundada sobre esse tema e aqueles que abrem alguma brecha não tem, em grande maioria, a bagagem de conhecimentos astronômicos que necessitaria para conseguir passar essas informações com maior profundidade.

Já no meio esotérico o problema é outro: falta para a grande maioria dos canalizadores uma sólida formação mediúnica, ou seja, um curso de formação mediúnica amplo (não esses vendidos em sessões de final de semana, mas sim os gratuitos, feitos em centros, e que duram por vezes mais de 4 anos ininterruptos)  e justamente por essa falta na formação mediúnica muitos acabam dando mais asas a imaginação (leia-se animismo) e fascinação (leia-se dar espaço no campo mental pra asseclas de magos negros matreiros brincarem) criando também dificuldades para que os bons espíritos se aproximem e consigam passar informações de relevância.

Essa explicação se fez necessária para o que eu terei de explicar agora: quando alguém fala em “pleidianos” naturalmente muitos pensam que lá nas plêiades só tem “gente boa” como os “índigos” e outros chavões que foram massificados no meio espiritualista e até certo ponto no espiritismo.

Antes de mais nada, as pleiades são compostas por 7 estrelas, é um dos 2 aglomerados estelares mais importantes da constelação de Touro, o outro é o aglomerado das Híades, com 140 estrelas, entre elas Aldebaran (estrela mais brilhante da constelação de Touro e uma das que compõe o Hexágono de Inverno).

Dentre as 7 estrelas das Plêiades, temos Eta Tauri (Alcyone) como a mais brilhante, mas na verdade Alcyone não é uma única estrela, mas sim um sistema quádruplo de estrelas, tendo nesse sistema Alcyone A como a mais brilhante (uma gigante azul  1400 vezes mais brilhante que o Sol), duas anãs brancas (Alcyone B e C) que distam entre si, aproximadamente, a distância do Sol a Júpiter e distam de Alcyone A algo em torno de 3.500 vezes essa distância. Já Alcyone D está a aproximadamente 350 vezes a distância do Sol a Júpiter distante de Alcyone C. Temos, só na estrela Alcyone ou Eta Tauri, em verdade, 2 estrelas e duas anãs brancas.

Alcyone A, a gigante azul muito mais brilhante que o Sol, é lar de espíritos de grande evolução, uma evolução muitíssimo maior do que, por exemplo, os espíritos que vivem em Júpiter e Saturno. São espíritos livres de vaidades, grandes em conhecimento e amor, são almas que não tem a menor condição de encarnar na Terra pela tamanha potência energética que existe em seus espíritos.

Os chamados índigos são na verdade espíritos vindos exilados de Alcyone D e que tem a oportunidade de cultivar nobres valores morais no campo de batalhas de um mundo de expiação e provas como a Terra, são espíritos com amplo conhecimento da espiritualidade e com raciocínio privilegiado, mas com imensas dificuldades em aceitar normas, hierarquia e que encarnaram aqui na Terra pra desenvolver a humildade, estão longe de serem as almas eleitas que muitos textos espiritualistas e até mesmo espíritas andam alardeando por aí. São espíritos que terão de lutar muito para que possam permanecer na Nova Terra ou até mesmo retornar a Alcyone D, caso contrário serão novamente exilados pra mundos semelhantes ao que a Terra é hoje, já que possuem bagagem intelectual e moral relativamente superior a maioria dos futuros exilados (oriundos de Capella e outros orbes e estrelas) após a transição planetária.

Já as chamadas “crianças cristal” são também vindas de Alcyone, só que de Alcyone B e C, das anãs brancas que compõe Eta Tauri, são raríssimas no planeta Terra, se destacam pela grande inteligência desde tenra idade e pela preocupação com causas sociais, existem alguns exemplos conhecidos pelo mundo, acredito que menos de mil de espíritos desse nível tenham encarnado até agora na Terra, são verdadeiramente missionários e não exilados.

Sirius

Da mesma forma devemos analisar Capella  (Alpha Aurigae), a estrela mais brilhante da constelação de Auriga, uma gigante amarela um pouco maior que o Sol, mas que assim como Alcyone é na verdade um sistema quádruplo de estrelas , sendo duas delas amarelas e entorno de 80 vezes mais brilhantes que o Sol e outras duas anãs vermelhas (isso sem falar em outras 5 estrelas aprisionadas pela gravidade das duas gigantes amarelas).

Foi de uma dessas duas anãs vermelhas que vieram os chamados “exilados de Capella”, que viviam num plano ou dimensão semelhante ao que é o nosso astral inferior ou astral mais denso, pois em Capella não existem planetas nem a menor chance de existência de vida na dimensão física visto que as formações estelares de Capella em virtude do seu comportamento orbital inviabilizam a presença de planetas. Vale ressaltar que as anãs vermelhas de Capella possuem tamanho semelhante ao da Terra.


