24/10/2014

Análise Astrológica da Eleição de 2014


Esse texto complementa a análise astrológica do mapa astral sobre o debate das eleições do segundo turno trazida aqui:



Após diversas reviravoltas e embates, chegará ao fim no dia 26 de outubro mais um etapa da democracia brasileira: a votação decisiva para as eleições presidenciais de 2014.  Analisarei o mapa do dia da votação e os mapas dos dois postulantes ao cargo presidencial em relação ao mapa do dia das eleições.

A imagem acima mostra o exato momento do início do pleito, às 8 horas de Brasília.

A eleição começará com Sagitário ascendendo no céu, realçando no dia do pleito os assuntos ligados a esse signo assim como o seu planeta regente, Júpiter, que estará exatamente na casa 09 (naturalmente regida por Sagitário).  Júpiter fala da expansão, da liberdade, crescimento, prosperidade, enquanto que a casa 09 fala da filosofia de vida, leis e ética, colocando em foco esses assuntos, ainda mais devido ao posicionamento de Júpiter em Leão próximo ao Meio do Céu (ponto mais alto do mapa), cravado na Alpha Leonis (estrela Régulus, a estrela dos reis antigos). Leão exalta a vitalidade, autoridade e o princípio masculino, ou seja, os eleitores buscarão a imagem que transmita maior autoridade, vitalidade e capacidade de expandir crescimento e prosperidade através de uma filosofia política que enalteça as leis e a ética. Buscarão em suma alguém que tenha o perfil de um líder ao estilo leonino com capacidade de trazer prosperidade e combate a corrupção (ética e leis), tornando as questões de ordem econômica e do combate a corrupção as principais nesse dia para a escolha presidencial por parte do eleitorado, segundo mostra o mapa do dia da eleição.

Marte estará exaltado na casa 01 ao entrar no signo de Capricórnio exatamente no início da votação, fortalecendo o impulso ariano (signo regido por esse planeta e que também rege a casa 01) que simboliza os começos, a força, a capacidade de liderança. Fortalecendo ainda mais o signo de Áries teremos o planeta Urano que faz os dois aspectos mais fortes que unem a Grande Quadratura, uma configuração que une Urano em oposição a Mercúrio, além de duas quadraturas (Mercúrio com Plutão e Urano com Plutão)

Urano traz o impulso progressista, elétrico, mudanças rápidas e renovação e por estar na casa 05 transmitirá criatividade, prazer de viver, capacidade de auto expressão. O candidato que conseguir demonstrar em sua imagem essas características, somadas a imagem Jupteriana descrita linhas atrás, terá maiores chances de êxito.

A Grande quadratura mostra uma grande preocupação com a situação financeira do país (Plutão, vértice principal da quadratura alocado na casa 02 que fala exatamente da capacidade de ganhar dinheiro). Plutão como planeta mais forte dessa configuração e ainda recebendo forte energia de Urano (dois planetas transpessoais) mostra uma clara ação de Plutão: transformação, regeneração, destruição total para que algo totalmente novo surja. Se Saturno destrói a casa para construir algo novo, com Plutão a casa não apenas é totalmente destruída como todos os destroços são queimados para que uma nova construção seja feita totalmente nova, sem qualquer ligação com a antiga casa.

Saturno está numa posição muito difícil no mapa. Seu único aspecto (maior) é uma quadratura com Júpiter. Não bastasse isso, a energia de Saturno e Plutão, assim como Capricórnio e Escorpião, estão intimamente ligadas em 2014 devido a Saturno estar no signo regido por Plutão (Escorpião) e Plutão estar no signo regido por Saturno (Capricórnio) o que explica a luta feroz pelo poder ao longo da campanha eleitoral, assim como o desencarne de um dos candidatos que mexeu profundamente com o inconsciente coletivo (típica ação de Plutão e Escorpião), da mesma forma a ação de Saturno cobrando a conta de tudo que foi feito nos últimos 4 anos é implacável, trazendo as claras tudo que foi feito de errado, pois essa é ação de Saturno em qualquer mapa: o senhor do karma, aquele que aponta as maiores dificuldades e barreiras, o temido “retorno de Saturno” aos 29 anos quando traz amadurecimento e a conta de tudo que foi feito e precisa ser mudado, sendo que no presente momento com a presença de Plutão tão intimamente ligado a Saturno essa mudança ocorre num nível muito maior e mais amplo.

