29/09/2014

A Reencarnação de Magos Negros

Mago das trevas


Questões que recebi no blog:

Pergunta: "Ola José, tenho uma dúvida. Você já mencionou que existem magos negros encarnados na Terra. Sabemos que o processo reencarnatório é todo um planejamento etc. Acredito que nenhum desses indivíduos tenha querido reencarnar por livre e espontânea vontade. Devem ter sido pegos à força e reencarnado na marra. A questão é: é desta forma mesmo? Como se dá a reencarnação destes espíritos denominados magos negros? Obrigado e espero que continue com seu blog sempre informativo. Abraço." (Waldemiro)


Resposta: Pergunta muito interessante Waldemiro. Antes de respondê-la, indico esse link aqui do fórum, que explica a diferença entre dragões e magos negros, o que são magos negros e alguns conceitos importantes que abordo no livro novo (Brasil: O Lírio das Américas) como, por exemplo, o conceito de "egrégora pessoal": AQUI 

Sobre a questão da reencarnação de magos da escuridão, no próprio link eu respondi uma pergunta semelhante e curiosamente a grande maioria não encarna "na marra". O que acontece é que os magos das sombras sabem que precisam encarnar de tempos em tempos para manter certa coesão da sua estrutura perispiritual (isso é amplamente comentado no Senhores da Escuridão do Robson Pinheiro) para que permaneçam atuando nas regiões do astral inferior e não no abismo (zona ainda mais inferior na qual os dragões atuam, utilizando corpos artificiais e controlando diretamente a egrégora do Sol das trevas).

Em virtude disso, por saberem que é inevitável a reencarnação de tempos em tempos, os magos da escuridão buscam planejar o seu encarne. Vale ressaltar, como eu explico no link, que os dragões vieram exilados muito antes dos magos das sombras, enquanto os dragões vieram a quase um milhão de anos e nunca encarnaram, os magos das sombras vieram, em sua maioria, a pouco mais de 10 mil anos.

Outra questão relevante e que também é introduzida no livro novo é a questão dos animais de poder, algo que falarei nos próximos posts do blog, abordando tanto as formas mais conhecidas com características positivas e negativas, como as formas menos usuais e apenas atreladas aos seres trevosos, algo que eu falarei em uns 2 posts. Mas vamos finalmente a sua pergunta, analisada no forum:

"Como uma criatura tão do mal consegue encarnar com um corpo/mente tão eficientes como o Putim? Onde está a lei do karma? Não seria para nascer na África na miséria e num corpo doente?"

Resposta: Devemos lembrar que os magos negros são mestres em tentar burlar as leis do Cristo. Burlar eles não conseguem, mas postergar e procrastinar normalmente conseguem.

Imagine alguém que está no meio da selva com alguns alimentos perecíveis, eles normalmente não irão durar muito em meio ao calor e desidratação. Mas, com uma geladeira portátil, certamente irão durar mais. O que os magos negros fazem é a mesma coisa, usam "geladeiras" para tentar prolongar o processo de descida das toxinas astrais sobre o físico e sua atuação sobre o próprio perispírito. Falei sobre isso em um texto do blog sobre a criação da chamada "coluna artificial".

O processo da reencarnação ocorre na Terra como uma força da natureza, após determinado tempo o espírito é literalmente arrastado, vem de arrasto para a experiencia física. Espíritos que postergam demais tal processo acabam perdendo o corpo astral e iniciando um processo de ovoidização e em alguns casos atingem o estágio de ovóide petrificado, como acontece com os dragões. Ocorre que mesmo tal processo acontecendo com os dragões, eles conseguiram através da criação de corpos artificiais manter a manifestação das suas consciências, mesmo sem um corpo astral e mesmo com o corpo mental inferior petrificado em forma ovóide. O problema para os magos negros é que eles não têm essa mesma capacidade, é como se a "geladeira" deles não fosse tão potente.

Magos negros no umbral, senhores da escuridão

Então, de tempos em tempos, os magos negros precisam reencarnar. Podem postergar seu reencarne por séculos, até mesmo mais de um milênio, mas uma hora ou outra o desgaste sobre o corpo astral acometido pelas próprias leis do plano astral torna-se tão intenso que mesmo com alguns subterfúgios, eles não conseguem mais controlar a um nível satisfatório. Para evitar então a diluição do corpo astral eles aceitam a reencarnação, já que não podem evitá-la. Mas mesmo não podendo evitá-la, podem ainda utilizar algumas técnicas para que encarnem em condições menos desfavoráveis.