De outras constelações, não apenas de Auriga onde está Capela, vieram exilados para a Terra em épocas diferentes, muitos inclusive em épocas anteriores a Capela. Num dos posts do blog eu falei sobre Capela e Sirius em representações dos sumérios e egípcios: AQUI

Nesse post eu falo do hexágono de inverno, composto pelas constelações de Órion ( estrelas Riguel e Betelgeuse), Taurus ( estrela Aldebaran), Auriga (estrela Capella), Gemini (estrela Pollux), Canis Major (estrela Sírius) e Canis Minor (Procyon). De cada uma dessas constelações, vieram espíritos exilados.



Em outro post, que eu falo sobre os ciclos planetários, eu conto quando a Esfinge e as pirâmides egípcias foram construídas. Esse post está AQUI


Antes do exílio de Capella ocorrido a aproximadamente 12 mil anos, vieram os exilados da constelação de Órion, a aproximadamente 80 mil anos, mais precisamente das “três marias” (mintaka, alnilan e alnitaka) conhecidas também como cinturão de órion.

Aqui é outro caso interessante, pois no meio esotérico e espiritualista muita gente também acha que no cinturão de Órion só tem "gente boa" também e não é o caso.

Mintaka (delta orionis) é na verdade constituído por 3 estrelas, sendo que uma delas, uma estrela de classe O e baixíssima magnitude foi de onde vieram alguns dos exilados de Órion, a galera mais “barra pesada” por assim dizer e que causaram o penúltimo afundamento da Atlântida

Alnilam (épsilon orionis) é uma supergigante azul branca e quarta estrela mais brilhante da constelação de Órion

Alnitak (zeta orionis)  é um sistema triplo assim como delta orionis, sendo constituída por um sistema duplo principal (zeta orionis  Aa que é uma super gigante azul  vinte vezes maior que o Sol e zeta orionis B) além de zeta orionis Ab.

Próximo desse sistema triplo existe a Nebulosa do Cavalo (Barnard 33) de onde também veio uma galera afim de confusão exilada pra Terra e que participou ativamente do afundamento da Atlântida há 80 mil anos atrás.

De Órion também vieram alguns instrutores pra Terra nessa época, pra ajudar no processo de construção da grande pirâmide egípcia e atlanteana pelos idos de 54 mil antes de cristo, alguns encarnados e outros na esfera astral, prioritariamente de Alnilam (que representa das três pirâmides a grande pirâmide de Gizé), Rigel, Betelgeuse, Belatrix e Thabit ( esta última de onde encarnaram muitos espíritos nessa época)

Seguindo essa linha de estudo não poderia deixar de falar de Sírius, a estrela mais brilhante da constelação do cão maior. Espiritualistas e esotéricos falam muito sobre ela: “constelação de Sirius” (não existe, é uma estrela que está na constelação do Cão Maior), “sol central da galáxia”( além de não estar no centro da galáxia é muito nova para ser o sol primordial da nossa galáxia que é a Via Látea, só a nível de comparação, Sirius tem pouco menos de 250 milhões de anos enquanto que o Sol tem mais de 4 bilhões de anos), excluindo-se essas besteiras que são ditas sobre Sírius, é importante dizer que realmente vieram muitos exilados da constelação do Cão Maior, encarnando desde 40 mil anos atrás nas bandas do Oriente (Índia, China, Oriente Médio) e alguns grupos de espíritos na Atlântida, que posteriormente tiveram papel importante (sobretudo os mais rebeldes) no conflito entre vermelho e brancos que culminou com o afundamento final da Atlântida a 12 mil anos.

Nenhum desses exilados, assim como os espíritos encarnados atualmente na Terra são de Sírius, mas sim de estrelas da constelação do Cão Maior banhadas pela luz azul de Sirius, da mesma forma que muitos mentores e instrutores vieram também de estrelas dessa constelação. 

Os exílios das constelações de Gemini e do Cão Menor foram posteriores ao exílio de Capela, contribuindo substancialmente para o aumento no número da população de espíritos no astral do planeta e posteriormente no plano físico. Inclusive na época dos faraós havia um grande número de exilados do Cão Menor e do Cão Maior, encarnados no Egito junto aos exilados de Capella, o que explica a grande importância que os egípcios davam a Sírius naquela época, da mesma forma que associavam essas duas constelações a eventos negativos (óbvio, afinal foram expulsos de lá)

Tudo isso mostra que desde tempos imemoriais a Terra é auxiliada por um número enorme de espíritos de outros orbes e constelações que tem grande interesse no processo evolutivo terrestre em virtude da trajetória que muitos de seus “filhos” exilados percorreram e alguns bilhões ainda percorrem aqui no planeta azul.