A quadratura de Saturno com Júpiter, assim como o semi-sextil envolvendo Sol e Lua são complementares, por estarem ambos envolvendo a casa 12 (que fala das transformações interiores a nível emocional e espiritual): enquanto o semi sextil aponta a identificação com um novo propósito ou ciclo evolutivo emergindo com urgência, através da compreensão e descoberta do que realmente trata o novo propósito ou ciclo evolutivo. Já a quadratura mostra a forma que esse novo propósito ou ciclo evolutivo ganhou, fortemente impulsionada pela tensão entre os dois planetas envolvidos: Saturno (barreiras, rigidez) e Júpiter (liberdade, crescimento), sendo que desta confrontação, a energia de Júpiter tende a vencer.

Feita essa análise, vamos comparar os dois mapas dos presidenciáveis com o mapa do dia das eleições. Para isso analisarei basicamente 7 astros e o caput draconis no dia das eleições em relação ao mapa dos dois candidatos:

Júpiter a 19º de Leão
Saturno a 23º de Escorpião
Urano a 13º de Áries
Plutão a 11º de Capricórnio
Lua a 3º de Sagitário
Marte a 0º de Capricórnio
Sol a 2º de Escorpião
Caput Draconis a 19º de Libra

O método é o mesmo que eu utilizei nas previsões que fiz antes de junho, com relação a Copa do Mundo, que identificaram não apenas que o Brasil não seria campeão como também mostraram que Alemanha ou Argentina (as duas finalistas) seriam as principais seleções com chance de ganhar o título.

Primeiro, o comparativo com o mapa da atual presidente, Dilma:


Analisarei os planetas que, no mapa da atual presidente, tem ligação com sua imagem pública, no caso Saturno e Plutão na casa 10 (status, profissão) Marte na casa 11 (associações na vida pública) e Urano na casa 08 (controle pessoal, vida e morte). Acredito, pessoalmente, que são os planetas alocados entre as casas 08 e 11 os relevantes para esse tipo de análise, sobretudo as posições da casa 10 e o Ascendente e obviamente o Sol.  Da mesma forma acredito que os aspectos não devem variar mais do que 3º, por isso analisarei apenas os aspectos realmente fortes e decisivos.

Seus posicionamentos são em ordem de importância:

Saturno a 22º de Leão
Plutão a 14º de Leão
Ascendente a 3º de Escorpião
Sol a 21º de Sagitário
Marte a 3º de Virgem
Urano a 24º de Gêmeos

Favorável:

O Ascendente de Dilma estará em conjunção com o Sol das eleições (variação de 1º) favorecendo a imagem de gerenciadora (Escorpião), sobretudo entre as famílias mais suscetíveis a apelos emocionais, devido ao Ascendente de Dilma estar em trígono ao Netuno (ilusão, escapismo da realidade concreta) das eleições na casa 04 (família).

O Plutão natal de Dilma estará em sextil com o Mercúrio (variação de 2º) no dia das eleições, indicando claramente que ela falará (Mercúrio) sobre um assunto ligado a profundas mudanças (Plutão) assim que as eleições terminarem, seja falando em profundas mudanças em um novo mandato ou reconhecendo a derrota (mudança de liderança no próximo mandato)

O Plutão natal de Dilma estará em trígono com o Urano das eleições (variação de 1º). Um trígono simboliza a realização, percepção consciente de todo o processo que conduziu a uma conclusão, um momento. É uma posição bem favorável, indicando que ela tende a lidar de forma harmônica (trígono) com a grande quadratura que se formará no dia das eleições

O Marte natal de Dilma estará em sextil com o Sol das eleições (variação de 1º), posicionamento que favorece a capacidade de lutar  

Desfavorável:

O Saturno natal de Dilma estará em quadratura com o Saturno das eleições (variação de 1º), fazendo com que a quadratura entre Saturno e Júpiter no dia das eleições tenha grande influência sobre o seu Saturno, enfraquecendo sua imagem pública (pois o seu Saturno está na casa 10) nos assuntos ligados a Júpiter (liberdade, crescimento, ética e leis), ainda mais porque o seu Saturno natal tem pouca energia (está em detrimento no signo de Leão)

O Marte natal de Dilma estará em quadratura exata (zero grau de variação) com a Lua das eleições, indicando problemas na luta (Marte) por sustentar (Lua) o atual governo, ainda mais pelo MC do mapa natal da presidente estar exatamente no signo regido pela Lua, Câncer.

