1 de dez de 2010

A Transição Planetária e os Espíritos Missionários (Parte III)


As duas primeiras partes podem ser vistas AQUI 

Como destaquei no texto, as informações a respeito da atual encarnação de Gabriel constam no livro “A História de um Anjo” do Roger Paranhos, informações essas que acrescentei com um pequeno estudo sobre a atuação de Gabriel antes dessa presente encarnação e também quando encarnou como Tiago Menor, irmão sanguíneo de Jesus e Judas Tadeu.

Já as informações sobre a atual encarnação de João Batista foram trazidas pelo espírito do Dr Fritz, que realizou extenso trabalho de cura através do meu pai, médium de incorporação inconsciente, por mais de 30 anos, dos quais pude vivenciar e trabalhar junto durante 15 anos, dos meus 7 anos até 21 anos, quando ele desencarnou.

Dr Fritz em mais de uma oportunidade falou sobre essa atual encarnação de João Batista; o meu único mérito nessa questão foi descobrir, através de alguns estudos que venho fazendo a alguns anos com amigos do plano espiritual, que João Batista é o mesmo espírito de Moisés.

Suas encarnações como Atlas, Menés e Maomé foram descobertas do médium Roger Paranhos e podem ser observadas nos livros que ele lançou pela Editora do Conhecimento, com o auxilio de seu mentor o espírito de Hermes. Essas são todas as informações que possuo a respeito de Gabriel e João Batista, mas um “passarinho verde” vindo do Alto me confirmou uma suspeita que eu tinha sobre a localidade onde Gabriel estaria hoje encarnado. Não estou autorizado a revelar com exatidão o local, nem mesmo a cidade, pois isso geraria um alvoroço e inclusive a busca de algumas pessoas por ele, mas deixo aqui o mapa onde está a localização da cidade onde ele está encarnado. Certamente quem tiver olhos de ver, verá:


Quanto ao tema de encarnações de figuras históricas da humanidade, isso é um tema que normalmente causa algumas controvérsias, pois não devemos esquecer que mesmo os médiuns estão presos aos seus paradigmas e por mais que o espírito amigo queira revelar algo novo, muitas vezes não consegue em virtude do próprio impedimento do médium em aceitar aquela determinada informação. Na própria literatura espírita e espiritualista vemos esse exemplo quando se retrata a figura de Maria Madalena, como uma pecadora desvirtuada quando na verdade foi a mais importante dos apóstolos de Jesus. Infelizmente a crença na inferioridade da mulher ou que o sexo seria algo sujo, fizeram com que a Igreja ao longo dos séculos tentasse colocar Maria Madalena distante da missão messiânica de Jesus. Amplos estudos de vários teólogos, bem como informações contidas nos evangelhos apócrifos apontam o quanto essa imagem da figura de Maria Madalena estava desvirtuada pela Igreja, um paradigma que foi absorvido por muitos médiuns, inclusive Chico Xavier, impedindo que informações relevantes a esse respeito chegassem à matéria. Existem ainda diversos casos, como por exemplo a encarnação de Kardec nos tempos de Jesus: o médium Robson Pinheiro através do espírito de Estevão nos informa que o codificador foi o apóstolo Pedro, enquanto o Conde de Rochester informa através da sua médium Vera Ivanovna, que o codificador foi o centurião Cornélio.

Não acredito que Roustaing tenha sido uma reencarnação de Moises ou João Batista e nem de Maomé (já que esses 3 homens são na verdade o mesmo espírito). A analogia de Roustaing com Maomé é até compreensível, pois ambos vieram reformar estruturas vigentes, mas acredito que não sejam o mesmo espírito e mais além, creio que Maomé tenha cumprido a contento boa parte de sua missão, mesmo que não de forma perfeita. Maomé teve pouco mais de 20 anos para executar sua missão, auxiliado espiritualmente pelo espírito de Gabriel e sua missão basicamente era unir aquelas tribos árabes num único império, trazendo uma mensagem renovadora do Cristianismo e do Judaísmo.

Certamente podemos observar que se criou uma verdadeira máquina de guerra, mas uma das missões do Islamismo era fazer frente ao poderio fabuloso do império romano e papal, unidos e com grande alcance mundial. Caso o império islâmico não tivesse surgido, muito provavelmente o poder da Igreja e de Roma ainda seria assombroso, dificultando em muito a missão do Espiritismo, que mesmo surgindo numa época onde a Igreja não ostentava tanto poder, teve ainda assim alguns livros queimados em praça pública. Outra questão interessante da obra de Maomé foi a valorização da mulher, pois todas as esposas , sobretudo as mães, passavam a ter amplos direitos, algo que não existia nem de longe no Cristianismo Romano da época. Mais sobre essa questão da mulher no Corão pode ser observado nesse artigo AQUI 
 
Outros dois pontos fundamentais do Islamismo são: considerar os 4 evangelhos como sagrados e Jesus como um grande profeta, ou seja, todo o muçulmano estuda as parábolas e tem Jesus como exemplo a ser seguido. Ocorre que a figura de Maomé tornou-se tão mítica pela unificação dos povos árabes, que normalmente os muçulmanos o colocam como o maior dos profetas, acima inclusive de Jesus. O segundo ponto fundamental é que no Islamismo a pratica da caridade é uma obrigação que deve ser cumprida. O Islam significa literalmente paz e ensina o amor e a paz, e não o terrorismo e a guerra, sendo uma minoria que usa o Islam para perpetrar atos de violência contra outras nações ou religiões. Sobre esse tema, mais pode ser visto AQUI 
 