Quanto ao futuro governo da Terra é importante, antes de mais nada esclarecer uma lenda muito disseminada no meio esotérico e espiritualista. A lenda afirma que o mundo de origem de Jesus seria Sírius o suposto “Sol central” da Via Látea.

Buraco negro centro da galáxia

Segundo informações que tive acesso nos anos 90 quando ainda era adolescente e presenciava semanalmente as reuniões com o Dr.Fritz que aconteciam na minha casa todas as sexta feiras, quando ele incorporava no meu pai, o mundo de origem de Jesus se encontra no centro da Via Látea, ou seja, na constelação de Sagitário (e não na constelação do Cão Maior onde está Sírius) e não é um mundo físico pois existe apenas no astral, por estar onde é um imenso buraco negro supermassivo (na verdade o principal centro de força da nossa galáxia) conhecido pela ciência como Sagitarius A, composto de três elementos sobrepostos: uma supernova, uma espiral e uma compacta fonte de rádio.

Segundo o Dr.Fritz esse local é um sistema, composto por um único mundo e 24 luas de diferentes cores que orbitam esse mundo. Esse planeta é a moradia não apenas do atual governador da Terra (Jesus) como de todos os espíritos que exercem cargo semelhante nos demais planetas e estrelas da Via Látea e justamente por isso o centro da mais poderosa egrégora energética que sustenta a engrenagem da nossa galáxia (justamente por isso está em um buraco negro). Não foi coincidência que no nascimento de Jesus (o seu mapa astral está num dos posts do blog) o ponto mais alto do mapa (M.C) estava exatamente em Sagitário

O próximo governador da Terra não será apenas um espírito, serão dois. Um deles já é bem comentado, trata-se de Saint Germain, que foi o pai de Jesus (José) e também o maior responsável pela organização da Revolução Francesa, que possibilitou as bases para o enfraquecimento da Igreja Romana e o surgimento do Espiritismo. Saint Germain será o responsável pelo desenvolvimento no campo intelectual da humanidade na Era de Regeneração que virá após 2036.

O outro espírito que exercerá esse mesmo papel será Maria Madalena, a rabi e esposa de Jesus, a essênia que veio da escola de Fílon e escandalizou a sociedade hebréia da época de Jesus pelas suas roupas modernas e coloridas típicas dos gregos (e que para os mais puritanos da época eram roupas de uma cortesã), a mulher que retornou com Jesus após sua longa peregrinação, viu o batizado do Messias no Jordão feito pelo primo João Batista, tornou-se esposa do Rabi nas bodas de Caná dias depois do batismo e depois tornou-se Rabi tendo Yeshua como professor. Ela será a responsável pelo desenvolvimento emocional da humanidade terrena durante a Era de Regeneração, trazendo certos conhecimentos confiados apenas a ela por Jesus quando encarnado (o que causou ciumeira em alguns apóstolos mais rústicos, como Pedro, que não entendiam essa atitude de Jesus) e que serão um complemento ao evangelho do Messias, será ela  que trará a terceira revelação aos corações dos homens (e mulheres) e Saint Germain auxiliará na plena compreensão.

Algumas correntes esotéricas e espiritualistas acreditaram (ou quiseram acreditar) que Francisco de Assis seria o futuro governador da Terra talvez pela simpatia e defesa que fazem da alimentação vegetariana e justamente por isso nada melhor do que simbolizar essa defesa na figura de Francisco de Assis (conhecido como protetor dos animais e padroeiro da ecologia), mas não será ele o futuro governador da Terra, apesar de que terá uma missão muito importante nos próximos séculos: auxiliar diretamente Jesus no processo exilatório das próximas décadas e futuramente, nos próximos séculos, preparar o astral do planeta Terra para a gradativa mudança vibratória que ocorrerá no planeta em aproximadamente mil anos, quando a existência da humanidade terrena deixará de existir no plano físico e passará a ocorrer totalmente no astral mais denso.

Francisco de Assis, aquele que encarnou como o discípulo amado (João Evangelista) e posteriormente como o apóstolo da caridade (Chico Xavier) e atualmente é o governador de Nosso Lar terá essas atribuições, não menos importantes do que os dois futuros governadores e dos demais espíritos que compõe o Grande Conselho que tem como líder máximo o Cristo Planetário e seus prepostos arcangélicos, regendo esse Grande Conselho de espíritos angélicos, como Jesus (atual governador do Grande Conselho), Saint Germain, Maria, Maria Madalena o próprio João Evangelista entre outros.