O Marte natal de Dilma também está em oposição (1º variação) ao Netuno das eleições aspecto que tradicionalmente indica confusão, mas que nas eleições tem um sentido além: Netuno representa o sonho, o escapismo, a fuga da realidade (o que no atual confronto eleitoral pode ser compreendido pela candidatura da oposição a atual realidade do governo) mostrando que dificilmente no dia das eleições ela conseguirá passar a imagem de renovação ou algo novo representada no escapismo e fantasia de Netuno, que se sobrepuja ao seu Marte natal.

Conclusão: Apesar de 5 posicionamentos favoráveis, sendo um deles muito favorável, Dilma apresenta 3 aspectos muito difíceis em relação ao seu mapa natal, sobretudo em relação a Júpiter, que rege não apenas o ano de 2014 como também o mapa das eleições que influencia diretamente a quadratura entre o Saturno natal de Dilma e o Saturno das eleições.

Analisemos agora o mapa de Aécio:


Analisarei os planetas que, no mapa de Aécio, tem ligação com sua imagem pública, no caso Urano, Lua e Plutão na casa 10 (status, profissão). Acredito, pessoalmente, que são os planetas alocados entre as casas 08 e 11 os relevantes para esse tipo de análise, sobretudo as posições da casa 10 e o Ascendente e obviamente o Sol. Da mesma forma acredito que os aspectos não devem variar mais do que 3º, por isso analisarei apenas os aspectos realmente fortes e decisivos.

Seus posicionamentos são em ordem de importância:

Urano a 17º de Leão
Lua a 22º de Leão
Plutão a 4º de Virgem
Ascendente a 25º de Escorpião
Sol a 20º de Peixes

Favorável:

O Urano de Aécio está em sextil com o caput draconis (ponto que mostra a missão de vida) no dia das eleições (com variação de 2º) indica soluções de problemas a nível comunitário e apoios inesperados ou decisivos de última hora. 

O Ascendente de Aécio está em conjunção com o Saturno das eleições (variação de 2º) demonstrando grande empenho e tenacidade para superar as dificuldades.

O Sol de Aécio em Peixes faz um trígono com o Saturno das eleições (variação de 3º) o ajudando a transmitir a imagem de liderança com capacidade de realizar um grande sacrifício ou suportar uma dura jornada. É uma vantagem interessante, pois o posicionamento de Saturno no mapa da candidata Dilma é bem desfavorável.


Desfavorável:

A Lua de Aécio está nos mesmos 22º em Leão que o Saturno de Dilma, portanto ele tem sua Lua natal em quadratura com o Saturno das eleições (1º variação), o que comparativamente representa um aspecto menos difícil do que a pesada quadratura Saturno-Saturno da candidata.

O Plutão de Aécio está a 4º no signo de Virgem, praticamente a mesma posição do Marte de Dilma (3º em Virgem). Isso indica dois aspectos muito difíceis para o candidato mineiro: uma quadratura em relação a Lua das eleições (1º de variação)  uma oposição exata (zero grau de variação) a Netuno das eleições. Temos aqui tanto o Plutão natal de Aécio como o Marte natal de Dilma enfrentando uma quadratura e uma oposição tensas, sabidamente dois planetas (Plutão e Marte) muito ligados ao poder e força, a diferença é que Plutão age em um nível maior por ser um planeta transpessoal devido a sua longa órbita. Nesse embate de fortes gigantes Plutão tende a prevalecer, dando maior força a Aécio em relação ao Marte de Dilma.

Conclusão: Tanto Aécio como Dilma apresentam aspectos desfavoráveis bem semelhantes a nível astrológico, com uma pequena vantagem nesse quesito para Aécio que possui os aspectos tensos um pouco menos tensos do que os de Dilma, ou sob uma outra ótica, com maior chance de trabalhá-los melhor. Nos aspectos harmônicos, Aécio leva ampla vantagem em relação a Saturno enquanto Dilma leva ampla vantagem em relação a Plutão. 

Já os demais aspectos harmônicos de Dilma, em quantidade, equivalem em força ao sextil que envolve o Urano de Aécio e o caput draconis no dia das eleições. Se eu fosse terminar a análise aqui, eu diria que o dia da votação seria um embate duríssimo com uma pequena vantagem de no máximo 2 pontos para o candidato mineiro.


JÚPITER DECIDINDO EM UM ANO DE JÚPITER

Mas como dois pontos é margem de erro, precisamos analisar um planeta no mapa natal de ambos que não foi analisado ainda e que servirá como desempate. Trata-se de Júpiter, planeta regente de 2014 e que está próximo do MC no início do dia da votação.

Dilma tem Júpiter em Sagitário a 11º
Aécio tem Júpiter em Capricórnio a 1º

O Júpiter de Dilma faz um trígono (2º variação) com o Urano das eleições e uma conjunção com o Ascendente das eleições, ambos aspectos favoráveis, dois fortes aspectos harmônicos

O Júpiter de Aécio faz uma conjunção (1º variação) com o Marte das eleições, um sextil (1º variação) com o Sol das eleições e um trígono (2º variação) com o MC e Régulus das eleições, todos aspectos favoráveis, totalizando três fortes aspectos harmônicos. Como foi mencionado no post anterior (link no início desse texto), Marte é o planeta mais forte no dia das eleições em energia, entrando com toda força em Capricórnio no início das eleições, favorecendo assim enormemente o candidato tucano. 


Considerando a quantidade e intensidade desses aspectos em relação a Júpiter é possível afirmar que astrologicamente o favorito para vencer as eleições, com um pequena vantagem (de 3 a 5 pontos) é o candidato da oposição. Salvo um fato novo de grandes proporções, a chance de vitória da atual presidente é muito pequena e salvo um apoio claro e inequívoco de última hora de Joaquim Barbosa, que elevaria grandemente a margem de vitória do candidato tucano, a tendência revelada por esse estudo é uma vitória difícil de Aécio no próximo domingo.


Aguardemos até o dia 26 de outubro, para observarmos a análise astrológica do mapa astral dos candidatos e da eleição aqui analisados.

Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:

Fórum Profecias 2036:


22/10/2014

Mapa Astrológico do Último Debate – Uma Eleição Incendiária e Plutoniana com o Batismo das Águas




astrologia debate globo
MAPA ASTROLÓGICO DEBATE GLOBO

Sabidamente teremos o principal e mais assistido debate dos presidenciáveis no dia 24 de outubro, com um posicionamento astrológico no céu dos planetas, sobretudo aqueles com órbita mais lenta, bem semelhante ao dia das eleições. Dessa forma, para facilitar a análise do desempenho nesse debate, analisarei no mapa astral a Lua (sustentação e equilíbrio emocional), Mercúrio (comunicação), MC (status e imagem pública) e Ascendente (ambiente na hora do debate). Os planetas com órbitas mais lentas eu analisarei no próximo post, pois seu posicionamento será praticamente o mesmo nas eleições e no dia do debate.

No “sangrento” debate ocorrido no SBT o ascendente esteve em boa parte no signo de Gêmeos enquanto a Lua esteve em Leão, juntando “ar com fogo”, aflorando uma comunicação (Gêmeos) mais emocional (Lua) e aguerrida na busca pela liderança (Leão)

Já no debate “morno” ocorrido na Record, o ascendente esteve na maior parte do tempo em Câncer e a Lua esteve em Virgem, naturalmente inibindo uma maior comunicação (Virgem) e estimulando uma atitude mais pensada, perfeccionista, racional e menos emotiva, evitando assim o embate direto

No debate da Globo teremos novamente o ascendente em Câncer, porém com a Lua em Escorpião. Provavelmente será um debate pautado por fortes apelos emocionais devido aos dois signos de água, mas ao mesmo tempo uma forte batalha pelo controle da situação, com a utilização de algum fato novo polêmico, características típicas de Escorpião, algo exacerbado pela presença de Plutão (regente de Escorpião) como o planeta que recebe duas quadraturas de Urano e Mercúrio.

Durante o debate, o céu estará com o seguinte posicionamento:

Ascendente a 1º a 18º de Câncer (movimento do início ao fim)
Meio Céu a 14º a 0º de Áries (movimento do início ao fim)
Mercúrio a 16º de Libra
Lua a 15º de Escorpião


Lua

O Urano de Aécio estará em quadratura com a Lua do debate com variação de 2º enquanto o Plutão de Dilma também estará em quadratura com a Lua do debate com variação de 1º.  Pela menor variação e por conter um planeta mais pesado, Dilma perde aqui por pouco

Mercúrio

O Urano de Aécio está em sextil com o Mercúrio do debate com variação de 1º, enquanto o Plutão de Dilma também está em sextil com o Mercúrio do debate. Pela menor variação e por ter um planeta que combina mais com o rápido Mercúrio, Aécio ganha aqui novamente, tendo facilitada a sua comunicação, sobretudo ao transmitir a imagem de reformador e melhor opção de futuro (característica de Urano) 

Meio Céu (MC)

O Plutão de Dilma está em trigono exato (zero grau variação) ao MC do debate, assim como o seu Júpiter está em trígono (3º de variação) ao MC do debate. O Urano de Aécio está em trígono (3º de variação) ao MC do debate. Dilma ganha aqui no início do debate. Com o transcorrer do debate, o Júpiter de Aécio ficará em quadratura com o MC do debate, enquanto o Ascendente de Dilma ficará em oposição (3º variação) ao MC do debate. O Marte de Dilma ficará em trígono (3º variação) ao MC do debate. Dilma ganha aqui também.
Apesar de perder na comunicação e de transparecer menos emoção (os dois primeiros itens, Lua e Mercúrio, que Aécio deve vencer no debate), Dilma conseguirá passar a imagem de segurança e capacidade de gestão ao longo de todo o debate (ao ganhar o item do MC)

Ascendente

No início do debate, o Marte de Dilma estará em sextil  ao Ascendente do debate, da mesma forma que o Plutão de Aécio. Ambos estarão prontos para uma intensa luta, ainda que Plutão dê mais força a Aécio do que Marte a Dilma.

Por alguns instantes no início do debate, o Júpiter de Aécio ficará em oposição ao Ascendente do debate, o que indica que ele poderá demorar alguns minutos iniciais para realmente entrar no debate. Da mesma forma, nesses primeiros minutos, o Ascendente de Dilma estará em trígono com o Ascendente do debate, fortalecendo a sua concentração e centramento no debate. Provavelmente nos primeiros minutos ou primeiro bloco, ela deve passar uma imagem de mais segura, sobretudo se acontecerem confrontos intensos.

Mais ao final do debate, o Sol de Aécio ficará em trígono com o Ascendente do debate, favorecendo o embate do seu Plutão com o Marte de Dilma, permitindo que na meia hora final ele transmita maior autoridade (Sol) em relação a sua adversária.

Baseado nessas análises, eu acredito que no debate Dilma transmitirá uma imagem de gestora mais forte do que Aécio, enquanto que Aécio transmitirá maior emoção e se comunicará melhor. O debate tende a ser mais favorável para Dilma no seu início (primeiros 15 minutos) e mais favorável a Aécio na parte final (últimos 30 minutos), sendo que na maior parte será uma grande luta entre a presidente tentando transmitir uma imagem de gestora séria e competente contra um Aécio bem comunicativo e buscando motivar pela parte emocional a esperança de mudança nos eleitores ainda indecisos.

Será um debate muito duro a nível emocional para Dilma, sobretudo pela quadratura da Lua com o seu Plutão natal, o excesso de tensão mental (própria de Plutão) pode ocasionar novamente algum problema ligado a queda de pressão. Já Aécio deve controlar bem sua grande energia emocional que estará forte nesse dia, pois é provável que seja instigado, fortemente, a perder o equilíbrio emocional de forma ainda mais intensa do que aconteceu no debate do SBT.

Acredito que não teremos aos olhos do grande público um vencedor no debate, ainda que exista uma pequena vantagem para Aécio, sobretudo na parte final do programa (encerramento) que pode representar a imagem final do confronto e a escolha para alguns indecisos.

Aguardemos até o dia 24 de outubro ....


UMA ELEIÇÃO INCENDIÁRIA E PLUTONIANA   



Teremos a eleição de domingo com três planetas em signos de fogo (Júpiter, Lua e Urano), sendo que Marte estará adentrando em Capricórnio, ou seja, ainda recebendo fortes influências de um signo de fogo (Sagitário). Marte, na Astrologia o arquétipo de guerra e da vontade, estará em Capricórnio juntamente com Plutão que não apenas estará em conjunção com o Ponto da Fortuna potencializando sua força de transformação destruidora como causando um “fuzuê” em todo o submundo, desde as instituições do mundo físico ao mundo astral, pois estará recebendo a energia, através da Configuração de uma grande quadratura, de Urano e Mercúrio, sendo que os 3 aspectos envolvendo essa Configuração, Urano participa dos dois mais fortes (linhas vermelhas mais intensas no mapa).