Normalmente buscam entre os encarnados espíritos que de alguma forma estejam ligados as suas falanges trevosas e através de certos pactos estabelecem uma intensa ligação fluídica, por vezes anos antes do futuro nascimento no mundo físico, com a mãe que receberá esse espírito no útero. Nesses casos, quando ocorre o processo de fecundação, o espírito do mago já está tão ligado a mulher que impede, por exemplo, que outro espírito seja conectado ou até mesmo se aproxime da mulher que servirá como mãe do mago das trevas que vai reencarnar

Da mesma forma, após tal processo ser feito com êxito, espíritos da confiança do mago, seus "braços direitos" trabalham juntamente com cientistas das trevas para evitar que durante a formação do corpo físico do feto uma grande carga de toxinas astrais do perispírito do mago negro "desça" diretamente ao físico. Normalmente, ao longo da encarnação, em virtude da grande egregora pessoal que possui, o mago negro consegue procrastinar a descida dessas toxinas ou de uma grande carga delas e normalmente permite que tal descida aconteça apenas mediante a inevitável morte do corpo físico, para aproveitar os momentos finais da carne para que o corpo físico sirva de mata-borrão das toxinas do corpo astral. Um caso famoso desses foi o descarne do mago negro Rasputin.

Quando o espírito abandona a militância nas trevas e deixa de ser um mago negro para ser um "soldado raso" nas fileiras do Cristo, ele entende que precisa quitar seus débitos karmicos e que o próprio processo de enfrentar e superar doenças ajudará no seu crescimento moral interior, alavancando uma busca maior por um comportamento moral e espiritual melhor.

Nos próximos posts do blog a questão dos animais de poder, egrégora pessoal e também trazendo pistas interessantes sobre o local abaixo vibratoriamente do astral inferior, na contrapartida do astral intermediário, que está a sede de poder do Sol das Trevas. Uma pista: não é no Oriente Médio (a localização é revelada no final do livro Brasil: o Lírio das Américas.



Pergunta: "Bom dia amigo José, gostaria de lhe fazer uma pergunta, caso não seja incômoda. Não ficou claro particularmente, como se dar a encarnação desses magos, no que se refere: São os engenheiros biológicos que configuram o corpo físico que lhe servirá de guarida, ou são eles, os magos, que são detentores desse conhecimento, a ponto de manipular, confeccionar o corpo que lhe servirá?"

Resposta: O que acontece na reencarnação é que o perispírito serve de molde para o futuro corpo físico que será desenvolvido no ventre materno.

A diferença é que ao invés de se submeterem ao tradicional planejamento feito para um reencarne (quando o espírito recebe o esclarecimento das questões kármicas que terá de resgatar e eventuais dificuldades físicas e do meio que precisará enfrentar), permitindo que os médicos do astral impeçam a descida de certos karmas do perispírito ao corpo físico, permitindo apenas que desça, a tempo e a hora, as provações e/ou expiações necessárias ao processo evolutivo.

Ou seja, os medicos do astral ou "engenheiros biológicos" não configuram o corpo fisico futuro, eles configuram o perispirito do futuro encarnante, permitindo que algumas toxinas "desçam" e outras não, em tempo determinado (juventude, velhice), ou seja, trabalham diretamente no dna do perispirito e não do corpo fisico, que apenas reverbera as condições emocionais e mentais produzidas pelo espirito através do seu perispirito.

Pois bem, com os magos esse processo ocorre através das suas próprias equipes de cientistas e conhecimentos que eles desenvolveram (como a coluna artificial ou "geladeira") impedindo que seus karmas desçam ao corpo fisico ao máximo possível, aproveitando apenas ocasiões inevitáveis como o desencarne, para que uma grande descida ocorra (exatamente como no caso de Rasputin). É dessa forma que os magos da escuridão postergam suas dívidas kármicas, as controlam até certo ponto e conseguem encarnar em condições kármicas evitando certas provações e expiações por um tempo maior.