Acredito que esse estudo possa colaborar pra esclarecer algumas dúvidas ou pelo menos estimular novos estudos e comparações sobre esses assuntos. Tenho confiança na modernização do Espiritismo no Brasil, a cada dia que passa a ala dos ortodoxos vai perdendo força, soube inclusive por esses dias que no curso de formação de médiuns da Federação espírita de SP já estão sendo ensinados conceitos como o estudo da aura, dos raios, enfim, modernizações e novos horizontes que só tendem a levar progresso a doutrina codificada por Kardec há quase 160 anos.     


Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:
http://www.facebook.com/josemaria.alencastro2036

28 comentários:

Blubaglu disse...

Olá José, lendo teu texto percebo o quão útil possuir o conhecimento astronômico, e uni-lo ao espiritual. Por exemplo, sabendo que o sistema é binário, extremamente inóspito, e inexiste condições para vida no plano material físico, você aparentemente intuiu que os exilados só poderiam ter vindo de planetas com vida no plano astral denso. É uma boa hipótese. Em relação aos vindos de Alcyone compartilho com tua visão, todas as descrições dos índigos não casam com a idéia que se pode ter de gente fina, elegante e sincera :), seriam pessoas bastante turbulentas, impacientes, indisciplinadas, mais ou menos como todos da Terra; qual missão poderiam vir cumprir? Mas para ser justo, em algum lugar li que estes "missionários" seriam exilados de um mundo das Pleiades que estaria neste momento se tornando mundo feliz, deixando de ser mundo de regeneração. O que deverá acontecer com a Terra daqui um milhar de anos né.

Por fim posso dizer que esse texto é o primeiro que diz de forma explícita que vieram sim espíritos dessas constelações todas, onde pra muitos espiritualista só vivem anjos e espiritos evolúidos. O máximo que se lê em livros espiritas são referências vagas a migrações diversas, como a de que "os planetas e sistemas siderais são solidários", coisas belas mas óbvias.

Fico por aqui, tenho umas questões e dúvidas, mas as exporei oportunamente. Parabéns pelo site, e pelos teus estudos, dos quais só vemos os frutos e conclusões, já todas mastigadinhas, mas não o suor e o esforço que deves ter tido.

obrigado pelos posts, e grande abraço.

José Alencastro disse...

Olá Blubagul, eu acredito que já encarnaram na Terra espíritos, tanto exilados como espíritos de boa moral, que vieram de centenas de outros mundos, inclusive recentes estudos da ciência estão muito próximos de encontrar mundos com condições de abrigar vida física como a existente na Terra. Uma matéria bem interessante sobre esse tema pode ser vista aqui:

http://hypescience.com/cientistas-confirmam-que-alguns-exoplanetas-estao-em-zona-habitavel/

A matéria acima fala do sistema ao redor de Gliese 581 (uma anã vermelha com 6 planetas orbitando ao redor) que em outro post aqui do blog publicado a alguns meses eu afirmo que esse sistema é a localidade para onde irão os exilados da Terra. Essa afirmativa fica mais clara nesse outro artigo que traz uma lista com os planetas mais similares à Terra e com condições de habitabilidade: http://hypescience.com/lista-de-planetas-com-mais-chance-de-ter-vida/

O texto sobre Gliese 581 no blog está aqui: http://profeciasoapiceem2036.blogspot.com.br/2010/11/gliese-581-o-mundo-exilio.html

O ponto central do estudo envolvendo os exílios além de Capella foi a interpretação das tábuas sumérias (descrita no link que deixei ao longo do texto). Civilizações mais avançadas já viveram na Terra, como os atlantes das Eras de Ouro, pessoas que possuíam um amplo conhecimento de astronomia, tanto que deixaram diversas pistas desse conhecimento em construções no Egito e no México (só pra citar alguns exemplos) e uma dessas pistas, que foi interpretada equivocamente por alguns como sendo o suposto temível Nibiru invadindo o sistema solar, nada mais era do que uma referência ao hexágono de inverno, explicando a ligação da Terra com essas constelações de onde vieram vários exilados.

As próprias lendas, tradições e cultos religiosos da antiguidade explicam esse entendimento: o culto ao Touro (Ápis), que vem desde o Egito Antigo e existe até os dias de hoje com o imenso touro de bronze localizado nas proximidades de Wall Street, o temor que os egípcios tinham das constelações do cão menor e do cão maior, a história de Caim e Abel uma referência velada a constelação de Gemini, existem ainda referências ao mito do cocheiro (constelação de Auriga) presentes não apenas nos ensinamentos de Platão e Sócrates como também no Budismo e no Hinduísmo. Órion por sua vez na mitologia foi um gigante, caçador, que se vestida com a pele de um leão e usava uma clava. A referencia aos “gigantes” guerreiros aparece não apenas na Bíblia, mas em outros mitos como Hércules (que se veste da mesma forma que Órion)

José Alencastro disse...