A ação de Urano estará muito potencializada, pois estará no signo (Áries) regido exatamente por Marte, o planeta com maior energia no dia das eleições, deixando tudo ainda mais incendiário a nível astrológico. Áries rege naturalmente a primeira casa , está muito ligado aos inícios, a coragem para arriscar , a imagem física vigorosa e tendo ainda a ação do elétrico e progressista Urano, indica a clara mensagem de um novo ciclo (algo que será melhor explicado no próximo post)

Antes de entrar em uma análise mais minuciosa dos mapas dos 2 candidatos (que farei no post a seguir), vou analisar basicamente a energia de cada um no elemento fogo e especificamente no signo de Capricórnio, que não apenas receberá Plutão e o Ponto da Fortuna como ponto máximo da Configuração (Grande quadratura) como também receberá o planeta mais forte nesse dia, Marte.

Dilma tem 3 planetas no elemento fogo (Saturno com pouca energia, Plutão com energia estável e Júpiter com muita energia), Aécio tem 2 planetas no elemento fogo (Urano com pouca energia e Lua com energia estável).

Já em Capricórnio, signo que estará mais energizado na eleição, Aécio possui 2 planetas (Saturno com muita energia e Júpiter com pouca energia) enquanto Dilma possui apenas um planeta (Lua com pouca energia).

A vantagem de Dilma está exatamente no seu Plutão e Júpiter e a supremacia de maior energia no elemento fogo, já que no signo de Capricórnio ela tem uma desvantagem muito grande para Aécio. Se parássemos a análise aqui, poderíamos dizer: “empate” ou “indefinido”.

Entretanto, teremos dois aspectos fortes no dia das eleições. Um deles é uma quadratura forte envolvendo Júpiter e Saturno, que de certa forma mantém o “empate”, pois se Dilma tem Saturno fraco e Júpiter forte no elemento fogo, Aécio tem Saturno forte e Júpiter fraco em Capricórnio.

Na Configuração da Grande Quadratura temos Plutão muito forte com o ponto da fortuna e recebendo a energia de 2 planetas, mas ao mesmo tempo os 2 aspectos mais fortes que compõe os 3 aspectos dessa Configuração estão em Urano que por sua vez está muito fortalecido por estar em Áries (regido por Marte e que também está em Capricórnio, signo que por sua vez tem Plutão ali alocado). Nessa briga também dá empate, pois ainda que pudéssemos contar uma ligeira vantagem para Plutão em relação a Urano, ainda sim o Urano natal de Aécio está melhor posicionado (em conjunção ao MC, mesmo que com pouca energia), enquanto o Plutão de Dilma, ainda que com energia estável e também na casa 10 está longe do MC (16 graus)

UM NOVO BATISMO DAS ÁGUAS

O segundo aspecto forte da eleição e único harmônico é um trígono de água envolvendo Sol em Escorpião e Netuno com muita energia em Peixes, unindo as casas 4 (família) e 11 (associações, reuniões de pessoas). É aqui que a eleição é desempatada. Ambos os candidatos tem ascendente em Escorpião, mas Aécio possui o seu signo solar em Peixes, exatamente o signo que receberá na casa 04 no dia das eleições Netuno com grande energia em trígono exatamente com o Sol. 

Se os demais posicionamentos igníferos com a ação de Marte, Áries e Urano potencializarão a força e o desejo de uma grande mudança, o trígono em água envolvendo Netuno trará a tranqüilidade para permitir uma visão esperançosa sobre a mudança que se faz necessária, encorajando as famílias (casa 4) a apostarem no sonho (Netuno) de algo novo ser iniciado (Marte, Áries com Urano) e realizando a intensa mudança através da Grande Quadratura com o ápice em Plutão (o destruidor e transformador completo do status quo estabelecido)




No próximo post farei uma análise astrológica minuciosa dos 2 candidatos para  a eleição decisiva do segundo turno, que acontecerá dia 26 de outubro, complementando as explicações a nível astrológico no mapa astral sobre a eleição incendiária e plutoniana.


Fanpage Profecias o Ápice em 2036 no Facebook:
https://www.facebook.com/josemaria.alencastro2036 

Fórum Profecias 2036: 
http://www.profecias2036.com.br/forum/