Pergunta: "Oi José, só para ficar claro, quando vc fala em postergar os efeitos das toxinas quer dizer os efeitos das leis do karma só vão se fazer sentir de forma mais efetiva quando o espírito se arrepender e buscar voluntariamente sua penitência? Foi esse o caso do rasputin?"

Resposta:  Nem sempre. No caso do Rasputin, por exemplo, ele se viu em uma situação que a sua morte/desencarne era inevitável, então aproveitou tal oportunidade para desfazer certos comandos utilizados no seu próprio perispírito com o objetivo, ao desfazer esses comandos, que uma grande carga de toxinas karmicas artificialmente represada descesse de uma vez ao corpo físico, possibilitando que nas horas finais antes da sua morte, grande cota de toxinas fosse expulsa do perispírito através do corpo físico.

Basta imaginar a seguinte imagem: um prédio com um sistema normal de encanamentos por onde flui o esgoto. Imagine que esses encanamentos vem programados para apresentarem determinadas falhas, furos, problemas em épocas especificas, a semelhança do corpo físico que passa por uma doença de origem karmica, permitindo que toxinas desçam do astral para o físico.

Se a pessoa busca ajuda, uma reforma interior, ela pode ter essa falha temporariamente concertada, remendada, impedindo que toxinas continuem descendo, ao mesmo tempo que pode, durante esse tempo, "purificar" essas toxinas com a prática do amor, a semelhança de um prédio que trata seu esgoto, tornando aquela água menos suja.

O que os magos das sombras fazem é criar "remendos" com tecnologia a base de ectoplasma e radiação do Sol das Trevas nos pontos fracos do seu "encanamentos" astral, postergando a descida de toxinas ao corpo físico e em muitos casos a própria deterioração do corpo físico. Ocorre que mesmo essa estratégia tem certos limites técnicos, por isso de tempos em tempos eles precisam reencarnar e aproveitam, em muitos casos, o momento do desencarne para drenar o máximo possível de toxinas do astral para o físico.



Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:

Fórum Profecias 2036:



13/09/2014

Brasil: A Árvore da Palestina e o Coração do Novo Mundo em 2057






Nessa palestra de pouco mais de 1 hora, o estudioso espírita das profecias bíblicas Haroldo Dutra Dias analisa o livro “Brasil Coração do Mundo e Pátria do Evangelho” e as profecias contidas nesse livro sobre a civilização brasileira.

Essencialmente a palestra aborda a informação primordial do livro, de que a árvore do Cristianismo plantada na Palestina na época de Jesus foi transplantada para o Brasil, não apenas através da disseminação do Espiritismo como o Cristianismo Redivivo, mas também dos diversos grupos de espíritos que encarnaram naquela época na Palestina e no seio do povo romano e que reencarnaram no Brasil.   

Na página 07 do livro isso é afirmado: “Jesus transplantou da Palestina para a região do Cru­zeiro a árvore magnânima do seu Evangelho, a fim de que os seus rebentos delicados florescessem de novo, frutificando em obras de amor para todas as criaturas.”

E na página 08 confirma tratar-se do Espiritismo que apesar de ter sido criado na França floresceu com toda a força apenas no Brasil: “Nessa abençoada tarefa de espiritualização, o Brasil caminha na vanguarda. O material a empregar nesse serviço não vem das fontes de produção originariamente terrena e sim do plano invisível, onde se elaboram todos os ascendentes construtores da Pátria do Evangelho.”

A partir de 41 minutos de palestra, o Haroldo fala sobre a passagem do livro (página 12) que menciona a reencarnação do sábio Hillel (criador da mais famosa escola rabínica da época de Jesus) como D. Henrique de Sagres, criador da mais famosa escola de sua época (anos de 1400). Curiosamente o antigo sábio hebreu escolhe para sua escola naval entre os melhores navegadores, alunos e tripulantes, em sua maioria judeus (Pedro Alvares Cabral, Fernando de Noronha). Sobre o Brasil foi erguida famosa colônia espiritual, Nosso Lar, com o formato de uma Estrela de Davi (principal símbolo hebreu). Os próprios hebreus do passado construíram a nova árvore do Cristianismo no Brasil.