Quanto a questão dos índigos, apesar dos diversos problemas comportamentais, sobretudo a dificuldade em aceitar hierarquia e falta de humildade, eles possuem uma bagagem de conhecimento espiritual muito grande (e aqui ainda não é sabedoria justamente por ainda não possuírem certas conquistas morais que permita utilizar bem esse conhecimento), possuem um comportamento mais racional, científico, intelectualizado e justamente por isso encontram uma dificuldade muito grande em trabalhar os próprios sentimentos. São espíritos que tem como papel fundamental trazer novas técnicas científicas, que em sua base possuem ampla ligação com aspectos já estudados pelo espiritismo e espiritualismo, um exemplo desses é uma recente técnica, já aprovada pelo conselho federal de medicina, que chama-se “estimulação magnética transcraniana” (EMT) que “reacende” áreas apagadas do cérebro em pessoas com gravíssimos problemas de depressão e outras patologias psiquiátricas, o primeiro passo pra que se chegue a descoberta de que, na verdade, o que deixa certas zonas do cérebro menos “iluminadas” ou “escuras” são certas “nuvenzinhas negras” (leia-se formas pensamento) oriundas do próprio campo mental da pessoa e manifestadas, magneticamente, através do campo energético que envolve a pessoa (aura).

Quanto a questão das Plêiades: provavelmente é uma referência a uma das anãs brancas de Alcyone, mas como eu disse, são espíritos raríssimos na Terra, possuem uma bondade ímpar aliada a uma inteligência muito acima da média, com menos de mil espíritos desse quilate encarnados na Terra.

Aproveito pra deixar então uma pequena lista sintetizando esses exílios:

Morg (exílio dos dragões, menos de 2 mil espíritos) – aproximadamente 1 milhão de anos atrás*

Perseus – 800 mil anos atrás**

Touro (Híades) – 400 mil anos atrás

Leão (Wolf 359) – 200 mil anos atrás

Órion – 80 mil anos atrás

Cão Maior – 40 mil anos atrás

Auriga – 12 mil anos atrás

Gemini e Cão Menor – posterior a Auriga

Touro (Plêiades - Alcyone) - 1960


*Mais sobre o tema na série de textos “dragões e magos negros”

**Tema que será abordado futuramente. A própria mitologia criada sobre Perseu explica de forma alegórica como a vinda desses espíritos exilados fez com que definitivamente os dragões fossem exilados para o astral inferior da Terra nessa época: http://pt.wikipedia.org/wiki/Perseu

MSX History disse...

Olá, tenho uma dúvida.


Neste link:

http://chico-xavier.com/2010/09/18/as-diversas-reencarnacoes-de-chico-xavier/

Diz que Chico Xavier foi Flavia Cornélia (Roma-Itália) (de 26 DC a 79 DC).


E neste link:

http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_Jo%C3%A3o_Evangelista

Diz que o nascimento de João Evangelista foi próxímo ao ano 10d.C. em Betsaida na Galiléia.

Ou seja, mesma época. Como Chico pode ter sido o apóstolo João ?

Abraços e obrigado !

José Alencastro disse...

Pergunta respondida na fanpage: http://www.facebook.com/photo.php?fbid=468057519882884&set=a.366298710058766.83206.360490373972933&type=1&theater

Abraço

Goulart disse...

Olá amigos.
Tenho uma dúvida em relação aos sobreviventes que herdarão a Terra após o grande evento e exílio dos espíritos. vi em post anteriores o mapa onde continentes afundariam outros emergiriam dando uma nova conformação ao globo. Haverá sobreviventes na nossa dimensão física? Se sim o que ocorrerá com o enorme arsenal nuclear existente além de radioativo, não explodiriam? Como sobreviver diante desta situação no plano físico?
Se alguém tiver uma explicação agradeço.
Grande abraço a todos.

José Alencastro disse...

Ola Goulart, sim , teremos sobreviventes na dimensão fisica sim, segundo as profecias serão metade dos encarnados (sobreviventes). Tanto o arsenal atomico como as informaçoes mais importantes dos governos estão em locais altamente seguros, eu acredito que não teremos maiores problemas com o arsenal atomico sobressalente que nao for utilizado. Procura aqui nos posts do blog sobre "iron mountain" e você compreenderá melhor. Abraço

Ricardo Couto disse...

Olá José, lendo sobre os exílios que ocorreram e que vão ocorrer fiquei curioso a respeito das mudanças na forma do perispírito que ocorrem durante os exílios planetários. Você tem ideia de como será a fisionomia dos espíritos no novo planeta? Pelo que já li sei que serão necessários alguns anos para o perispírito se adequar devido à diferença de densidade da matéria da Terra para a do novo planeta, mas a sua forma vai continuar como a nossa do Homo Sapiens ou vai ser ligeiramente diferente?

José Alencastro disse...

Pergunta muito interessante Ricardo, trarei um post que já estava preparando a algum tempo ainda hoje pra responder essa questão.

Junior Flash disse...

Olá José, começei a ler seus textos faz pouco tempo, e estou gostando muito. Apenas queria tirar algumas dúvidas. Você diz que em "Capella" não existia vida como a que há aqui na Terra, sendo que era parecida com o astral mais denso daqui, porém, há livros que falam sobre os exilados de Capella, e lá sendo um mundo de provas e expiação, ainda a matéria rege, e inclusive em um determinado livro fala um pouco de como era a vida por lá, então eu gostaria que me esclarecesse isso. E também, quanto a Terra daqui a apeoximadamente um milênio não exisitir mais vida física, o que também não entendi, pois planeta regenrador também há ainda a presença da matéria, e até em mundos ditosos ainda há a presença material, porém, muito mais sutil é claro, mas enfim, apenas gostaria de ser esclarecido sobre esses dois pontos do seu texto.
E mais uma vez, parabéns pelo conteúdo do Blog.
Obrigado!
Abraços

José Alencastro disse...

Questões muito interessantes Junior. Como explicado no texto, não existe a menor chance que exista vida física em algum planeta ou estrela anã orbitando Capella. Pra mais informações deixo uma ampla pesquisa realizada por um astrônomo espírita: http://literatura-espirita.blogspot.com.br/

Discordâncias em obras mediúnicas sempre irão existir, não apenas por limitações e imperfeições dos médiuns devido aos seus paradigmas como também da limitação dos espíritos, pois um mentor ou espírito que se comunica na maioria das vezes é um espírito com uma evolução apenas um pouco maior no aspecto moral ou intelectual do que a do médium, vide o caso de Chico Xavier e seus principais espíritos amigos: Emmanuel e André Luiz. Existem livros por exemplo que falam de Capella mas dizem que a Atlântida não existiu, em outros livros é possível ler que a Terra e o sistema solar orbitam Alcyone (um verdadeiro absurdo sob o ponto de vista da Astronomia). Por isso mesmo eu acredito que devemos seguir aquilo que foi ensinado por Kardec: o Espiritismo deve caminhar lado a lado com a ciência e quando uma informação trazida pelos espíritos estiver em desacordo com a ciência ou pelo menos com um método cientifico abalizado, ela deve ser então descartada ou no máximo permanecer a espera de confirmação. Na própria codificação Kardec utilizou apenas 10% das mensagens que foram transmitidas aos médiuns que participaram desse valioso trabalho, as outras 90% foram descartadas e mesmo nesse conjunto de 10%, como na questão sobre Marte, vemos que ainda sim alguns pequenos equívocos passarão pelo filtro, muito eficiente por sinal, criado pelo nobre codificador.

Mas qual o ponto central dessa questão? O ponto central é que existe a idéia, na maioria dos médiuns, sobretudo aqueles que não vivenciaram muitas experiências com desdobramento consciente, de que necessariamente mundos provacionais tem que ser materiais como a Terra e que mundos regenerados tem que ser necessariamente menos materiais como por exemplo é o plano astral da Terra. Ocorre que a evolução nos incontáveis mundos e estrelas do Universo não ocorre seguindo essa sistemática, da mesma forma que o tipo físico humano (homo sapiens sapiens) não está presente em todos os mundos materializados do Universo. As formas físicas são diversas, a humana é apenas mais uma delas. Se analisarmos a história dos dragões (morgs) veremos que eles não chegaram à Terra em um corpo físico, da mesma forma se considerarmos o astral inferior da Terra veremos que em sua maioria é uma região de sofrimentos e expiações muito pior do que o plano físico terrestre, ou seja, não é porque alguém vive no plano astral que necessariamente será mais evoluído moralmente ou viverá em melhores condições do que aqueles que vivem no plano material

José Alencastro disse...

Tanto no plano físico como no plano astral existe o chamado principio material juntamente com o fluido universal, a diferença é que no astral, mesmo no astral inferior, a quantidade de fluido universal agregada ao principio material é maior, possibilitando que a matéria seja mais sutil, assim como a opressão física desse principio material no corpo astral seja menor, permitindo que o espírito nesse plano astral em corpo astral, mesmo tendo sensações semelhantes as de um encarnado, tenha maior liberdade no controle do seu corpo astral sobre o meio astral. Dessa forma, em aproximadamente mil anos a partir do inicio da Era de Regeneração (2072), gradativamente os corpos físicos ficarão mais sutis, até que chegue um ponto, em aproximadamente mil anos, que eles se tornarão cópias idênticas do matriz que lhes deu origem: o corpo astral. E nesse momento a vida na Terra deixará de se manifestar no plano material e passará a se manifestar no plano astral e nos planos superiores, a semelhança do que existe hoje em Marte, que passou pelo mesmo processo, quando os corpos físicos de seus habitantes e as construções sobre o solo marciano “subiram” para o plano astral. Entretanto, assim como ocorreu em Marte, a Terra como mundo físico continuará existindo, mas sem a manifestação de vida inteligente no plano físico.

Obrigado pelo retorno positivo, seja sempre bem vindo.

Bruno disse...

Dando seguimento ao seu comentário José, vc diz que não haverá vida inteligente no plano físico, mas hipoteticamente, não poderia acontecer que, depois de todos nós entrarmos no plano astral, uma outra raça humanóide, vinda do planeta XYZ, vir a se exilar no plano físico da Terra? quando vc diz vida inteligente, está incluindo os animais dito in-racionais ou estes continuarão a viver no plano físico terreno? grato.

José Alencastro disse...

Olá Bruno. Como a Terra adentrará em breves décadas na Era de Regeneração, nenhum grupo de exilados será enviado pra cá, seja a nível físico ou espiritual, pois os mundos exilios são aqueles que se enquadram na categoria de mundos de expiação e provas e não de mundos regenerados. Os animais, como cachorros, gatos e outros, apesar de não terem o intelecto (razão) amplamente desperto (ele se encontra em estado latente), são seres inteligentes pois possuem o gérmen da razão latente em seu ser. Ao final do processo de ascensão da Terra, que deve ocorrer lá pelos idos de 3072-3100, só restara na superficie do plano físico o solo e a poeira, pois todo o resto (construções, ecossistemas, animais, pessoas) terão a matéria de suas estruturas físicas mais sutilizadas, fazendo com que ela vibre não mais no físico mas sim no astral, oque tornará a superficie terrestre semelhante a outros planetas rochosos que já passaram pelo mesmo processo, como por exemplo Marte.

MOTTA-BRASIL disse...

Olá José, fiquei com um dúvida a respeito dos exílios durante a transição, as crianças que nascem agora são ainda exilados enviados para cá? ou são remanescentes dos exílios já citados? e haveria modo de alguém saber de qual desses exílios é originário? pois muito ouvi sobre crianças da nova era e por fim relativo à "lei do esquecimento" porque tal conhecimento prejudicaria nossa ascensão?

MOTTA-BRASIL disse...

Olá José,achei muito interessante os esclarecimentos a respeito dos exílios,fiquei porém com duas perguntas em dúvida: a primeira é considerando a lei do esquecimento de que forma exatamente essas informações sobre vidas passadas e nossa origem antes da terra podem prejudicar ou auxiliar nosso processo evolutivo? a outra é sobre se há como alguém saber de qual dos exílios citados é originário, e em que casos isso seria possível considerando novamente a lei do esquecimento? digo isso por possuir imensa curiosidade em relação à minha própria. abraços.

Rafael Frigori disse...

Newton, Maxwell, Einstein e Witten ... quatro estrelas de primeira grandeza na história da ciência e nenhuma palavra pronunciada pelos esotéricos e espíritas sobre quem foram (em encarnações passadas) e a que se propuseram quando por aqui passaram. Minha curiosidade sobre o tema é tão grande que ouso fugir ao tema central do post e pedir ao autor que esboce uma resposta. Agradeço de antemão pela compreensão. Abraço, Rafael.

José Alencastro disse...

Pergunta interessante Rafael, eu nunca parei pra pensar sobre outras encarnaçoes de Newton ou Einstein, se tiver uma "luz" sobre o assunto, eu trarei aqui. Abraço

Carla Silva disse...

Boa noite José,

Sobre os índigos, você diz que eles precisarão lutar muito para permanecerem na Nova Terra. Mas entendo que mesmo sendo difícil, é possível certo?? Possível quanto? E o que essas pessoas tão "rebeldes" necessitam fazer para se regenerar?

APODI FATOS E FOTOS disse...

Olha fui criado em outra religião mais admiro muito espiritismo e gostaria d saber como fica a figura tão forte e tão presente na Bíblia que é Deus...falamos aqui em tudo mais Deus está aonde?

José Alencastro disse...

O Espiritismo entende que Deus é a causa primária de todas as coisas.

Existem vários posts do blog que falam sobre Deus e sobre como o Espiritismo define Deus.

Douglas Sulzbach disse...

Bom Dia:

Desde que eu comecei a estudar a doutrina espírita sempre me deparei com os "grandes gênios" da humanidade, sobretudo aqueles que desenvolveram tecnologias muito eficientes (como benjamim Franklin - o inventor da lâmpada, não seriam todos esse espíritos oriundos de orbes mais evoluídos?
Quando ocorrer o exílio da segunda e terça parte da humanidade, essa leva será reencaminhada para mundos inferiores, neste mundos, esses espíritos serão esses mesmos gênios que outrora a Terra teve (Sócrates, Leonardo da Vinci, Platão, Mozart, Joana D'Arc)não sofrerão eles perseguições por parte daqueles selvagens primitivos, exatamente como a Igreja Católica fazia com os gênios na idade Média?

José Alencastro disse...

Olá Douglas. Há que se fazer duas considerações:

A primeira delas é que nem sempre alto nível intelectual equivale a alto nível moral. Vide, por exemplo, os dragões (supremos ditadores do abismo): possuem nível intelectual muito acima do que a grande parte da humanidade, mas serão exilados pelo baixíssimo nível moral.

Um espírito com grande conhecimento ou grande intelecto encarna na Terra, basicamente por dois motivos: ou em missão, propondo-se a ajudar no desenvolvimento de novas tecnologias ou avanços na sociedade ou em provação, quando é compulsoriamente levado a encarnar em mundos de expiação e provas como a Terra para ajudar no desenvolvimento e avanço da sociedade. A diferença é que no primeiro caso (missão), esse espirito de elevado nivel intelectual possui tambem grandes atributos morais, enquanto que no segundo caso (provação/expiação) ele tambem possui elevado nivel intelectual mas ainda está atrasado moralmente.

No grupo dos grandes gênios existe tantos os com elevada moral como os com baixa moral e somente a Providencia Divina poderá decidir quem vai e quem vai ficar

A segunda consideração é que no mundo exilio teremos claramente a luta entre os mais fortes fisicamente e os mais inteligentes pelo comando no poder, mas ao mesmo tempo a luta pela sobrevivencia e nesse caso, espiritos mais intelectualizados tendem a se sobressair, seja inventando uma abrigo mais seguro, descobrindo o fogo ou criando alguma arma de caça mais eficaz, mas vai depender tambem no grupo que esse espirito irá encarnar, pois caso encarne numa familia carnal ou em uma tribo ou bando de inimigos espirituais ferozes, então certamente encontrará maiores dificuldades pela sobrevivencia

Abraço

Cris Sensations disse...

Espíritos de Órion me procuram há pouco tempo.Ajudei no que pude.Disseram que outras vezes mais me procurariam para que os ajudassem.Espero terminar o estudo do espiritismo e ajudar da melhor maneira possível já que de Astronomia sou leiga no assunto.O que posso adiantar é que o trabalho é árduo já que,como já foi dito aqui não existem apenas espîritos "bonzinhos"de Órion e sei bem o que passei quando ajudei os que me procuraram.Mas tenho certeza que Deus há de continuar sua misericórdia por mim.Que Jesus tenha compaixão por mim,que os bons espíritos,Maria e meu espírito guardião jamais me desamparem.
Que assim seja,Graças a Deus!

Alessandra Maradei disse...

Oi sou Alessandra, vi o filme minha vida da Shirley Maclaine e cada vez mais estou me interessando por esses assuntos.

Minha formação mediúnica foi na Ramatís onde frequentei por 5 anos, talvez por isso nada do que leio aqui me soe estranho, Ramatis escreveu o livro "A VIDA NO PLANETA MARTE" do qual gostei muito aliás.

José, como fazemos para saber mais e estudarmos mais sobre o assunto? vc conhece algum lugar aqui no RJ?

Obrigada, luz e paz a todos.

Mercio Souzeritio disse...

tava lendo uns comentários aqui no post, e realmente me desperta uma curiosidade sobre o que maxwell, einstein e newton foram em vidas passadas ou se até mesmo se encontram hoje encarnados conosco.

também penso que não necessariamente eles possam ser espíritos de luz, as vezes sei lá, o newton pode ter sido até mesmo um assassino na vida passada ou foi alguém ruim e utilizou essa vida como newton para tentar reparar o mau que fez. Não é só porque são gênios que impulsionaram a humanidade, que necessariamente tenham sido boas pessoas em uma vida passada próxima.

Felipe Barros disse...

Computadores estão começando a compreender a linguagem humana por meio de um algoritmo que imita o neocórtex. Em breve, seremos capazes de acessar a nuvem usando os nossos cérebros, sem ter que recorrer a um smartphone (TED – Ray Kurzweil), José vi esse anuncio na internet, talvez começando a compreensão a telepatia?

Unknown disse...

Blugabu, como estou grata por ter encontrado incitados tão coerentes como as que acabei de ler traídas por vc, da um alívio na alma ... Sempre ouvi sobre os indigos como se fossem iluminados superiores e isso sempre me incomodou porque sei que não é assim! Não encontrava uma resposta coerente. Por favor. Como posso esclarecer diversas dúvidas que tenho,poderia conversar contigo ,tem alguma forma de contato,email, etc. Agradeço desde já a oportunidade de aprender e me melhorar como pessoa, gratidão