Devemos considerar ainda alguns pontos importantes: Sendo João Batista a encarnação de Elias, como nos deixa claro na Bíblia o próprio Jesus, fica evidente semelhança entre o perfil guerreiro de Elias (que decapitou vários sacerdotes de Baal), de João Batista (implacável nos seus discursos contra a nobreza sacerdotal judaica, bem como reconhecidamente próximo ao grupo de judeus conhecidos como zelotes ou zeladores, que era o braço guerreiro do povo judeu que apoiava os essênios, e acreditavam que o Messias viria para libertar Israel do jugo romano). Levando em conta esses aspectos psicológicos, a predileção pela vida no deserto e a notável habilidade em unir multidões em um mesmo propósito tal como Elias e João Batista, fica muito mais fácil compreender porque Maomé seria o mesmo espírito, o espírito que realizou importante missão no povo judeu como Moises e Elias e depois no meio cristão como o primo de Jesus. Somente um espírito dessa estirpe e com essas características, poderia realizar uma missão tão difícil no mundo árabe, no meio de tribos e grupos tão diferentes, conseguindo no pequeno espaço de pouco mais de 20 anos unir todo aquele grupo num grande império sob a bandeira do Islamismo.

O mais importante no meu entendimento, independente de qual espírito foi quem em encarnação passada é essa consciência da missão que esses missionários vem trazer: a união cristã, entre espíritas e católicos , o resgate do Cristianismo primitivo, o surgimento do Cristianismo Redivivo, o Universalismo Cristão, para que num segundo momento surja o Universalismo Cristico, que é a união na busca por um mundo melhor de Cristãos, Muçulmanos e Judeus, juntamente com as demais religiões do mundo, resgatando o sentido original da palavra RELIGARE (religião) que é o de motivar o homem a um sincero contato com Deus, sustentado na paz, no amor ao próximo, a busca pela espiritualização e pelo bem comum. A grande obra deixada pelo Chico Xavier alargando os horizontes do conhecimento espírita, bem como o grande processo de renovação da Igreja Católica iniciado pelo papa João XXIII (nascido Ângelo Roncalli) são claros sinais do desejo do nosso Mestre Jesus em aproximar ainda mais esses dois irmãos, Espiritismo e Catolicismo, que têm nos ensinamentos evangélicos de Jesus o mesmo pai.



7 comentários:

R.L.G.M. disse...

Pode mesmo o Arcanjo Gabriel encarnar?
Ele encarna ''por inteiro'' ou só parte dele?

José Alencastro disse...

Olá amigo, publiquei sexta feira um texto na fanpage falando sobre a diferença entre arcanjos e anjos. O link é esse aqui: http://www.facebook.com/photo.php?fbid=420014778020492&set=a.366298710058766.83206.360490373972933&type=1&theater

Arcanjos não encarnam, são espiritos que nao possuem mais corpos inferiores (aqueles onde ainda existe o principio material), ou seja, não possuem mais corpo astral nem corpo mental inferior, tambem chamado de perispirito ou corpo espiritual. Espíritos nao se dividem, portanto não há como encarnar a parte de um espirito, o que ocorre com muitos espiritos é emanar seu pensamento pra vários pontos diferentes ao mesmo tempo, tal qual um Sol que emana seus raios em diversas direções, mas o pensamento é um produto, uma consequencia da atividade mental do espirito e nao o espirito em si, confundir o pensamento com o espirito seria confundir o efeito com a causa. Da mesma forma que o Sol nao se divide, um espirito não se divide. O ser que o post do blog se refere é o anjo Gabriel, que pertence à falange do Arcanjo Gabriel. O anjo Gabriel é a entidade descrita no livro de Daniel (Velho Testamento), em Lucas (quando anuncia a vinda de Jesus e Joao Batista a seus respectivos pais) e tambem aparece no Corão como mentor de Maomé. Foi esse espirito que encarnou como Tiago o Menor tambem conhecido como Tiago o Justo, autor do livro de Tiago que está no Novo Testamento e líder da eklesia após a morte de Tiago Maior, que liderou o Cristianismo após a morte de Jesus na cruz.

celly b disse...

Olá meu amigo, tenho que confessar que nos últimos dois dias, conheci seu trabalho por acaso navegando na net e tenho devorado seu blog, uma fome insessante de respostas e ao mesmo tempo, um quebra cabeça que esta se encaixando, como se tudo fizesse sentido! Estou agradecida, mas em contrapartida gostaria de te pedir uma juda e algo me diz que vc é a pessoa certa, a muitos anos surgiu uma frase em minha cabeça, posso dizer que desde que me conheço por gente e a muitas pessoas eu questionei sobre essa frase, e simplesmente não deram importância, mas essas palavras sempre retornam quando penso nelas, parece mágica! Já realizei pesquizas no google, é difícil e sinceramente já havia desistido, até esses últimos minutos onde terminava de ler seu post. Então a frase é " kristhex Burlekyn sarthe lan" minha dúvida permanece em saber se realmente é assim que se escreve. Talvez vc saiba...

Obrigada
Atenciosamente,

Celly

José Alencastro disse...

"A forte marca do Cristo está em Sardis" (localidade da Turquia onde foi existia uma das 7 Igrejas da Asia Menor)

celly b disse...

Obrigada José, mas por acaso, vc conseguiria identificar ou imaginar que língua seria está?

Atenciosamente,

celly

José Alencastro disse...

Tem várias, a primeira palavra por exemplo traz uma junção de um termo grego e um do latim, inclusive a própria palavra em si (Cristo do grego khrist) significa ungido, do que a frase inteira ainda poderia significar "A forte marca da unção (cristo, cristus) está em Sardis". Tem até palavra de origem africana aí, inclusive é utilizada de forma comum em nomes por aquelas bandas (algo como João ou José no Brasil).

Engel disse...

Lendo a Bíblia no Terceiro Milênio acho que cheguei à resposta. Seria a cidade cujo nome remete às proximidades de Jerusalém?