O período final de preparação do Brasil

Reunião Preparatória (a partir de 1:12h de palestra) 

Como descrito na página 86 do livro “Brasil Coração do Mundo e Pátria do Evangelho”, Ismael reúne vários espíritos, na época próxima ao fim do primeiro reinado (1831) e faz importante afirmação:

“– Irmãos – expôs ele –, o século atual, como sabeis, vai ser assinalado pelo advento do Consolador (surgimento do Espiritismo em 1857) à face da Terra. Nestes cem anos se efetuarão os grandes movimentos preparatórios dos outros cem anos que hão de vir.”

Comentário: Como esclarecido no vídeo pelo próprio Haroldo, Ismael demarca que o início do século, ou seja, a contagem de cem anos será demarcada, assinalada, a partir da Codificação, ou seja, 1857. Define, portanto, dois períodos:

1857-1957 (século atual)

1957-2057 (século próximo)

Confirmando a informação trazida anos depois por Chico Xavier, no programa Pinga Fogo, transcrita no livro “Plantão de Respostas Volume 2” de que a Terra seria um mundo de Regeneração a partir de 2057. Ismael prossegue no livro:

“As rajadas de morticínio e de dor avassalarão a alma da humanidade, no século próximo, dentro dos imperativos das transições necessárias, que serão o sinal do fim da civilização precária do Ocidente.”

Nesse trecho o entendimento fica ainda mais claro, pois é mencionado “fim da civilização do Ocidente” confirmando o entendimento de diversas profecias sobre um confronto entre Oriente e Ocidente, pois ao final desse discurso Ismael completa “A civilização armada terá de perecer” ou seja, ao final do segundo século a civilização baseada nos exércitos terá perecido, algo que não aconteceu se considerássemos que o “século próximo” teria se encerrado em 2001, confirmando o entendimento que o período é realmente entre os anos de 1957 e 2057.

“Faz-se mister amparemos o coração atormentado dos homens nessas grandes amarguras, preparando-lhes o caminho da purificação espiritual, através das sendas penosas. É preciso, pois, preparemos o terreno para a sua estabilidade moral nesses instantes decisivos dos seus destinos. Numerosas fileiras de missionários encontram-se disseminadas entre as nações da Terra, com o fim de levantar a palavra da Boa Nova do Senhor, esclarecendo os postulados científicos que surgirão neste século, nos círculos da cultura terrestre. Uma verdadeira renascença das filosofias e das ciências se verificará no transcurso destes anos, a fim de que o século XX seja devidamente esclarecido, como elemento de ligação entre a civilização em vias de desaparecer e a civilização do futuro, que assentará na fraternidade e na justiça, porque a morte do mundo, prevista na Lei e nos Profetas, não se verificará por enquanto, com referência à constituição física do globo, mas quanto às suas expressões morais, sociais e políticas. A civilização armada terá de perecer, para que os homens se amem como irmãos”

Ismael define que a entrada do novo século, 200 anos após a Codificação trará a morte das expressões atrasadas a nível moral, social, político e da própria civilização baseada em armamentos.

Todas essas informações sustentam as análises trazidas no livro “Brasil o Lírio das Américas” sobre o papel espiritual do Brasil.



Profecia cumprida: A vinda de Francisco

Nos últimos 5 minutos de palestra e na página 112 do livro é possível observar o cumprimento de uma profecia sobre a Igreja Católica:

“Além disso, temos de considerar que a Igreja Católica se desviou da sua obra de salvação, por um determinismo histórico que a compeliu a colaborar com a política do mundo, em cujas teias perigosas a sua instituição ficou encarcerada e que, examinada a situação, não é possível desmontar-se a sua máquina de um dia para outro. Sabemos, porém, que a sua fase de renovação não está muito distante. Nas suas catedrais confortáveis e solitárias e nos seus conventos sombrios, novos inspirados da Úmbria (região que nasceu São Francisco de Assis) virão fundar os refúgios amenos da piedade cristã.”

Papa Francisco, que tem atuado de forma decisiva na renovação do Catolicismo, pregando e exemplificando uma vida mais simples e de menos luxos, mostra claramente receber a inspiração dos franciscanos.

Aconselho a todos a também assistirem outro vídeo do Haroldo no qual ele aborda um estudo mais amplo das profecias, corroborando para o ano de 2057, em sintonia com muitos dos estudos apresentados aqui no blog e no livro “A Bíblia no 3º Milênio”. O link desse vídeo está disponível aqui 



Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:

Fórum Profecias 2036: